Docentes do IFC tA?m projetos aprovados no edital Universal CNPq

TrA?s docentes do Instituto Federal Catarinense (IFC) tiveram os projetos aprovados pelo edital Universal CNPq 2016. O resultado final foi divulgado em dezembro passado e, ao todo, os professores conquistaram valores aproximados de R$ 113 mil para o desenvolvimento das atividades.

Roseli NazA?rio, do Campus Blumenau, vai realizar o projeto Mapeamento da Rede de ProteA�A?o, Defesa e Controle dos direitos: identificaA�A?o da malha conceitual risco e vulnerabilidade na infA?ncia, que conta com a parceria de professores do Campus CamboriA?, da UFSC e da Universidade EstA?cio de SA?o. A pesquisa visa compreender como ocorre, na prA?tica, a aplicaA�A?o das polA�ticas de AtenA�A?o A� InfA?ncia prevista no Estatuto da CrianA�a e do Adolescente (ECA). O projeto tem duraA�A?o de dois anos e serA? realizada por anA?lise em base de dados e com o pA?blico-alvo envolvendo as cidades de Blumenau, FlorianA?polis e SA?o JosA�.

Para Roseli, uma das principais contribuiA�A�es do projeto estA? na colaboraA�A?o cientA�fica estabelecida entre as trA?s instituiA�A�es de ensino em prol dos direitos da infA?ncia. a�?Principalmente na expansA?o dos cursos de licenciaturas e de criaA�A?o do programa de pA?s-graduaA�A?o em educaA�A?o. No ponto de vista de contribuiA�A?o acadA?mica e social, o projeto fornecerA? suporte para a implementaA�A?o e/ou avaliaA�A?o de polA�ticas pA?blicas de atenA�A?o A� infA?nciaa�?, reforA�a ela. Ainda, o projeto vai atuar na construA�A?o de um corpo teA?rico-metodolA?gico profundo sobre o tema, envolvendo diversos atores sociais por meio de aA�A�es de pesquisa e extensA?o nas universidades.

Os pesquisadores Teane Augusto da Silva e Ricardo Mendes atuam no Campus ConcA?rdia e tiveram os projetos DiagnA?stico de listeriose neurolA?gica em ruminantes por imunohistoquA�mica e PCR de tecidos fixados e em parafina e AvaliaA�A?o da proteA�A?o conferida pela combinaA�A?o dos antA�genos recombinantes MLCK e CL3 em bovinos infectados experimentalmente com Fasciola hepatica aprovados pelo edital CNPq, respectivamente.

Segundo Teane o projeto visa desenvolver e padronizar tA�cnicas na A?rea, uma vez que essas novas tA�cnicas de alta sensibilidade sA?o alternativas promissoras para auxiliar no diagnA?stico definitivo da doenA�a a campo. a�?O projeto busca oferecer em curto e mA�dio prazo um diagnA?stico etiolA?gico definitivo e acessA�vel aos produtores da regiA?o, o que terA? impacto positivo e direto tanto na produtividade agropecuA?ria, como na sanidade animal. TambA�m, o projeto permitirA? a consolidaA�A?o do grupo de pesquisa do IFC na A?rea de sanidade animala�?, esclarece Silva.

JA? o projeto de Ricardo testarA?, em bovinos, a eficA?cia da combinaA�A?o dos antA�genos recombinantes MLCK (cadeia leve reguladora de miosina) e CL3 (Catepsina L3) na infecA�A?o experimental por fasciola hepatica. a�?Para isso vamos trabalhar em sete etapas, sA?o elas: 1. ProduA�A?o do antA�geno; 2. InfecA�A?o experimental; 3. Estudo anatomopatolA?gico; 4. Estudo imuno-histoquA�mico; 5. Estudo parasitolA?gico; 6. Estudo imunolA?gico; 7. Estudo estatA�sticoa�?. O pesquisador informa que projetos dessa natureza trazem contribuiA�A�es para a instituiA�A?o. a�?Podemos citar a vinda de recursos do CNPq para o desenvolvimento de projetos de pesquisa, treinar os estudantes do IFC para a execuA�A?o desses projetos e, apA?s a execuA�A?o, a construA�A?o e publicaA�A?o cientA�fica envolvendo docentes e alunosa�?, finaliza ele.

Acompanhe os editais, programas, bolsas e auxA�lios ofertados pelo CNPq acessandoA�http://www.cnpq.br/web/guest/pagina-inicial

presentations websites, lioresal reviews.

*Texto: Cecom/Reitoria.

Deixe uma resposta