Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

IFC desenvolve Política de Saúde, Segurança e Qualidade de Vida no Trabalho

Nos dias 21 e 22 de novembro, no Campus Fraiburgo, aconteceu a 4ª reunião referente à confecção, revisão e finalização da Política de Saúde, Segurança e Qualidade de Vida no Trabalho. Reuniram-se servidores da área de Saúde e Segurança, que debateram a proposta de implantação de um mecanismo valioso para o desenvolvimento de ações de promoção, proteção e prevenção de doenças ocupacionais e acidentes de trabalho.

Diante de um assunto de extrema importância, os servidores membros da Comissão decidiram por elaborar uma apresentação, sobre assuntos referentes à Política, para a CIS, CPPD, o Codir e o Consuper, expondo o contexto da saúde e segurança do trabalhador (servidor), com base nas Normas de Saúde Operacional (SIASS) e Portarias do MPOG, que citam três eixos de trabalho:

1. Formação e atuação de equipes de promoção à Saúde e Segurança, realizando campanhas, palestras e eventos que promovam a Saúde e Qualidade de Vida dos servidores;

2. Formação e atuação de equipes de Vigilância dos ambientes de trabalho, que atuam diretamente nas recomendações e melhorias de setores, máquinas, equipamentos, ambientes de trabalho salubres;

3. Formação e atuação de equipes de perícia médica, realizadas após acidentes e doenças ocupacionais, que embasam indicativos epidemiológicos, para ações de promoção e vigilância nos ambientes de trabalho.

Após quatro reuniões, realizadas em 2017, concluiu-se o texto (minuta), que será encaminhado para aprovação do Consuper, e futuramente será aplicado como instrumento pela gestão do Instituto Federal Catarinense, em prol da manutenção e preservação da qualidade de vida na instituição, de forma que atenda aos seguintes objetivos:

I – Desenvolver e dar execução a um sistema de gestão da saúde ocupacional, visando eliminar e/ou reduzir os riscos aos quais os trabalhadores possam estar expostos quando da realização das suas atividades;

II – Implementar, manter e melhorar continuamente a gestão da saúde ocupacional dos trabalhadores;

III – Diligenciar para que se efetuem ações renovadoras e promotoras de melhorias no desempenho global da saúde ocupacional do trabalhador;

IV – Promover e preservar a saúde do conjunto dos trabalhadores;

V – Fomentar o comprometimento e as ações do IFC – Reitoria e  campi – voltadas à melhoria do desempenho global da saúde ocupacional;

VI – Integralizar as ações nas áreas de saúde ocupacional e segurança no trabalho;

VII – Promover a cooperação interinstitucional entre as entidades e os órgãos da Administração Pública Federal, estimulando a busca de soluções consorciadas e compartilhadas;

VIII – Viabilizar e coordenar o conjunto de ações de segurança no trabalho;

XIX – Implementar os programas de saúde e segurança do trabalho conforme a legislação vigente.

X – Efetivar a(s) equipe(s) multidisciplinar(es);

XI – Implantar a(s) Comissão(ões) Interna(s) de Saúde do Servidor Público – CISSP;

XII – Realizar o laudo técnico das condições ambientais do trabalho – LTCAT – no âmbito do Instituto Federal Catarinense.

*Fonte: Rafael Rodrigo Sens Técnico em Segurança do Trabalho – IFC Campus Fraiburgo – Coordenador do GT Elaboração da PSST/IFC

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na quarta-feira, 20 de dezembro de 2017, às 15:03 pela Coordenação-Geral de Comunicação (Cecom).

Últimas notícias: