Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Dissertação investiga rotina em escola com regime internato no IFC

rio-do-sul2“O regime de internato compreendido pelas alunas egressas do Instituto Federal Catarinense – Campus Rio do Sul/SC” é o título da dissertação a ser defendida na sexta-feira (12/08), pelo mestrando e professor do IFC Rudimar Antônio Camargo Drey, do Programa de Pós-Graduação em Educação da FURB. A defesa começa às 14 horas, na sala I-305. A Banca Examinadora é composta por: Profa. Dra. Rita de Cássia Marchi/FURB (presidente); Prof. Dr. Norberto Dallabrida/UDESC; Dra. Maristela Pereira Fritzen/FURB; e Dr. Adolfo Ramos Lamar/FURB.
Resumo da dissertação
A presente dissertação foi desenvolvida no Grupo de Pesquisa NEICA (Núcleo de Estudos Interdisciplinar da Criança e do Adolescente), no âmbito da linha de pesquisa Educação, Cultura e Dinâmicas Sociais, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Fundação Universidade de Blumenau (FURB), Santa Catarina, Brasil.
A investigação visa compreender aspectos da rotina disciplinar e da convivência entre alunas internas (egressas) de uma instituição de ensino público que oferece o Ensino Médio Profissionalizante em regime de internato.
Desse modo, a pesquisa tem como objetivo geral: investigar como o regime de internato feminino é compreendido por alunas internas egressas de uma escola da Rede Pública Federal de Ensino de Santa Catarina/SC. Os objetivos específicos visam: investigar quais fatores dificultaram e quais contribuíram para o acesso e, relativamente ao cotidiano escolar, para a permanência das alunas no regime de internato; e analisar os documentos oficiais concernentes ao regimento e regulamento da instituição em questão.
As alunas egressas participantes da pesquisa são dez ex-alunas internas que estudaram na instituição no período compreendido entre 1997, ano em que a escola iniciou suas atividades, e 2010. A pesquisa é de natureza qualitativa-exploratória, sendo que os instrumentos utilizados para a geração de dados são: um caderno de memórias, escrito pelas participantes com o relato sobre o antes, o durante e o depois da experiência na escola/internato; um questionário, que visa aprofundar ou contemplar informações relatadas no caderno de memórias, e a análise de documentos da instituição.
Como referenciais teóricos, busca-se, nas obras de Pierre Bourdieu, elementos para o estudo das questões de gênero e de juventude, e, nas de José Machado Pais, as características das “culturas juvenis”. Em Erving Goffman e Michel Foucault, buscam-se os referenciais para o estudo dos mecanismos disciplinares nas chamadas instituições totais, uma vez que aquele possibilita a compreensão dos conceitos concernentes a tais instituições, e este oportuniza a percepção de como o poder, por meio da disciplina, atua nesses microcosmos.
*Texto: Divulgação/Furb.
**Foto: Divulgação/IFC.
Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na quarta-feira, 10 de agosto de 2016, às 19:09 pela Coordenação-Geral de Comunicação (Cecom).

Últimas notícias: