Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Álbum sensorial para pessoas com deficiência visual

napne-inclusaoUma reportagem da RBSTV, veiculada no último domingo de junho, no Fantástico, relatou a criação de um álbum sensorial desenvolvido para pessoas com deficiência visual (assista ao vídeo no link ao final da matéria).

A fotógrafa Márcia Beal, de Porto Alegre/RS, fotografou um casal com deficiência visual junto ao seu bebê. Jorge Vieira, o pai, nasceu sem visão, já a mãe, Carlise Vieira, perdeu a visão há 16 anos, devido a uma doença na retina. Antes da sessão, a fotógrafa não sabia que os pais eram cegos. Diante da surpresa, realizou o ensaio fotográfico emocionada e foi em busca de um produto diferenciado para atender seus clientes.

Márcia pensou numa forma de entregar algo além de um álbum aos pais de Natália, pesquisou materiais que pudessem ser utilizados para transformar a fotografia num trabalho que as pessoas com deficiência visual pudessem literalmente sentir e, com a ajuda de um artista plástico e um designer, construiu um álbum com a ideia de traduzir imagens em sensações. Após nove meses de trabalho, o trio de profissionais chegou a um resultado extraordinário: um álbum com texturas, textos em braile e cheirinho de bebê.

Todas as páginas do álbum têm o molde em 3D da foto, a textura do material que foi utilizado e a descrição em braile. “Esse modelo do álbum foi desenhado assim, pra gente colocar a impressão 3D, pra eles sentirem a foto, uma mostra do que foi usado na bebê, da mantinha que eu usei nela. O texto diz que Natália está deitada no cestinho com um fundo bege, coberta com uma manta cor-de-rosa, abraçada num ursinho de lã, com uma florzinha no cabelo”, descreveu a fotógrafa Márcia.

Ao término do trabalho, os pais ficaram emocionados com a surpresa feita pela fotógrafa: “Que interessante! Porque é a primeira vez que a gente vê isso, e, com certeza, muitos deficientes visuais gostariam de estar no nosso lugar”, registra a mãe de Natália, folheando o álbum sensorial.

A lição que fica para todos é a de que há formas diferentes de enxergar as coisas, sem necessariamente, usar os olhos.

Fonte:http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2016/06/fotografa-constroi-album-sensorial-para-deficientes-visuais-no-rs.html?utm_source=facebook&utm_medium=share-bar-desktop&utm_campaign=share-bar

*Texto: Napne/IFC.

**Imagem: Divulgação/RBSTV.

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na terça-feira, 5 de julho de 2016, às 19:55 pela Coordenação-Geral de Comunicação (Cecom).

Últimas notícias: