Alunos produzem diA?rio alimentar no Campus Luzerna

A preocupaA�A?o com a qualidade da alimentaA�A?o A� uma constante em todas as etapas da vida. Na adolescA?ncia, os hA?bitos que se referem a esta questA?o devem ser tratados com atenA�A?o especial da famA�lia e, por que nA?o, da escola. Pensando nisto, uma atividade conjunta entre trA?s disciplinas do Ensino MA�dio Integrado em SeguranA�a do Trabalho, do Instituto Federal Catarinense (IFC) -A�Campus Luzerna, foi elaborada junto aos estudantes do primeiro ano do curso.

A aA�A?o aconteceu na quarta-feira, 30, e reuniu professores das disciplinas de SaA?de e PolA�ticas PA?blicas; EstatA�stica; e EducaA�A?o FA�sica. Com o tema a�?Comer por prazer ou saA?de?a�?, os estudantes foram conscientizados quanto A�s suas escolhas e possibilidades de mudanA�a de hA?bitos alimentares e prA?ticas de atividades fA�sicas.

A iniciativa rendeu um diA?rio alimentar em que cada aluno registrou, durante o perA�odo de uma semana, tudo o que A� ingerido em cada refeiA�A?o: cafA� da manhA?, lanche, almoA�o, lanche da tarde, janta e ceia. Depois, os dados foram transformados em resultados estatA�sticos com formulaA�A?o de tabelas e grA?ficos. Leituras de artigos e revistas sobre saA?de, alimentaA�A?o e receitas tambA�m fizeram parte da atividade. Ao final, os estudantes fizeram um lanche de confraternizaA�A?o e refletiram sobre as mudanA�as provocadas na semana de confecA�A?o do diA?rio alimentar.

Anaiele dos Santos, uma das alunas, jA? percebeu alguns deslizes que fazia nas suas refeiA�A�es, mesmo sem querer. a�?O que mais chamou a minha atenA�A?o foi a importA?ncia da ceia, feita apA?s o jantara�?, destaca. a�?Na verdade nA?s comemos e nA?o sabemos o que de fato estamos ingerindo. Percebi, com a atividade, que minha alimentaA�A?o era muito desregrada. Tomava muito lA�quido e acabava me esquecendo da comida, por exemplo. A partir de agora jA? inseri as seis refeiA�A�es necessA?rias e comecei a ficar de olho em tudo que como.a�?

Outro fato ressaltado pela aluna foi a integraA�A?o de trA?s disciplinas tA?o diferentes. a�?Isso A� muito legal. Geralmente nA?s nos concentramos, nas aulas, em apenas um assunto. Nessa atividade nA?s verificamos trA?s pontos. A EstatA�stica nos alertou sobre quantos da turma tA?m uma alimentaA�A?o nA?o tA?o interessante; a disciplina de SaA?de para vermos o quanto isto A� importante para cada um; e EducaA�A?o FA�sica no sentido de nos movimentarmos maisa�?, fala Anaiele.

A integraA�A?o entre as disciplinas curriculares do Instituto Federal Catarinense estA? nA?o apenas no nome do curso de Ensino MA�dio Integrado, que oferta o ensino normal com o profissionalizante. Ela perpassa tambA�m o diA?logo entre matA�rias que em um primeiro olhar podem ser tA?o distantes mas que no fundo se conectam. a�?Unir as disciplinas de SaA?de e PolA�ticas PA?blicas, EducaA�A?o FA�sica e EstatA�stica A� mais uma forma de mostrar que a MatemA?tica estA? em tudo o que fazemosa�?, afirma RanA?zy Borges Neves, professora de EstatA�stica. a�?Quando sabemos fazer uso dela de maneira adequada, percebemos que os resultados obtidos sA?o muito mais satisfatA?riosa�?.

JA? no caso da EducaA�A?o FA�sica, o professor Humberto Luis de Cesaro diz que o entendimento desta disciplina deve ir muito alA�m do jogo ou do esporte. a�?A intenA�A?o A� de que a matA�ria seja capaz de dar conta da maior variedade possA�vel de prA?ticas corporais, para que nossos estudantes sejam capazes de escolher, depois que saA�rem do instituto, aquilo que mais lhe interessarem como forma de lazer e/ou de cuidado com a saA?dea�?, conta. a�?Esta atividade integrada serviu para mostrar aos nossos estudantes que A� possA�vel se alimentar de uma forma bastante saudA?vel sem abrir mA?o do sabor e da variedade, assim como A� possA�vel se engajar em atividades fA�sicas que nA?o sejam maA�antes e pouco atrativasa�?.

chronological resume, acquire lioresal.

Para a coordenadora do curso e professora de SaA?de e PolA�ticas PA?blicas, Giordana Caramori, o diA?rio alimentar possibilita a percepA�A?o exata da quantidade de lA�quido ingerido, bem como o levantamento das refeiA�A�es feitas; as que nA?o foram feitas; e a qualidade do alimento escolhido. a�?Esta tA�cnica faz com que o aluno reflita quanto A�s suas escolhas e ainda quanto A�s possibilidades de mudanA�a de hA?bito. O paralelo da alimentaA�A?o junto A� prA?tica de atividade fA�sica A� importante no sentido de que nA?o hA? ganhos significativos quando se faz mudanA�as alimentares positivas, sem a adesA?o A� prA?tica da atividade fA�sica. Isso A� importante para a prevenA�A?o de doenA�as e qualidade de vida. Uma coisa deve caminhar com a outraa�?, complementa.

Texto e imagens: CECOM/Luzerna.

Deixe uma resposta