Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Ensino Médio Integrado inova no setor educacional no Meio-Oeste

emi-luzerna2A implantação da modalidade de Ensino Médio Integrado, apesar de pouco conhecida pela comunidade, já começa a mostrar sua importância no setor educacional da região do Meio-Oeste. Em reunião com membros do GTEMI (Grupo de Trabalho do Ensino Médio Integrado) do IFC, os participantes, vindos de diversos câmpus do IFC, demonstraram a diferença que a modalidade faz na educação. “Tivemos a apresentação de algumas pesquisas, além da troca de conhecimentos entre docentes, que mostram que o Ensino Médio Integrado (EMI) é uma revolução na formação dos nossos jovens”, afirma o diretor do departamento de ensino do IFC Luzerna, Jessé de Pelegrin. “Temos depoimentos de pais dos nossos alunos que afirmam o quanto esses jovens se desenvolveram intelectualmente graças ao sistema integrado”, conta o diretor.

A modalidade tem como prerrogativa proporcionar o ensino de uma matéria tradicional, como história ou matemática, alinhada à disciplina de caráter técnico-profissional. No âmbito do IFC, o Câmpus Luzerna virou referência por proporcionar este projeto nos cursos de EMI em Segurança do Trabalho e Automação Industrial, a partir de 2014.

“Ainda é difícil explicar à sociedade o papel e a importância do EMI. Mas podemos pegar como exemplo a prova do ENEM, que hoje é elaborada não por separação de matérias, mas pelo conjunto de conteúdos que se misturam ao longo do Ensino Médio”, salienta Jessé. “Por isso, podemos afirmar que o aluno que sai do IFC está muito mais preparado para este tipo de exame, por já ter em sua formação um diálogo entre as disciplinas do curso”, diz. “É a matemática conversando com a geografia, que conversa com a língua estrangeira, que por sua vez engloba uma disciplina da formação técnica. Enfim, é uma construção inovadora e muito necessária para formarmos o cidadão de hoje”.

emi-luzerna1

* Texto e fotos: CECOM/Luzerna.

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na quarta-feira, 10 de dezembro de 2014, às 16:46 pela Coordenação-Geral de Comunicação (Cecom).

Últimas notícias: