Estudante do Campus Blumenau é eleito no Parlamento Juvenil Mercosul

O estudante Vinicius Franke da Silva, do curso técnico em Informática integrado ao ensino médio, do Instituto Federal Catarinense (IFC) Campus Blumenau, é o representante de Santa Catarina no Parlamento Juvenil Mercosul (PJM) para o mandato de 2018-2020. Vinicius foi eleito com 549 votos. O resultado foi divulgado no site do parlamento.

O PJM é promovido pela Assessoria Internacional do Ministério da Educação, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e o Instituto Internacional para o Desenvolvimento da Cidadania (IIDAC). Cada unidade da federação terá um representante, totalizando 27 representantes brasileiros. Na primeira etapa, quatro projetos por Estado seclassificaram. Em todo o Brasil foram 108 trabalhos de estudantes do 1º ou do 2º ano do ensino médio regular ou do ensino técnico integrado de escolas públicas. A segunda etapa foi por votação online, direcionada a alunos do ensino médio, com idade entre 14 e 18 anos.

Vinicius não poupou esforços na divulgação de seu projeto. Ele visitou 12 escolas de Blumenau e da região, além de contar com o apoio do próprio campus, do grêmio estudantil e dos escoteiros do Brasil e de Santa Catarina, instituição da qual ele é integrante.

Projeto Um Portal de Oportunidades

Os projetos inscritos pelos candidatos deviam contemplar a realidade local do estudante e propor ações que estimulassem a participação juvenil no ambiente escolar. Orientado pelo professor Cloves Alexandre de Castro, Vinicius propôs o projeto Portal de Oportunidades: uma janela de solidariedade para jovens estudantes em busca do primeiro empregono qual possibilitará ao empregador acessar os perfis de jovens em busca do primeiro emprego, ao mesmo tempo em que divulga vagas de trabalho. “Trata-se de uma plataforma online, pública, gratuita e de livre acesso, na qual os jovens e as empresas possam criar perfis que possibilite a relação entre contratado e contratante”, explica Vinicius.

Depois de tomar posse, o estudante pretende desenvolver seu projeto. “Quero representar da melhor maneira possível todos os estudantes catarinenses. Será um mandato de muito trabalho, no qual criaremos o site Portal de Oportunidades com o objetivo de ajudar os jovens na procura de emprego”, adiantou.

IFC à frente do protagonismo juvenil

Esta será a segunda vez consecutiva que um estudante do IFC assume a vaga estadual no parlamento. Atualmente, o estado de Santa Catarina é representado no PJM pela estudante do ensino médio integrado do IFC Campus Ibirama Aymee Agnes de Andrade Sinn. Em 2016, ela foi selecionada com o projeto Imigração Haitiana no Brasil, inclusão e diversidade de raça.

VINICIUS

*Texto/Fotos: Cecom/Blumenau / Gisele Silveira
**Arte: divulgação site PJM

IFC e IF Goiano promovem reunião para discutir Programa Cães-guia

Nesta semana, integrantes do Instituto Federal Catarinense (IFC) – Camboriú e o IF Goiano – Campus Urutaí realizaram uma reunião para discutir pautas do Programa Cães-guia. Durante o encontro, foram tratados os temas: organização do I Fórum Internacional para o Desenvolvimento de Programas Cães-guia, previsto para acontecer de 2 a 5 de abril, em Urutaí/GO; situação da política pública do Programa no Brasil e implementação de melhoramento genético de cães-guia.

De acordo com Leonardo Goulart Nunes, coordenador do Centro de Formação de Treinadores e Instrutores de Cães-guia do IF Goiano, as parcerias para melhoramento genético envolvem os IFs, a Federação Internacional de Cães-guia, a Universidade Federal de Goiás e as escolas de cães-guia filiadas à federação.

A reunião contou com a participação da reitora do IFC, Sônia Fernandes, dos diretores-gerais dos campi, Rogério Luís Kerber (IFC) e Gilson Dourado da Silva (IF Goiano), e integrantes dos Centros de Formação de Treinadores e Instrutores de Cães-guia.

Texto e foto: Cecom/Camboriú/Marília Massochin

Concluída agenda de reuniões ordinárias do Codir em 2018

Nos dias 10 e 11 de dezembro, os membros do Colégio de Dirigentes (Codir) do IFC participaram da 9ª reunião ordinária do Codir. De caráter consultivo, o Colégio é o órgão de apoio ao processo decisório da Reitoria. É composto pela reitora, pelos pró-reitores e diretores-gerais dos campi.

Além de marcar o encerramento do calendário de reuniões de 2018, o formato desta edição foi distinto, pois conciliou atividades festivas e habituais. No primeiro dia, os membros do Codir estiveram presentes na inauguração do refeitório no Campus Blumenau e na solenidade de 10 anos de criação dos Institutos Federais, em Blumenau. No dia 11, em Brusque, participaram da inauguração do Campus Brusque e das discussões da pauta ordinária.

Pauta da 9ª reunião ordinária foi composta por: informes da reitora; apresentação de relatório final da Comissão Própria de Avaliação (CPA); padronização dos processos de compras, agenda de compras e sistema de Planejamento e Gerenciamento de Contratações (PGC/MPDG), do Plano Anual de Contratações (Proad); apresentação do novo software de Ingresso (Prodin); publicização e informação nos campi (Cecom e DTI); formação de servidores ‘Encontrão 2019’ (DGP e Cecom); solicitação do Sinasefe encaminhada para diretora do IFC Videira; organogramas dos campi preexistentes; apresentação dos estudos sobre condução de processos discentes pela Corregedoria*; informes Proen**: inclusão e diversidade / permanência e êxito / programa de formação continuada de docentes / pedagogia da alternância e educação do campo / diretrizes para os cursos técnicos / CLIFC e NuBi / PIBID/RP / manual das bibliotecas e repositório / jogos 2019 / PAE / política de atendimento ao estudante / moradia estudantil / alinhamento dos cursos de graduação / Enade / SIGAA (módulo técnico subsequente/concomitante e módulo formação complementar).

Como avisado anteriormente, esta reunião do Codir não foi transmitida ao vivo em virtude da inexistência de equipamento de videoconferência no IFC Brusque. Portanto, a reunião foi gravada e será disponibilizada na próxima semana, no canal do IFC no YouTube, para acesso de todos.

*Tema foi repassado para a agenda de 2019. **Devido à limitação de tempo para debates, alguns tópicos foram repassados para apresentação e debate na próxima reunião do Codir.

Texto e foto: Cecom/Reitoria /Rosiane Magalhães

Campus Blumenau inaugura refeitório

No ano em que se comemoram os 10 anos da criação dos institutos federais, o Instituto Federal Catarinense (IFC) Campus Blumenau dá mais um passo rumo ao crescimento, com inauguração do refeitório. O novo espaço possui área total de 509,87 m², com mobiliário integrado de mesas e bancos, que comportam até 168 pessoas.

Foram investidos R$ 1.203.314,26 na construção do espaço. Os recursos vêm de fontes distintas, são R$ 500 mil de emenda parlamentar, R$ 617 mil de termo de execução descentralizado (TED), R$ 85 mil de recurso de expansão e reestruturação; e alguns recursos próprios do campus. A instituição também investiu R$ 66.431,51 na compra de equipamentos, como geladeiras, fogão e forno industriais, entre outros.

A diretora-geral pro tempore Marilane Maria Wolff Paim lembrou que a obra iniciou em agosto de 2016, mas o trabalho começou antes disso, com discussão da necessidade de construir o espaço; elaboração de projeto; busca de recursos e processo de licitação. Marilane agradeceu servidores, terceirizados, estudantes, reitora e diretores dos campi. “Agradecer é preciso. Cada um, dentro de sua atribuição, contribuiu para o sucesso do projeto”. A diretora agradeceu especialmente os deputados Décio Lima e Ana Paula Lima, que na ocasião estavam representados pelo assessor Aroldo Bernhardt. “Sem a emenda parlamentar levaria muito mais tempo para o refeitório ficar pronto. Os dois nunca se esquivaram, porque entendem que educação tem de ser prioridade em todas as esferas do poder em nosso país”, frisou.

A reitora Sônia Regina de Souza Fernandes lembrou de quando a demanda do refeitório surgiu. “Em 2015, quando participei da campanha para o pleito de reitora, umas das questões levantadas pelos estudantes foi a construção do refeitório como prioridade. Naquela época me comprometi a buscar os recursos, e assim o fizemos. É uma alegria imensa conseguir entregar algo no qual nos comprometemos”, comemorou. E finalizou: “Valorizem, cuidem! Este é um bem público. E educação como um bem público é um direito de todos”.

Descerramento da placa de inauguração

Para o descerramento da placa de inauguração foram convidados, além da reitora e da diretora-geral, o assessor Aroldo Bernhardt, a representante dos estudantes Ivete Laureth, e os servidores há mais tempo no campus, Aldelir Fernando Luiz (no campus desde 2010) e Viviane da Rosa Matos (no campus desde 2011).

Entrega de prêmio esportivo

O evento proporcionou ainda o encontro da reitora Sônia  e da estudante do Campus Blumenau Eduarda Neuenfeld, campeã na categoria Xadrez por equipes nos Jogos Nacionais dos Institutos Federais (JIFC), em outubro deste ano. A estudante fez a entrega oficial do troféu e da medalha à instituição, que ficarão expostos na Reitoria do IFC.

Texto/Fotos: Cecom/Blumenau / Gisele Silveira

Solenidade marca a inauguração oficial do IFC Brusque

Nesta terça-feira, dia 11, realizou-se a inauguração oficial do campus do Instituto Federal Catarinense – IFC Brusque, na Avenida Hugo Schlosser 605, Bairro Jardim Maluche, em Brusque. Construído no terreno de 20 mil m², doado pela Prefeitura Municipal, o campus possui 5.577,39m² e recebeu investimento total de R$ 12.428.658,66. Projeto arquitetônico foi desenvolvido pela equipe do Programa Brasil Profissionalizado.

Solenidade de inauguração contou com a participação da reitora do IFC, Sônia Regina de Souza Fernandes; diretor geral do campus, Hélio Maciel Gomes; representante da Assembleia Legislativa Estadual, deputado Serafim Venzon; prefeito em exercício de Brusque, José Ari Vequi; representante dos estudantes, Taila Alberton, pró-reitores e diretores gerais dos demais campi do IFC, servidores e estudantes do IFC, representantes de instituições parceiras, demais autoridades e comunidade local.

“Temos muito o que agradecer, pois aqui os sonhos tornaram-se realidade. Gratidão a todos que participaram deste projeto, em especial aos nossos estudantes, pois são por eles que nos tornamos profissionais de educação. Este ato de hoje é apenas o início da nossa caminhada”, enfatizou o diretor geral do campus.

Deputado Venzon também destacou a protagonismo dos estudantes como sendo a finalidade da obra. “Brusque possui grande capacidade de produção que está vinculada com a qualificação profissional. Esta capacidade diferenciada resulta em qualidade de vida e justifica-se todos os investimentos na educação local”, apresentou o parlamentar.

“É com muito orgulho que represento a todos os estudantes. Caminhar e crescer com essa instituição permite tornarmos agentes críticos pela ampliação do conhecimento com profissionais altamente preparados. Obrigada pelo acesso ao ensino público, gratuito e de qualidade”, agradeceu emocionada Alberton.

“Nosso papel social e educativo foi muito bem colocado pela estudante Taila. Afinal, sem estudantes nossa instituição não existiria. O papel dos Institutos Federais é inquestionável, principalmente no interior do Brasil que não tinha acesso à educação pública federal, assim como era em Santa Catarina, até 2008 quando foram criados os Ifs. Hoje temos a responsabilidade de trabalhar, em parcerias com outras instituições, para promover o desenvolvimento regional”, ressaltou a reitora do IFC.

Início do campus foi relembrado por Cláudio Adalberto Koller, reitor do IFC entre 2009 e 2011. “Hoje inaugura-se esta obra, mas as atividades já foram realizadas em outros locais da cidade. É uma alegria ver que o campus solidificou-se com apoio da comunidade e dos parceiros. Com certeza crescerá ainda mais. É só o começo de uma história linda que vamos escrever”, definiu Koller.

Após a reitora e diretor do campus descerrarem a placa de inauguração, os estudantes Stefanni Gomes, José Honório Junior, Ana Merissa dos Santos Damasceno e Israel José da Silva Tigre, representantes dos cursos técnicos e superiores, foram convidados para cobrir a cápsula do tempo que deverá ser aberta quando o campus completar 20 anos.

Destaques

Durante a cerimônia, estudantes e professores do Campus receberam medalhas e certificados pelos resultados na 20ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, realizada em 2017. Estudante do técnico em Informática, Gabriel Lubke Gaviraghi, 16 anos, conquistou a medalha de bronze na competição, sob orientação do professor de Física, Marcus João Correia.

Confira todas as fotos aqui.

Texto e fotos: Cecom/Reitoria/Rosiane Magalhães

IFC comemora 10 anos de criação com solenidade especial

O Instituto Federal Catarinense (IFC) promoveu nesta segunda-feira uma cerimônia comemorativa de seus dez anos de existência. A solenidade foi realizada em Blumenau, na sede da Escola Técnica de Saúde (Etsus) de Blumenau, e contou com apresentações culturais, palestras com todos reitores que já geriram a Instituição e com a exibição de um vídeo comemorativo do aniversário do Instituto, preparado especialmente para a ocasião. Foram anunciados os vencedores do Concurso de Fotografia “Referências”, também organizado para celebrar o aniversário do IFC, do qual participaram servidores e estudantes da Instituição.

A comemoração teve início às 14h, com a apresentação de um vídeo institucional sobre o aniversário de 10 anos de toda a Rede. Em seguida, foi composta a mesa oficial, formada pela reitora do Instituto, professora Sonia Regina Fernandes, pelos ex-reitores do IFC Cláudio Adalberto Koller (2009 a 2011) e Francisco José Montório Sobral (2012 a 2016), pelo reitor da Fundação Universidade Regional de Blumenau, João Natel Pollonio Machado), pela vice-diretora do Campus Blumenau da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Ana Júlia Dal Forno (representando o reitor Ubaldo Cesar Balthazar) e pelo gerente de Educação da Agência de Desenvolvimento Regional de Blumenau, Eliomar Russi (representando a secretária de Estado da Educação, Simone Schramm).

“Os 10 anos da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica têm um significado especial no contexto da educação pública federal no Brasil”, afirmou, em sua fala, a reitora do IFC. “A proposta de ampliação e universalização das oportunidades de educação apresentada pelos Institutos significa para um país como o nosso – um país colonizado por uma nação europeia, na qual a Educação não era a principal ferramenta de emancipação humana, ao contrário de outros países na época. A importância é inegável – e no caso específico do IFC (e também do IFSC), o impacto é sentido especialmente no interior de Santa Catarina, no qual não havia nenhuma Instituição Federal de Ensino até 2008.”

Após o discurso de cada um dos componentes da mesa, os estudantes Naiely Cardoso e Marcos Batista, do campus Blumenau, executaram a música “While My Guitar Gently Weeps”, dos Beatles, em um arranjo para violino e violão. Posteriormente, foi apresentado um vídeo em que um dos criadores do selo comemorativo dos 10 anos da Rede , o programador visual Murilo Delmondes, do IFMS, explica os conceitos sobre os quais a imagem foi construída. Após a exibição, foram apresentadas todas as atividades comemorativas dos 10 anos empreendidas pelo IFC durante 2018 – como o concurso fotográfico, a participação em eventos que oportunizassem a divulgação institucional e o ato solene de inauguração da Sala dos Conselhos e Galeria dos Reitores do IFC, entre outros

O próximo momento da solenidade foi composto pelas palestras de cada um dos reitores que já estiveram a frente da Instituição, na qual os docentes falaram sobre os desafios e realizações de seus períodos à frente do IFC. Em seguida, após nova apresentação musical de Naiely e Marcos, foram reveladas as fotografias vencedoras do concurso Referências, que você confere abaixo:

Os certificados de participação dos servidores, alunos e egressos que tiveram suas imagens selecionadas foram entregues aos diretores de seus respectivos campi. A solenidade foi encerrada com um coffee break composto principalmente por produtos produzidos pelos campi de Camboríú, Rio do Sul e Santa Rosa do Sul.

Confira abaixo a galeria de fotos do evento:

Texto e fotos: Cecom/Reitoria/Thomás Müller

Campus Blumenau traz alunos da escola Lauro Müller para oficinas de robótica

Ao longo deste ano, alguns alunos da Escola de Educação Básica Municipal Lauro Müller ampliaram seus conhecimentos de robótica em três oficinas ministradas no Instituto Federal Catarinense (IFC) Campus Blumenau. A responsável pelos encontros foi a estudante do curso de Informática integrado ao ensino médio Giulia Denise Kujat Vieira.

As oficinas são de introdução à robótica, com utilização de Arduino – uma placa eletrônica, com design open-source, o que permite copiar, modificar e criar novos componentes baseados nele. “A Lauro Muller já desenvolve um projeto de robótica com alguns alunos, mas lá eles trabalham com Lego Mindstorms – uma linha específica para a área de Educação Tecnológica, baseado no aprendizado lúdico. Aqui no IFC, o grupo teve a oportunidade de aprender sobre bases do Arduino UNO, um pouco da programação e alguns módulos”, explica Giulia.

O aluno Mike Anderson Nolerwood, de 14 anos, que participa do projeto de robótica da escola Lauro Müller desde 2017, conta que muitos conceitos ele só ficou conhecendo ao participar das oficinas no Campus Blumenau. “Ter ideia de como funciona a programação da placa Arduino foi inovador para mim, até consegui acender um Led e fazer piscar com minha programação”, comemorou. Ele lembrou ainda a participação em uma oficina de formatação de computadores, que fez parte da Mostra de Ensino, Pesquisa, Extensão e Cidadania (Mepec). “Foi uma experiência muita boa, pois a partir desse aprendizado pude conhecer mais sobre formatação e, hoje, consigo até formatar meu computador”, relatou.

As oficinas integram um projeto extensão do campus, intitulado “Introdução à robótica utilizando Arduíno em uma Réplica do BB-8”, ainda em desenvolvimento pela Giulia e pelo aluno Vitor Hugo Fauste, sob orientação dos professores Hylson Vescovi Netto e Rafael Gonçalves de Souza. No projeto, os alunos exploram o potencial da programação nos dispositivos usados diariamente, visando a construção de um robô, especificamente o droide BB-8, do filme Star Wars. O objetivo geral do projeto é construir uma réplica do robô BB-8, documentando, de forma precisa e simples, o processo de construção, e disseminando esses conhecimentos à comunidade local.

*Texto/fotos: Gisele Silveira | Jornalista Cecom/Blumenau

Projeto de extensão do Campus Blumenau fecha ciclo educativo com plantio de árvores em Pomerode

O projeto de extensão em desenvolvimento pelo IFC Campus Blumenau em parceria com Núcleo de Estudos da Tecnociência (NET), da Universidade Regional de Blumenau (Furb), que prevê a utilização de drone para fiscalizar a utilização de recursos naturais do Vale do Itajaí, cumpriu um dos objetivos propostos: a educação ambiental. O fechamento ocorreu em novembro, na escola EBM Almirante Barroso, em Pomerode, com o plantio de 250 mudas de árvores nativas da Mata Atlântica.

Durante o ano, foram feitas visitas a duas escolas selecionadas – Almirante Barroso e Hermann Guenther – em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Pomerode. Os alunos destas escolas tiveram oportunidade de conhecer mais sobre temas como desmatamento e recursos hídricos, ministrados pelos professores Péricles Rocha da Silva, do IFC Campus Blumenau, e Amarildo Otávio Martins, da UFSC.

Na última quarta-feira, a equipe acompanhou alunos no plantio de jamelão, aroeira e ingá, no terreno que fica em frente à escola Almirante Barroso. O professor Péricles deu dicas de como manejar as plantas, do plantio e da aplicação do adubo orgânico, além de alertar sobre a importância do cuidado contínuo com as plantas. Em sua avaliação, Péricles vê o processo como produtivo. “O objetivo foi cumprido, que era envolver os estudantes, e mostrar para eles a importância do que viram na teoria ser aplicado na prática”, observou.

Para a diretora da escola Almirante Barroso, Rosa Maria Landeira Beck, este é um aprendizado que transcende a sala de aula. “Educação passa pela conscientização das crianças para a importância de preservar o meio ambiente. É um aprendizado dentro e fora da sala”, salientou. A aluna Sofia, de 8 anos, gostou da primeira experiência com o plantio. “Achei legal. Gostei de colocar terra”, contou animada.

O projeto prevê também a entrega de cartilhas para crianças do Ensino Fundamental, com abordagem de temas como histórico de uso e ocupação do solo, desmatamento e recursos hídricos. O material está em desenvolvimento no campus.

Sobre o projeto de extensão – O projeto visa implementar a transferência de conhecimentos relacionados ao pedido de patente “Método de Monitoramento de Inundações em Tempo Real por meio de veículo aéreo não tripulado” (pedido de registro de propriedade intelectual BR1020170152685).

A ideia do projeto surgiu a partir da necessidade de desenvolver novas metodologias e técnicas para acompanhamento de atividades de gerenciamento de recursos hídricos e gerenciamento de resíduos sólidos da região do Vale do Itajaí. Desta forma, um VANT (Veículo Aéreo Não Tripulado) multirotor foi desenvolvido para capturar imagens de áreas naturais, antropizadas e aterros sanitários controlados. O protótipo está em fase de testes pelo Núcleo de Estudos da Tecnociência, da Furb, e tem previsão de conclusão, com transferência de tecnologia para a Agência Intermunicipal de Regulação do Médio Vale do Itajaí (AGIR), em 2019.

*Texto/fotos: Gisele Silveira | Jornalista Cecom/Blumenau