Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

IFC Brusque realiza projeto “Xadrez na Educação” com alunos da Apae

xadrez-apae-brusque1O Instituto Federal Catarinense (IFC) está a cada dia mais inserido na sociedade catarinense. Gradativamente, projetos de ensino, pesquisa e extensão começam a transformar a realidade social de locais em que existem campi da instituição instalados. Em Brusque, uma parceria entre o campus e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) visa tornar a prática do xadrez uma atividade saudável de interação e socialização.

A Oficina de Xadrez acontece nas quartas-feiras, em período integral, e atende 20 estudantes. Segundo o coordenador do projeto e professor de Educação Física do IFC, Alan Pimentel, essa é a primeira experiência dele, como profissional, a ser realizada com alunos com necessidades específicas.

“Tem sido um grande prazer, pois observamos a evolução diária, a descoberta da movimentação das peças e a elaboração uma nova jogada”, diz, ele. O xadrez tem se mostrado uma maneira eficaz na formação motora dos praticantes, contribuindo com o aperfeiçoamento da atenção e concentração.

A prática educacional tem se tornado mais que um passa tempo para os alunos. “Tenho um amigo que joga xadrez e muitas vezes o vi jogar. Agora que sei um pouco também posso participar”, diz a estudante Naiara Ferreira Barbosa.

xadrez-apae-brusque2O projeto Oficina de Xadrez tem como objetivos principais promover o conhecimento de conceitos relacionados à prática do esporte; desenvolver conceitos sobre a história e a partida de xadrez; estimular o crescimento da concentração, do pensamento lógico, da antecipação de situações, da valorização ao respeito às regras e da convivência em grupo.

Para a Direção-Geral do Campus Brusque, o curso, de Formação Inicial e Continuada (FIC), Xadrez na Educação reforça os pilares do IFC. “O curso tem caráter inclusivo e educacional, que são pilares norteadores do IFC. Por isso, em 2017, pretendemos ampliar a oferta desse FIC para outras instituições de ensino. Ainda, o FIC propõe a inclusão da comunidade e o incentivo às práticas inclusivas”, relata Hélio Gomes, diretor-geral.

Confira a reportagem completa realizada pelo Jornal Município Dia a Dia em 20/10/2016: http://municipiomais.com.br/alunos-da-apae-participam-de-oficinas-de-xadrez-do-ifc/.

*Texto: Cecom/Reitoria, com informações de Município Dia a Dia.

**Fotos: Divulgação/Município Dia a Dia.

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na quarta-feira, 26 de outubro de 2016, às 18:15 por Nicole Trevisol.

Últimas notícias: