Equipe do curso de Defesa Civil do IFC Campus Camboriú atua no apoio em áreas atingidas pelas enchentes

Devido aos transtornos com últimas enchentes no litoral de Santa Catarina, ocorridas neste mês, alguns professores e estudantes do curso técnico em Defesa Civil do IFC Campus Camboriú foram acionados para apoiar as famílias nos municípios atingidos.

Professora Cleonice Maria Beppler explica que o apoio foi solicitado porque uma equipe (composta por ela, outros dois professores e seis alunos do curso) integra o colegiado de proteção e defesa civil da Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí (AMFRI) e o Centro de Estudos e Pesquisas de Riscos de Desastres da Foz do Rio Itajaí (CEPEDfri), da Coordenaria Regional de Proteção e Defesa Civil (COREDEC).

“Com as chuvas intensas ocorridas em 10 de janeiro, os municípios de Porto Belo, Itapema, Balneário Camboriú, Camboriú e Penha decretaram situação de emergência. Por isso, a COREDEC acionou docentes do IFC Camboriú, através do CEPEDfri, para organizar e compilar os dados das famílias em situação de vulnerabilidade social dos municípios em situação de emergência da região da AMFRI”, conta a professora.

Segundo Beppler, por meio da atuação no colegiado, a equipe foi convidada a participar da fundação do Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres da região da AMFRI e do CEPEDfri, que contempla ações de prevenção aos eventos adversos, com atuação nas áreas de ensino, pesquisa e extensão relacionadas à redução de riscos de desastres, com a finalidade de cooperar para o desenvolvimento técnico, científico e cultural da sinistrologia e de sua difusão junto à sociedade.

“Através desta parceria, somos chamados a organizar simulados e atuar com força-tarefa para ajudar os municípios nos eventos naturais, como inundações, alagamentos, enchentes e ressacas. Este trabalho é realizado com a organização do Sistema de Comando de Operações, para que os alunos tenham vivência na área operacional, tática e estratégica, formando uma base mais sólida ao aliar o conhecimento teórico com o prático por meio destas ações”, destaca Beppler.

Apoio à equipe do IFC Campus Camboriú é feito pelo CEPEDfri, do qual a professora é membro. (Fonte: Cecom/Reitoria / Rosiane Magalhães / Jornalista)

Deslizamento em Porto Belo (Foto AMFRI)
Itapema (Crédito – Diego Durigon/AMFRI)

Deixe uma resposta