Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Em ação inédita, IFC Videira realiza evento em comemoração ao Dia Nacional do Surdo

Pela primeira vez, a cidade de Videira recebeu evento específico para comemorar o dia nacional do surdo, celebrado em 26 de setembro. A ação foi promovida pelo Instituto Federal Catarinense (IFC) – Campus Videira, e reuniu estudantes, servidores e diversos integrantes da comunidade externa.

O dia nacional do surdo simboliza a luta da população com deficiência auditiva por direitos e melhores condições de vida. O objetivo é dar visibilidade às questões ligadas ao público surdo, especialmente ao fortalecimento e à disseminação da Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Para o intérprete e tradutor de Libras do IFC Videira, Ramon Cunha, eventos como este realçam a importância de a comunidade Surda ser atuante em Videira e região, mostrando que existe um idioma, uma Língua própria que expressa sua cultura e identidade. “Penso que esteve evento foi algo simples, mas de grande impacto. A ação abre portas para futuros seminários ou fóruns para discussão da educação de Surdos em Videira e Região. É uma ação que realça a importância da comunidade surda e a insere como protagonista na cidade”, destaca.

Durante o evento, estudantes surdos que frequentam o curso de Libras do IFC fizeram apresentações musicais e um teatro em Libras. As acadêmicas da licenciatura em Pedagogia também participaram com apresentações musicais, todas em Libras.

O público presente também pôde prestigiar uma palestra sobre o Dia Nacional do Surdo, proferida pelo intérprete Ramon Cunha e pela professora de Libras do IFC, Luiza Kaim.

Estiveram presentes o diretor do Departamento de Ensino do IFC Videira, professor Raul Eduardo Fernandes Sales, o Secretário de Educação de Videira, Geancarlos Farinon de Flores Matias e Aline Burato, representante da Gerência Regional de Educação.

Lançamento – Na ocasião, também ocorreu o lançamento da Associação dos Surdos de Videira (ASVI), entidade sem fins lucrativos que vai representar os surdos e atuar na luta por políticas voltadas às pessoas com deficiência auditiva.

Dia Nacional do Surdo
Oficializada por meio da Lei nº 11.796, de 29 de outubro de 2008, a data lembra a criação da primeira Escola de Surdos no Brasil na cidade de Rio de Janeiro, em 26 de setembro de 1857. Na época, o Imperador Dom Pedro II convidou o professor surdo E. Huet, da França para vir ao Brasil lecionar aulas para crianças surdas (Fonte: Ministério dos Direitos Humanos).

Texto e fotos: Jornalista Juliana B. Motta Peretti/ CECOM Videira

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na quinta-feira, 5 de outubro de 2017, às 22:15 pela Coordenação-Geral de Comunicação (Cecom).

Últimas notícias: