Representante do IFC no Parlamento Juvenil do Mercosul participa de formação em Brasília

O estudante do curso técnico em Informática integrado ao ensino médio do Campus Blumenau Vinicius Franke da Silva é um dos 27 estudantes que representará o Brasil durante dois anos no Mercosul – sediado em Montevidéu, no Uruguai – por meio do programa Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM). De 15 a 19 de julho, ele esteve em Brasília, onde participou de uma formação na Escola Nacional de Administração Pública (Enap), com o tema O Ensino Médio que Queremos. Como este foi o primeiro encontro após a eleição dos representantes, a ocasião também marcou a cerimônia de posse do grupo.

A experiência foi engrandecedora. Participamos de debates e diálogos sobre temas que envolvem a educação pública, como direitos humanos, integração regional e jovens e trabalho”, contou Vinicius. Ao final do evento, eles redigiram uma declaração nacional, que será enviada ao Ministério da Educação e Cultura (MEC).

O PJM é promovido pela Assessoria Internacional do Ministério da Educação, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e o Instituto Internacional para o Desenvolvimento da Cidadania (IIDAC).

Projeto Um Portal de Oportunidades

Para conquistar a vaga, os estudantes participaram de um processo seletivo estadual, em 2018, e apresentaram propostas de ações para despertar a participação dos jovens no ambiente escolar, priorizando o desenvolvimento de um trabalho coletivo e cooperativo. Orientado pelo professor Cloves Alexandre de Castro, Vinicius propôs o projeto Portal de Oportunidades: uma janela de solidariedade, voltado a jovens estudantes em busca do primeiro emprego, no qual possibilitará ao empregador acessar os perfis desses jovens, ao mesmo tempo em que divulga vagas de trabalho.

IFC à frente do protagonismo juvenil

Esta é a segunda vez consecutiva que um estudante do IFC assume a vaga estadual no parlamento. Em 2016, a estudante do ensino médio integrado do IFC Campus Ibirama Aymee Agnes de Andrade Sinn foi eleita com o projeto Imigração Haitiana no Brasil, inclusão e diversidade de raça, para o mandato 2016-2018.

Texto: Cecom/Blumenau/Gisele Silveira
Fotos: Paulo Palhares

Publicados os regulamentos para XII Micti e V IFCultura

Nos dias 13 e 14 de novembro, o Instituto Federal Catarinense (IFC) realizará a XII Mostra Nacional de Iniciação Científica e Tecnológica Interdisciplinar (MICTI) e V IFCultura. Este ano, as atividades serão no IFC Campus Brusque e no Pavilhão de Eventos Maria Celina Vidotto Imhof, em Brusque (SC).

Exclusivo a estudantes regularmente matriculados no IFC, o IFCultura visa incentivar a cultura, o crescimento profissional, científico e tecnológico nas diversas modalidades e linguagens artísticas, com reflexão sobre humanidade e educação, bem como a enriquecer os espaços educacionais.

Enquanto que a Micti é um evento científico de exposição multidisciplinar promovido com o propósito de divulgar, à comunidade interna e externa, os resultados de projetos de Ensino, Extensão, Pesquisa e Inovação, desenvolvidos no IFC. Nesta edição, a Micti traz novidades na programação com dois eventos concomitantes: Epromundo (Mostra de Inovação e Mostra dos Campi) e IFC.Ação.

Inscrições

Na próxima segunda, dia 5, iniciam-se as inscrições para apresentações culturais e artísticas do IFCultura e ainda para as submissões dos trabalhos de pesquisa (PIBIC, PIBIC-Af, PIBIC-EM e PIBITI); trabalhos de ensino, de pesquisa e de extensão indicados pelos campi do IFC e também para os trabalhos dos programas institucionais (PET, Pibid e RP). Os interessados devem ler os regulamentos disponíveis no site do evento e realizar as inscrições, para estas categorias, até 30 de agosto.

De acordo com o regulamento da Micti, as inscrições para trabalhos ampla concorrência de ensino, de pesquisa e de extensão (comunidade interna e externa) e para Epromundo serão aceitas de 9 a 27 de setembro. Já os participantes como ouvintes e para IFC.Ação devem se inscrever entre 16 de outubro e 13 de novembro.

Confira todas as informações aqui no site da XII Micti e V IFCultura.

Texto: Cecom/Reitoria/Rosiane Magalhães
Arte: Cecom/Reitoria/Poliana Souza

Aberta consulta pública do documento sobre incubadoras de empresas e de cooperativas populares

Até 12 de agosto, a comunidade acadêmica do Instituto e a sociedade em geral estão convidadas a responder a consulta pública referente à minuta de Regulamento sobre incubadoras de empresas e de cooperativas populares no IFC.

“A partir dessa consulta, serão definidos procedimentos e mecanismos de incentivo à geração e à consolidação de empreendimentos inovadores em todas as regiões de Santa Catarina, especialmente no que respeito aos arranjos produtivos culturais e sociais relativos às localidades em que os campi do IFC estão inseridos”, explica o pró-reitor de Extensão no IFC, Fernando José Garbuio.

Acesse aqui a minuta e envie suas considerações por meio do formulário disponível aqui.

Outras dúvidas podem ser enviadas para e-mail da pró-reitoria de Extensão: proex@ifc.edu.br

Texto: Cecom/Reitoria/Rosiane Magalhães
Arte: Cecom/Reitoria/Amanda Cadore

IFC e Furb promovem 1º Seminário Integrado de Educação Profissional e Tecnológica

Nos dias 3 e 4 de outubro, o Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEFT), do IFC Campus Blumenau, e o grupo de pesquisa Educogitans, do PPGEFURB, promovem o 1º Seminário Integrado de Educação Profissional e Tecnológica – Desafios e Perspectivas. Para o evento estão programadas mesas redondas e sessões simultâneas de apresentação de comunicações orais de pôsteres.

As inscrições de trabalhos estão abertas até 20 de agosto. Para participantes ouvintes, a inscrição pode ser feita até o dia de início do evento. A inscrição deve ser feita somente pelo site do evento, disponível em bit.ly/SeminárioIFCFURB.

Dentre os objetivos do encontro, estão ampliar a integração de grupos de pesquisa, pesquisadores, estudantes e demais interessados no tema da Educação Profissional e Tecnológica; disseminar o conhecimento resultante das pesquisas e estudos realizados sobre a Educação Profissional e Tecnológica; e favorecer o debate e o avanço do conhecimento relacionado à Educação Profissional e Tecnológica.

A coordenadora do mestrado, Inge Suhr, destaca que o evento permitirá a troca de conhecimentos com outros pesquisadores, além das contribuições de palestrantes de renome nacional. “O evento é voltado aos mestrandos e a todas as pessoas interessadas na promoção da educação profissional com qualidade, dirigida aos trabalhadores”, observou ela.

Confira a programação:


Texto: Cecom/Blumenau/Gisele Silveira
Arte: Cecom/Reitoria

Equipe do IFC participou do Projeto Rondon em parceria com a Udesc

Estudantes Ana Merissa Damasceno e Emanuele de Oliveira, do curso de licenciatura em Química do IFC Brusque, e André Bezerra, de Engenharia Elétrica do IFC São Francisco do Sul, participaram das operações do projeto Rondon, coordenado pelo Núcleo Extensionista Rondon (NER) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). O projeto atendeu 12 municípios na região da Associação de Municípios do Oeste Catarinense, entre os dias 10 e 20 de julho, com atividades nas áreas de comunicação, cultura, direitos humanos e justiça, educação, meio ambiente, trabalho, saúde, tecnologia e produção.

Objetivo do projeto é promover a interação da comunidade acadêmica com a sociedade por meio da troca de conhecimentos, bem como contribuir com soluções sustentáveis para a inclusão social e a redução das desigualdades regionais e colaborar com o processo de desenvolvimento e fortalecimento da cidadania dos estudantes participantes. Este ano, a iniciativa é denominada “Operação Gilmar Gomes”, em homenagem ao professor da Udesc e entusiasta do NER falecido em fevereiro.

Estudantes do IFC foram acompanhados pelo professor Eddy Ervin Eltermann, do Campus Brusque. “Projeto Rondon é uma ótima possibilidade de colocar em prática os conhecimentos adquiridos em aula, bem como, de desafiar os estudantes para efetuarem oficinas sobre temas que talvez eles pouco acessem durante seu processo de formação. Coloca os alunos em situações de desafio e realiza uma troca com a comunidade”, destaca o professor que coordenou a equipe em Sul Brasil com Leila Maria Matos, servidora da Udesc.

Ana Merissa Damasceno e André Bezerra integraram a equipe em Nova Itaberaba. “A convivência é fantástica e as oficinas nos fazem refletir sobre nosso papel na sociedade. Se no próximo ano tiver oportunidade, com certeza estarei de volta, onde quer que seja a próxima operação”, revela Bezerra.

Emanuele de Oliveira atuou em Coronel Freitas. “O aprendizado no Rondon é fantástico, pois convivemos com estudantes de diferentes áreas do conhecimento e com diferentes histórias de vida em uma cidade onde não conhecíamos ninguém. É um desafio, mas é engrandecedor”, define a estudante.

Além do IFC, a parceria contou também com a participação da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) e Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc). Cerca de 150 rondonistas realizaram as atividades nos municípios de Águas Frias, Arvoredo, Caxambu do Sul, Chapecó, Cordilheira Alta, Coronel Freitas, Guatambu, Nova Itaberaba, Pinhalzinho, Planalto Alegre, São Carlos e Sul Brasil.

Texto: Cecom/Reitoria/Rosiane Magalhães
com informações e fotos do professor Eddy Ervin Eltermann

Publicado edital de intenção de redistribuição para o IFC

Estão abertas as inscrições para a chamada pública de intenção de redistribuição (Edital 044/2019) para servidores da carreira dos cargos de técnicos administrativos em educação (TAEs). As vagas são destinadas a diferentes cargos e diversas unidades do Instituto (campi e Reitoria).

Interessados na redistribuição de seu cargo para o IFC devem enviar os documentos, descritos no Edital 044/2019, para o e-mail movimentacao.edital@ifc.edu.br, até dia 28 de julho de 2019. Homologação das inscrições será publicada no dia 30 de julho.

Confira todas as informações aqui. Eventuais dúvidas devem ser encaminhadas, por e-mail, ao endereço eletrônico movimentacao.edital@ifc.edu.br

Texto e arte: Cecom/Reitoria

IFC abre processo seletivo para Mestrado acadêmico em Educação

Está aberto o edital para o processo seletivo do Mestrado Acadêmico em Educação do Instituto Federal Catarinense (IFC). As inscrições iniciam no dia 29 de julho e terminam em 19 de agosto de 2019. O curso é totalmente gratuito e presencial. As aulas são ministradas semanalmente, nas segundas e terças-feiras, no período diurno, no Instituto Federal Catarinense (IFC) – Campus Camboriú. O ingresso será realizado em março de 2020.

Ao todo são ofertadas 20 (vinte) vagas, sendo divididas em duas linhas de pesquisa: 1) Processos Formativos e Políticas Educacionais (12 vagas) e 2) Processos educativos e inclusão (08 vagas).

Confira mais informações sobre as linhas de pesquisa:

1) Processos formativos e políticas educacionais: A Linha estuda os processos formativos e as políticas educacionais, tendo por base os fundamentos epistemológicos do campo educacional, nos diferentes períodos, contextos sócio-históricos e práticas sociais. Discute as políticas educacionais, consideradas como forças sociais em disputa, bem como suas interfaces com os processos formativos e com a gestão educacional. Problematiza a educação em e para os direitos humanos, envolvendo questões, temas e problemas contemporâneos em contextos formais e não formais. Investiga os processos de formação de professores e demais profissionais da educação, considerando as especificidades desses processos, seus níveis e modalidades de ensino, em espaços formais e não formais.

2) Processos educativos e inclusão: A linha Processos Educativos e Inclusão tem como objetos de estudo os processos educativos e as políticas de inclusão relacionados com os campos de interrogação epistemológica que problematizam a diferença, a diversidade, a desigualdade sociocultural e as formas históricas de manifestação do poder e dos contra-poderes. A educação, nesta perspectiva, é entendida como prática social comprometida com uma sociedade mais justa. Problematiza os processos que engendram a opressão e a exclusão compreendendo a sociedade como espaço de disputas de poder que geram as desigualdades. Atua na perspectiva teórico-metodológica com diferentes temas do campo educacional, tais como: direitos humanos, movimentos sociais, inclusão digital e recursos tecnológicos na aprendizagem, educação especial, educação profissional e tecnológica, educação do campo, capital social e cultural, conceitos de classe, raça, etnia, povos indígenas e populações tradicionais no contexto brasileiro e latino-americano.

O processo seletivo é composto por três etapas: 1) análise do projeto, 2) prova escrita e 3) arguição e análise do currículo lattes. Todas as etapas são de caráter eliminatório e classificatório, com valor de 100 (cem) pontos cada, com nota mínima de aprovação de 70 (setenta) pontos para cada uma delas.  Podem participar do processo os candidatos com diploma de graduação emitido por instituições de ensino brasileiras reconhecidas pelo Ministério da Educação, ou por instituições estrangeiras, desde que reconhecidas no Brasil, conforme legislação vigente.

As inscrições são realizadas unicamente por via eletrônica, de 29/07 a 19/08, pelo site:

 https://sig.ifc.edu.br/sigaa/public/processo_seletivo/lista.jsf?aba=p-processo&nivel=S.

Os candidatos que não tiverem acesso à internet podem utilizar os computadores do Instituto Federal Catarinense – Campus Camboriú durante o período de inscrição. Serão disponibilizados equipamentos com acesso à internet na Secretaria do Programa, no Bloco F, sala F-104, nos seguintes dias e horários: de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h30 e das 13h30 às 15h30.

Mais informações e inscrições em: http://ppge.ifc.edu.br/editais/

Fonte: Cecom/Camboriú/Marília Massochin

Dois projetos do IFC foram premiados no Seminário de Extensão Universitária da Região Sul

Estudantes e servidores participaram da 37ª edição do Seminário de Extensão Universitária da Região Sul (Seurs), realizada na Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis, nos dias 3 e 4 de julho, com o tema “Extensão e Inovação”. Anualmente, o evento promove o intercâmbio entre as universidades e os Institutos Federais da Região Sul do Brasil.

IFC foi o único Instituto Federal a ser premiado nesta edição. Entre os 16 projetos apresentados pela instituição, dois foram premiados na modalidade apresentação em vídeo, uma novidade no evento.

Na temática Educação, ganhou o projeto “Trote solidário”, desenvolvido no IFC São Bento do Sul, pelo estudante Felipe Veidz e pelos servidores Ranúzy Borges Neves, Maria Flávia Carvalho, Henrique Oliveira e Larissa Merlo. O trabalho também foi premiado na categoria geral da modalidade como o segundo melhor projeto em vídeo.

“Estar no Seurs foi maravilhoso, abriu a minha mente para a questão da projeção do que nosso projeto poderá alcançar ao longo dos anos. Notei que um projeto de extensão pode realmente quebrar todas as barreiras, ou ‘muros da instituição’, e ir muito além em prol da comunidade, tudo feito com o maior amor, carinho e empenho”, revela Veidz, estudante de Engenharia de Computação.

“Quando nos chamaram para receber a certificação de melhor projeto da categoria Educação, confesso que me emocionei bastante, não esperava tanto assim. E, quando nos premiaram como o 2º melhor projeto apresentado em vídeo do evento, foi a sensação mais incrível do mundo por ter todo aquele reconhecimento das noites viradas, das emoções vividas no dia a dia, com as ações realizadas, e por tudo o que nosso projeto vem nos proporcionando. A nossa dedicação é para a comunidade, para fazer bem a eles, e o retorno sentimental que recebemos em troca é inexplicável. Todos que recebem um pouco daquilo que doamos de nós mesmos não têm noção do bem danado que nos fazem”, ressalta o estudante.

“A reciclagem como alternativa de consumo e redução no desperdício de papel no IFC Campus Ibirama”, desenvolvido pela estudante Bruna Eduarda Hoepers sob orientação das professoras Thaís Melenga Tomé e Elisa Lotici Henning, conquistou o primeiro lugar na temática Meio Ambiente.

A estudante do 2º ano do curso Técnico em Vestuário Integrado ao Ensino Médio não viajou para Florianópolis, e recebeu a notícia da premiação em casa. “Uns amigos que estavam no evento me enviaram uma mensagem falando sobre o resultado. Eu saí saltitando pela casa. Não imaginava que seria premiada, foi uma surpresa”, revela Hoepers.

Além de envolver o Campus Ibirama, o projeto da estudante foi desenvolvido, com 45 crianças, na Escola Municipal Caminho da Estação. “A motivação em participar do projeto é mostrar como ele é legal e interessante. Todos percebem como está o mundo a nossa volta. Por isso, se plantarmos uma sementinha e tenta mudar algo desde a infância conseguiremos um resultado melhor, mesmo sendo de um campuspequeno, uma cidade pequena. No início do projeto, fizemos uma pesquisa e identificamos que é gasto muito papel aqui no campus. Em campi maiores, o consumo deve ser proporcionalmente maior. Mas, se começarmos do pequeno, podemos, sim, fazer um futuro cada vez melhor”, incentiva a estudante.

Diretor de Extensão no IFC, Éliton Pires comemora o desempenho da instituição no evento. “A Extensão é o elo que traz as demandas da sociedade até a instituição para serem estudadas e terem seus resultados devolvidos como uma mudança para a sociedade. Nosso caminho para fortalecer as parcerias e o reconhecimento é por meio de projetos e de programas. Por isso, é gratificante ver o envolvimento dos estudantes e servidores nas ações propostas pela Extensão, assim como o planejamento dos campi para fazer a diferença na região”, enfatiza Pires.

Seurs 2019

Realizado na Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis, nos dias 3 e 4 de julho de 2019, com o tema “Extensão e Inovação”, o evento reuniu 288 trabalhos e possibilitou discussões e trocas de experiências extensionistas. Consolidado como o principal evento da Extensão universitária no Sul do país, o Seurs proporciona uma intensa troca de experiências e saberes, além de ser um espaço destinado às manifestações artístico-culturais desenvolvidas por essas instituições. Para saber mais sobre o Seurs, acesse aqui a página do evento.

Texto: Cecom/Reitoria/Rosiane Magalhães
Fotos: Cecom/Reitoria e Proex

Estudantes do IFC Araquari realizam atividade de valorização do idoso

Na última sexta-feira, dia 11 de julho, cerca de 160 estudantes participaram de atividades de integração geracional, com aproximadamente 300 idosos dos Grupos da Melhor Idade do município de Araquari. Os estudantes envolvidos na ação estão cursando os anos finais do ensino médio no IFC Campus Araquari.

Os alunos contribuíram com a organização, decoração e interação da Festa Julina da Melhor Idade, promovida pela Prefeitura de Araquari. Uma tarde temperada com energia e experiência tomou conta do Salão Paroquial e fez com que as duas gerações (adolescentes e idosos) se juntassem para gerar felicidade. A ação faz parte do Projeto de Ensino Dia C, da disciplina de Sociologia, e teve como objetivo estimular o potencial dos adolescentes à participação social e comunitária por meio de diversas atividades de exercício da cidadania, protagonismo juvenil e cultura de paz.

Para o Prof. Roberto Dombroski, coordenador do projeto, “a interação dos estudantes com os idosos foi um aprendizado para a vida, pois são eles (adolescentes) que assumirão o comando da sociedade no futuro e, por isso, é importante aprimorar o contato intergeracional com ações que promovam o respeito, o reconhecimento e a felicidade mútua”.

Esta é mais uma das parcerias estabelecidas entre o Instituto Federal Catarinense e a Prefeitura de Araquari, por meio atividades dos Projetos Dia C e Super Ação. As ações do Gabinete e das Secretarias de Assistência Social, Educação e Esporte e Lazer do município têm oportunizado a realização de atividades sociais e comunitárias dos estudantes do campus, que crescem social e psicologicamente com essa participação.

Texto e imagem: IFC Araquari/Roberto Dombroski

Publicado edital do Programa de Auxílios Estudantis (PAE) – 2º semestre

A Coordenação-Geral de Políticas e Programas Estudantis do IFC disponibilizou o Edital do Programa de Auxílios Estudantis (PAE), válido para o segundo semestre de 2019. O período para inscrições e entrega dos documentos necessários vai de 29/07 até 12/08.

O objetivo do PAE é criar condições de acesso e aproveitamento pleno da formação acadêmica aos estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

Clique aqui e acesse o Edital do PAE (nº43/2019) e seus anexos

Os documentos disponíveis no link acima trazem detalhes sobre o cronograma de atividades do Programa, os pré-requisitos e a documentação necessária para a solicitação de cada auxílio. Por isso, é muito importante que os candidatos leiam atentamente as instruções neles contidas.

São ofertadas três modalidades de auxílio:

Auxílio-Moradia: destinado a estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica que necessitam de complementação financeira para custear suas despesas de aluguel, em razão do ingresso no IFC, e que sejam provenientes de outros municípios ou de zonas rurais distantes, para que possam residir nas proximidades do campus. O auxílio é de até R$ 300,00 mensais, ofertado em 07 parcelas, referentes aos meses de agosto de 2019 a fevereiro de 2020.

Auxílio-Permanência I: destinado a estudantes em situação de extrema vulnerabilidade socioeconômica, prioritariamente aos que apresentarem Índice de Vulnerabilidade Socioeconômica (IVS) de até 360 e que necessitam de complementação financeira para custear suas despesas no IFC, visando, assim, à permanência e ao êxito escolar/acadêmico. O valor é de até R$ 400,00 mensais, ofertado em 05 parcelas, referentes aos meses de agosto a dezembro de 2019.

Auxílio-Permanência II: destinado a estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica que necessitam de complementação financeira para custear suas despesas no IFC, visando, assim, à permanência e ao êxito escolar/acadêmico. O valor é de até R$ 200 mensais, ofertado em 05 parcelas, referentes aos meses de agosto a dezembro de 2019.

Texto: Cecom/Reitoria/Thomás Müller
Imagem: Cecom/Reitoria