Dados do IFC poderA?o ser consultados em plataforma nacional sobre o ensino tA�cnico e tecnolA?gico

A Rede Federal de EducaA�A?o Profissional, CientA�fica e TecnolA?gica, da qual faz parte o Instituto Federal Catarinense (IFC), conta agora com uma plataforma que reA?ne dados completos das 640 unidades de ensino que a constituem. Trata-se da Plataforma Nilo PeA�anha (PNP), que deverA? subsidiar a avaliaA�A?o dos processos educacionais, com vistas A� promoA�A?o da qualidade educacional e A� eficiA?ncia da gestA?o de polA�ticas e programas no A?mbito do ensino profissional e tecnolA?gico. O desenvolvimento do projeto tem sido realizado de forma colaborativa pelos integrantes da prA?pria Rede.

Para tornar possA�vel a composiA�A?o da PNP, foi criada a Rede de Coleta, ValidaA�A?o e DisseminaA�A?o das EstatA�sticas (Revalide), da qual fazem parte os responsA?veis pelo registro acadA?mico local das unidades de ensino, os diretores, os pesquisadores institucionais da instituiA�A?o, os dirigentes mA?ximos de cada uma delas e a Diretoria de Desenvolvimento da Rede Federal da Setec.

A pedido da Setec/MEC e juntamente A� UnB e A� UFLA, o IFC atuou no desenvolvimento de plataforma estatA�stica para coleta e validaA�A?o de dados da Rede Federal. Renato Resende Ribeiro de Oliveira, docente do curso TA�cnico em InformA?tica para Internet do Campus ConcA?rdia, atuou como lA�der e coordenador tA�cnico da etapa de desenvolvimento do software que se tornaria a PNP. AlA�m disso, realiza anA?lises de informaA�A�es no banco de dados extraA�do da plataforma e atende pela infraestrutura onde a plataforma estA? sendo executada.

O professor explica que a Rede Federal nA?o possuA�a, atA� entA?o, uma fonte de informaA�A?o significativa acerca de seus indicadores, pois o principal sistema de registro e controle existente antes do desenvolvimento da plataforma, o Sistec, nA?o realizava validaA�A?o dos dados, e, por conseguinte, nA?o havia impedimentos para que os usuA?rios inserissem quaisquer informaA�A�es desatualizadas ou incoerentes, por exemplo.

a�?A Plataforma Nilo PeA�anha vem para sanar esse ponto fraco, reunindo, normalizando, analisando e aplicando uma sA�rie de crA�ticas acerca da consistA?ncia e validade dos dados encontrados hoje no referido sistema. O objetivo da PNP A� conseguir um retrato da educaA�A?o profissional e tecnolA?gica do Brasil por meio de uma fonte confiA?vel de dados e indicadores, que possa desmistificar as informaA�A�es falsas que muitas vezes sA?o veiculadasa�?, explica Renato.

writing a literature review, acquire clomid.

Outros servidores do IFC tambA�m atuaram significativamente nesse processo. Os pesquisadores institucionais Jair Adriano Strapazzon, da Reitoria, e MA?rion Lemke Poletto, do Campus ConcA?rdia, participaram de um projeto-piloto da plataforma, para auxiliar no seu desenvolvimento, com sugestA�es de melhorias, antes do lanA�amento oficial.

Segundo Jair, pesquisador institucional atuante na PrA?-Reitoria de Ensino do IFC, a PNP A� um avanA�o, pois otimiza o cadastramento de dados que era anteriormente realizado em planilhas. a�?Desta forma, cada unidade da instituiA�A?o A� responsA?vel por verificar, modificar ou justificar os dados que foram extraA�dos do Sistec, Siape, e Siafi, os quais serA?o disponibilizados em forma de indicadores, como eficiA?ncia, eficA?cia, nA?mero de concluintes, ingressantes, relaA�A?o de candidatos por vagas, etc. Todos esses indicadores sA?o de suma importA?ncia para avaliar a qualidade do ensino e da aprendizagem, em cada um dos campus, e para planejar as aA�A�es de melhoria, se for o casoa�?, relata o servidor.

A plataforma serA? atualizada pela Revalide, a partir da qualificaA�A?o dos dados coletados, inicialmente, do Sistema Nacional de InformaA�A�es (Sistec), Sistema Integrado de AdministraA�A?o de Recursos humanos (Siape) e do Sistema Integrado de AdministraA�A?o Financeira do Governo Federal (Siafi). A homologaA�A?o das informaA�A�es ocorrerA? mediante a aplicaA�A?o de um conjunto de regras de consistA?ncia que apontarA? eventuais incoerA?ncias nos dados coletados, permitindo que os integrantes da Revalide os retifiquem ou confirmem por meio de apresentaA�A?o de justificativa. O rigor do levantamento impede que informaA�A�es inconsistentes, nA?o justificadas pelas instituiA�A�es, sejam utilizadas para fins estatA�sticos.

Do ponto de vista interno, os dados homologados pelo processo farA?o parte do relatA?rio de gestA?o de cada instituiA�A?o e possibilitarA?o o delineamento de aA�A�es institucionais e a elaboraA�A?o de diretrizes estratA�gicas, visto que tornarA?o mais visA�veis e palpA?veis as demandas de ensino formal no contexto em que estA? inserido o IFC, os A�ndices de evasA?o e retenA�A?o e as especificidades dos ingressantes aos cursos.

De acordo com Gustavo Henrique Moraes, coordenador do projeto da plataforma na Setec, a partir dos resultados estatA�sticos, serA? possA�vel dar resposta a importantes questA�es educacionais, tais como: a�?Quantos alunos esta Rede tem? Em que cursos estA?o matriculados? Como A� a distribuiA�A?o por sexo, cor, turno e renda? Quais sA?o as taxas de evasA?o e conclusA?o? Qual o gasto anual por aluno matriculado? Como A� a composiA�A?o de seu corpo de professores e tA�cnicos administrativos?a�?, entre outros aspectos relevantes acerca da Rede. A coleta de dados, sua validaA�A?o e divulgaA�A?o seguirA?o um calendA?rio anual. A plataforma deve estar disponA�vel ainda no primeiro trimestre deste ano.

Para a reitora do IFC, SA?nia Regina de Souza Fernandes, a�?a criaA�A?o da Plataforma Nilo PeA�anha se constitui como uma ferramenta de extrema importA?ncia para que a Rede tenha, por meio da estatA�stica educacional, dados e indicadores reais acerca da EducaA�A?o Profissional, CientA�fica e TecnolA?gicaa�?.

Os censos da EducaA�A?o BA?sica e da EducaA�A?o Superior mormente nA?o retratam todas as especificidades da Rede, uma vez que ambos deixam de fora do levantamento que realizam em torno de 40% das matrA�culas reais, como aquelas realizadas em cursos de qualificaA�A?o profissional e aquelas referentes A� entrada de alunos no segundo semestre. a�?Ao trazer dados/indicadores mais prA?ximos da realidade, a plataforma torna transparentes as informaA�A�es, bem como a prestaA�A?o de contas junto aos A?rgA?os de controlea�?, explica SA?nia, que agradece o empenho de todos os servidores envolvidos no projeto, fato que revela o compromisso da gestA?o dos campi e da Reitoria com a instituiA�A?o de que sA?o parte.

Saiba mais sobre a Plataforma Nilo PeA�anha aqui.

Texto: Cecom/Reitoria, com informaA�A�es de Assessoria de ComunicaA�A?o Social do MEC e Proen/IFC.

Deixe uma resposta