IntA�rprete de Libras do IFC atua em cerimA?nia na Arena CondA?

ramon-interpretacao1Em meio A�A�dor e ao sofrimento, o servidor Ramon Cunha, tradutor e intA�rprete da LA�ngua Brasileira de Sinais (Libras) do Instituto Federal Catarinense (IFC) – Campus Videira, foi convidado para atuar no velA?rio coletivo de 50 das 71 vA�timas do acidente aA�reo com a delegaA�A?o da equipe de futebol Chapecoense. A cerimA?nia aconteceu no sA?bado, 03/12, na ArenaA�CondA?, em ChapecA?, no Oeste de Santa Catarina, e durou cerca de duas horas.

Ramon realizou, em conjunto com outros profissionais, o trabalho de intA�rprete de Libras. A atuaA�A?o consiste na mediaA�A?o entre os surdos e os ouvintes, como forma de promover a acessibilidade da comunidade surda ao transpor os discursos da lA�ngua portuguesa para a Libras.

Saiba a diferenA�a entre intA�rprete e tradutor de Libras

how to write a good research paper, buy zithromax online. IntA�rprete:A�o intA�rprete atua com a forma oral e instantA?nea de traduA�A?o, na interpretaA�A?o simultA?nea ou consecutiva das lA�nguas envolvidas. Para interpretar, requerem-se habilidades como uma memA?ria excelente e rapidez. Geralmente, atua em congressos, reuniA�es, aulas, cerimA?nias, etc.

Tradutor: trabalha com o texto escrito e possuiA�mais tempo para consultar os instrumentos de trabalho, diferentemente do intA�rprete. No caso das lA�nguas de sinais, vA?rios trabalhos sA?o produzidos em vA�deo, de modoA�que o intA�rprete tenhaA�acesso ao material previamente, podendo estudar e fazer uma pesquisa do lA�xico especA�fico ou do tema.

*Texto: Cecom/Reitoria, com informaA�A�es deA�http://interpretaremlibras.blogspot.com.br/.

**Foto: DivulgaA�A?o/Facebook Naiara Dellai.

 

Deixe uma resposta