Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Atividades Interdisciplinares marcam abril em São Francisco do Sul

O mês de abril foi marcado por diversas atividades pedagógicas e de diálogo entre vários professores, disciplinas e cursos no âmbito do IFC Campus São Francisco do Sul, com vistas a pautar atividades de caráter indisciplinar e que fuja à perspectiva da multidisciplinaridade, como única e última estratégia pedagógica possível. Nesse contexto de reflexão ocorreram atividades com vistas a superação do modelo fragmentário, buscando fortalecer o modelo de transversalidade/interdisciplinaridade.

Os trabalhos desenvolvidos foram no contexto das Artes, Letras, Ciências Humanas, Direitos Humanos e Cidadania. No cenário das artes houve a aula-pública da professora Lucélia Destefani, na praia da Enseada, cujo objetivo foi envolver a comunidade acadêmica do IFC-SFS e a comunidade externa numa aula de esculturas de areia, em que além dos objetivos propostos pela disciplina, também contribuiu para o congraçamento entre a comunidade local e institucional.SFS-atividades-2

Seguindo o princípio dos diálogos interdisciplinares o professor Eduardo Ferreira, de Língua Portuguesa, do Campus São Francisco do Sul, estabeleceu um diálogo a partir do olhar do cinema com o curta-metragem de ficção, ganhador de diversos prêmios, “Vida Maria”, cujo objetivo foi trazer a ideia da construção opinativa e argumentativa dos alunos dos primeiros anos dos cursos Integrados de Turismo e Automação Industrial. A aula do professor Eduardo foi compartilhada no debate com a professora Adeilma Vidal Bastos, professora de História do campus. O debate girou em torno das questões de representação e dos desafios enfrentados pelo povo nordestino; todavia ao final da proposta os alunos concluíram que o tema abordado no filme, apresentam marcar regionais, mas que transcende para o universal.

Outro importante momento do campus neste mês foram as oficinas de fotografia compartilhadas pelos professores Frederson Fogaça, Neiva de Assis e Adeilma Bastos. As oficinas da professora Adeilma, giraram em torno do tema da construção das fontes históricas, e como a fotografia pode ser uma importante aliada nas compreensões de eventos do passado e como estas também podem ser objeto de constante reflexão para a abordagem das narrativas históricas. O professor Fred participou ensinando a parte da técnica fotográfica como argumento para a construção desta, como uma linguagem com códigos, métodos e intencionalidades próprias. A participação do professor Frederson causou bastante entusiasmo nos alunos, visto que a linguagem da fotografia é bastante utilizada por eles nas interações com as redes sociais.

SFS-atividades-3

Encerrando os trabalhos interdisciplinares, do mês de abril, tivemos a aula compartilhada entre os professores Frederson Fogaça, Adeilma Bastos e Neiva de Assis, as duas últimas mediadoras da disciplina Direitos Humanos e Cidadania no curso de Auxiliar de Administração/ PROEJA. Esta aula teve um percurso muito rico para a experiência dos alunos, uma vez que houve a conversa/aula sobre técnica, arte e estética na fotografia, esta também como elemento – fonte de denúncia social, para o caso específico da disciplina em questão. O momento de maior relevo da aula de Direitos Humanos foi a” Oficina de Fotografia” mediada por Neiva de Assis, o objetivo da atividade foi o de fazer os educandos irem além do visível e puxá-los para uma reflexão extracotidiana, partir da imagem. Durante a oficina, os alunos aprenderam a fazer um molde vazado para trabalharem a perspectiva técnica de enquadramento e exercício do olhar. Ainda, nesse dia houve uma roda gastronômica com os alunos, um piquenique coletivo, em que houve excelente momentos de interação e socialização da turma com os professores e com o meio ambiente escolar, uma vez que as atividades se espraiaram da sala de aula e foram desenvolvidas na quadra poliesportiva do campus e no anfiteatro. A aluna Dirlane, participante da oficina e aluna do curso do PROEJA, relatou a sua experiência na oficina: “ Ah, professora, foi muito bom, a turma interagiu, ficando até mais unida, a sala mudou depois dessa aula”.

**Texto: Divulgação/ Adeilma Bastos e Fred Fogaça.
**Imagens: Cecom/São Francisco do Sul.

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na quarta-feira, 10 de maio de 2017, às 18:56 pela Coordenação-Geral de Comunicação (Cecom).

Últimas notícias: