Jovens em busca da transformaA�A?o social do mundo

Jovens sendo protagonistas das suas histA?rias. Vontade e garra para mudar o mundo e tornA?-lo um lugar mais humano, mais igual, menos segregador. Esses e muitos outros motivos levaram quatro estudantes do Instituto Federal Catarinense (IFC) a se inscrever na prA�-seleA�A?o ao Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM).

Nos quatro trabalhos inscritos A� evidente a discussA?o em torno da preocupaA�A?o com o outro, em criar espaA�os e condiA�A�es para que a escola seja um espaA�o para debate e construA�A?o de uma sociedade melhor. O tema dessa ediA�A?o A� O ensino mA�dio que queremos.

Aymee Agnes - Ibirama.
Aymee Agnes – Ibirama.

Aymee Agnes de Andrade Sinn, estudante do ensino mA�dio integrado no IFC Campus Ibirama, tem os cabelos lisos e longos. As vestimentas demonstram a fase escolar, a informalidade, o conforto, mas, no texto da escolhida para representar a Rede Federal de Santa Catarina, A� possA�vel verificar a garra e a determinaA�A?o emA�fazer a diferenA�a. Aymee foi selecionada comA�oA�projeto ImigraA�A?o Haitiana no Brasil: inclusA?o e diversidade de raA�a.A�a�?Tenho uma conexA?o com a ideia de querer ajudar as pessoas, fazendo-as felizes, dando a chance a elas de terem as mesmas oportunidades que todos. Acredito que posso fazer isso por meio do Parlamento Juvenila�?, diz ela.

Matheus Henrique da Silva, do Campus Blumenau, Leticia Rabelo Santos, do Campus AvanA�ado Sombrio, e Matheus Felipe dos Santos Tonial, do Campus Fraiburgo (projeto Escola nota 10: a ferramenta certa para o aprendizado), tambA�m se inscreveram para a prA�-seleA�A?o.

a�?Acredito que assim podemos dar voz e termos a chance de mudar a vida de alguA�m. Mesmo nA?o ganhando, tive a oportunidade de saber como funciona o processo e desenvolver um projetoa�?, relata Matheus Henrique, que apresentou o trabalho MediaA�A?o de conflitos no ambiente escolar.

Leticia Santos - Sombrio.
Leticia Santos – Sombrio.

Para Leticia, que trouxe a proposta Direitos Humanos em discussA?o, participar da prA�-seleA�A?o foi um desafio. a�?Foi uma das atividades mais desafiadoras que jA? vivenciei. Criar um projeto e imaginar tudo o que ele deve ter, em pouco tempo, foi complexo. Mas tive o apoio de amigos e professores e, com isso, passei por uma experiA?ncia engrandecedoraa�?, conta a jovem de cabelos pretos e sorriso largo.

Em Santa Catarina, estavam disponA�veis duas vagas: uma para a Rede Federal e uma para a Rede Estadual de ensino. Os participantes deveriam ser estudantes do ensino mA�dio. Nessa primeira etapa, foram classificados 108 candidatos, e, na segunda, serA? escolhido um representante por unidade da federaA�A?o, totalizando 27 representantes brasileiros.

Matheus Henrique avalia que a participaA�A?o dos estudantes em iniciativas como essa A� fundamental. a�?A sociedade precisa de jovens com vontade para ajudar a mudar a realidade atual. Jovens que pensam nos outros, que ajudam e que tenham conhecimento do que precisa ser feitoa�?.

Aymee coloca que os estudantes sA?o o futuro da naA�A?o. a�?Se nA?o nos envolvermos, onde vamos parar? Devemos aproveitar a fase da juventude, que A� quando se enxerga o mundo de todas as formas possA�veis, com mais liberdadea�?.

O projeto, realizado pelo Mec/Conif, iniciou em agosto deste ano e se encerra em novembro. A partir de agora, os prA�-selecionados iniciam uma campanha eleitoral nacional, que acontece de 30/10 a 05/11. O lanA�amento das candidaturas estA? previsto para o dia 10 de outubro. O mandato A� de dois anos.

Aymee Agnes - Ibirama.
Aymee Agnes – Ibirama.

a�?Assim que soube que era a selecionada, fiquei uns cinco minutos perguntando A� sA�rio? No dia seguinte jA? pensei meu Deus, fui selecionada. Depois veio uma mistura de sentimentos de alegria e de ansiedade, de nA?o saber o que fazera�?, revela Aymee, a representante de Santa Catarina na eleiA�A?o nacional ao JIM.

Os jovens eleitos ao Parlamento Juvenil farA?o reflexA�es em torno de cinco eixos temA?ticos: inclusA?o educativa, gA?nero, jovens e trabalho, participaA�A?o cidadA? dos jovens e direitos humanos. Os temas foram selecionados tendo em vista que se trata de direitos que sA?o reconhecidos nos paA�ses.

Agora, Aymee segue o caminho em busca de votos. A previsA?o A� de que o processo aconteA�a online, por meio do Portal PJM http://pjm.mec.gov.br/. a�?Pretendo fazer um vA�deo, explicando o meu projeto, e fotos para as mA�dias digitais. Quero que esse vA�deo viralize em Santa Catarina, para que as pessoas me conheA�am e votem em mima�?, conta a estudante.

Confira o edital do processo PJM em http://editais.ifc.edu.br/2016/09/15/edital-n-1252016-parlamento-juvenil-do-mercosul/.

AQUI vocA? tem acesso A� lista do prA�-selecionados para ao PJM

Saiba mais o que os autores pensaram quando escolheram o tema do seu projeto.

  • Aymee Agnes de Andrade Sinn

Campus Ibirama

Projeto: ImigraA�A?o Haitiana no Brasil, inclusA?o e diversidade de raA�a

“A motivaA�A?o para o meu projeto veio de observar que algumas pessoas ainda sA?o tratadas de forma diferente devido as suas caracterA�sticas fA�sicas, raciais, etc. Esses fatores fazem com que elas nA?o possuam as mesmas oportunidades que outros. Por isso, o projeto aborda os haitianos e o fato deles terem imigrado para o Brasil e para nossa regiA?o. Eles foram trazidos para cA? por meio de uma empresa de alimentos, pois eles alegam a falta de mA?o de obra na regiA?o. PorA�m, as contrataA�A�es eram para os piores setores da empresa em termos salariais. Escrevi um projeto em que proponho que os haitianos tenham aulas de LA�ngua Portuguesa nos Institutos Federais pois, em geral, as empresas alegam que nA?o contratam haitianos porque eles nA?o dominam a lA�ngua. E tambA�m proponho a oportunidade deles fazerem os cursos que jA? existem no campus. Assim, esperamos maior integraA�A?o deles na sociedade, que eles conheA�am mais pessoas e passem a ter melhores oportunidades. A� por isso que escolhi esse tema, A� uma realidade que estA? prA?xima de mim e com a qual posso colaborar. AlA�m de que, jA? havia pensado sobre isso antes de surgir a oportunidade do Parlamento Juvenil.”

  • Matheus Felipe dos Santos Tonial

Campus Fraiburgo

Projeto: Escola nota 10 A ferramenta certa para o aprendizado!

  • Matheus Henrique da Silva

Campus Blumenau

Projeto: EducaA�A?o para a paz a�� MediaA�A?o de conflitos no ambiente escolar.

“O meu projeto tem como objetivo, desenvolver uma aA�A?o dentro da escola voltada a criaA�A?o de uma metodologia, atravA�s de oficinas integrativas para tratar de problemas relacionado a conflitos e violA?ncias que ocorrem no ambiente escolar.”

CampusA�AvanA�ado Sombrio

Projeto: Direitos Humanos em discussA?o.

“O meu projeto era como um clube de debates, com diversas atividades que proporcionassem conversa e exposiA�A?o dos nossos direitos e deveres como seres humanos e cidadA?os, que necessitam de participaA�A?o ativa na sociedade e participaA�A?o consciente. JA? os motivos que me fizeram escolher esse tema foi o fato de eu estudar dignidade e direitos humanos no projeto de pesquisa do qual atuo como bolsista e o deficit do respeito e da consciA?ncia de alguns direitos que vejo como fundamentais. Achei uma discussA?o necessA?ria e que pode gerar conclusA�es e discussA�es interessantA�ssimas. Desde sempre fui educada e ensinada a ter voz e conhecimento das coisas que eu deveria fazer ou cobrar, alA�m de como deveria agir, sempre fui orientada a falar, a perguntar, a conhecer, a ir mais fundo. Essa foi tambA�m uma motivaA�A?o que veio da minha educaA�A?o de casa, pela minha famA�lia e pelas pessoas que estiveram presentes na minha construA�A?o como ser humano.”

O que A� o Parlamento Juvenil?

O Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM) favorece e promove o protagonismo juvenil, abrindo espaA�o para diA?logos e discussA�es acerca de temas vinculados A� educaA�A?o, como: inclusA?o educativa, participaA�A?o cidadA?, direitos humanos, diversidade de raA�a, etnia e gA?nero, integraA�A?o regional e trabalho. Todas as discussA�es sA?o norteadas pelo tema principal a�� a�?O ensino mA�dio que queremosa�? a��, e os jovens parlamentares elaboram propostas que abordam as necessidades e anseios comuns da juventude dos paA�ses do Mercosul.

AlA�m disso, o Parlamento Juvenil do Mercosul oferece aos jovens uma oportunidade de expandir seus horizontes, ao mesmo tempo que fortalece o processo de integraA�A?o, garantindo A� nova geraA�A?o a possibilidade de ser ouvida e de exercer ativamente a cidadania.

O projeto surgiu dentro do setor educacional do Mercosul e em cada ediA�A?o (2010, 2012 e 2014), foram selecionados 27 estudantes brasileiros. O projeto prevA? mandato de dois anos e estA? iniciando sua quarta ediA�A?o (2016-2018) para exercA�cio de voz na tomada de decisA�es coletivas.

*Texto: Cecom/Reitoria, com colaboraA�A?o das Cecoms de Blumenau, Ibirama e Sombrio.

**Fotos: Cecoms de Ibirama e Sombrio.

Deixe uma resposta