Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Mulheres Mil relata curso desenvolvido dentro de Presídio

SONY DSCA coordenação de Extensão do Câmpus Sombrio, através do Programa Mulheres Mil, apresentou durante a 1ª Mostra Laboral do Sistema Prisional de Santa Catarina o relato de experiência do curso Artesanato em Patchwork ofertado em regime fechado à mulheres do Presídio Regional de Araranguá. A mostra aconteceu de 26 a 28 de março no Espaço Lindolf Bell, do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis e foi organizado pela Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (SJC) e o Departamento de Administração Prisional (Deap).

Durante o evento foram expostas atividades laborais realizadas nas unidades prisionais do Estado, como também os produtos atualmente produzidos pelos presos catarinenses em parceria com as empresas e indústrias. Aconteceram seminários e debates sobre os temas de ressocialização, políticas laborais penitenciárias e as parcerias entre o Estado, empresas e indústrias, em prol da implantação de um novo modelo de sistema prisional.

Segundo dados do Departamento Penitenciário Nacional o Estado catarinense é o que tem a maior proporção de presos em atividade laboral do país. Hoje, 48% dos reeducandos catarinenses executam alguma atividade laboral dentro das Penitenciárias e Presídios do Estado.

SONY DSC SONY DSC

* Texto: CECOM/Reitoria. ** FOTOS: Divulgação MM/Sombrio.

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na quarta-feira, 2 de abril de 2014, às 16:51 por Nicole Trevisol.

Últimas notícias: