Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Audiodescrição: uma ponte entre a imagem não vista e a imagem construída

adVocê já ouviu falar em audiodescrição? Trata-se de um recurso destinado a pessoas com deficiência visual que permite a inclusão e acessibilidade aos meios de comunicação.

Segundo dados do censo do IBGE de 2010, existem aproximadamente 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual total e parcial (com grande dificuldade). A maioria encontra-se excluída da experiência cultural, audiovisual e cênica. Por esta razão, a acessibilidade nos meios de comunicação é um tema que tem sido discutido no mundo todo. A audiodescrição apresenta-se como um recurso para incluir com qualidade a pessoa com deficiência visual, servindo como uma ponte entre a imagem não vista e a imagem construída.

O que audiodescrever? Tanto imagens dinâmicas como estáticas podem ser descritas: imagens de livros, filmes, comerciais de televisão, quadros, obras de arte, espetáculos, museus, clipes musicais, jogos esportivos, eventos e palestras. No II Seminário Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão (SIEPE) do IFC, por exemplo, este recurso já foi utilizado em várias palestras.

O audiodescritor deve descrever a cena com o máximo de informações necessárias, de acordo com toda a técnica que o orienta. Deve haver o cuidado de ser objetivo, evitando juízos de valor, ambiguidades, preconceitos, expressões regionais e interpretações pessoais. Também deve respeitar o silêncio de determinados momentos, deixando o cego sentir a emoção dos personagens e permitindo que forme suas próprias opiniões.

Isso é incluir com respeito e qualidade!

Para compreender melhor, acesse o vídeo abaixo, que trata – com certa dose de humor – sobre a ida de uma pessoa cega ao cinema sem o recurso da audiodescrição:

https://www.youtube.com/watch?v=slTpJu3stZE

Agora, assista a dois vídeos com este recurso sendo utilizado: o primeiro é uma campanha de doação de órgãos, e o segundo, um comercial:

https://www.youtube.com/watch?v=LflcM_E56y8

https://www.youtube.com/watch?v=qXN9tCXG51w

* Texto e imagem: NAPNE/Reitoria.

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na quarta-feira, 17 de junho de 2015, às 14:28 por Nicole Trevisol.

Últimas notícias: