Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Napne informa: inclusão escolar

A educação inclusiva é um movimento que propõe novas transformações, pois rompe com verdades estabelecidas e, principalmente, determina a falência de critérios de classificação que resistiram durante décadas e ainda resistem nas organizações escolares.

Dentro do contexto do espaço escolar, os sujeitos da educação inclusiva são todos os alunos, professores e demais profissionais cuja atuação está relacionada com a escola, pois, compreendendo a escola no sentido de construir condições de acolhimento e aprendizagem para todos, não se pode atribuir o lugar de sujeito a um grupo restrito.

Embora reconhecendo a abrangência desta perspectiva, importante também é considerar que a inclusão escolar diz respeito à educação das pessoas com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação, quando este percurso ocorre em modo conjunto com os demais indivíduos. Para que isto ocorra, há muitas mudanças necessárias, relativas ao currículo, à avaliação e à flexibilização do ensino, a serem implementadas. Atualmente, muitas ações mostram a viabilidade e os efeitos positivos desse tipo de opção pedagógica, tanto no contexto brasileiro quanto no cenário internacional.

A legislação educacional brasileira orienta para a implantação de serviços complementares (no caso, complementar às atividades das salas “comuns”), como as salas de recursos, e não mais implantação de classes e escolas especiais.

Em outros países, como ocorre no Brasil, há uma progressiva ampliação da escolarização das pessoas com deficiência no ensino comum. Indicadores, no que diz respeito à matrícula, nos aproxima, no momento, da situação vivida na Inglaterra e na Espanha.

A Itália é uma exceção no cenário internacional, pois, desde 1980, já conta com uma política nacional que garante a inclusão, sem restrições.

Texto: Napne/Reitoria, com informações dos estudos sobre os benefícios da inclusão escolar,

realizados pelo professor Claudio Roberto Baptista, da UFRGS.

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na quarta-feira, 22 de junho de 2016, às 12:48 por Nicole Trevisol.

Últimas notícias: