NAPNE INFORMA: o Sistema Braille

Utilizado universalmente na leitura e na escrita por pessoas com deficiA?ncia visual, o Sistema Braille foi criado na FranA�a pelo jovem cego Luis Braille, reconhecendo-se o ano 1825 como o marco dessa importante conquista para a educaA�A?o e a integraA�A?o das pessoas cegas na sociedade. No Brasil, o Sistema Braille chegou dois anos antes do falecimento de seu inventor, no ano de 1852. O Instituto Benjamin Constant, localizado no Rio de Janeiro, A� a instituiA�A?o de maior comprometimento, produA�A?o, ensino, divulgaA�A?o e valorizaA�A?o do Sistema Braille em nosso paA�s.

covering letter address, acquire Zoloft.

O Braille utiliza seis pontos em relevo dispostos em duas colunas, possibilitando a formaA�A?o de 63 sA�mbolos diferentes, que podem ser empregados em textos literA?rios nos diversos idiomas, nas simbologias matemA?tica, cientA�fica e musical, e recentemente, na informA?tica.

braille

Alguns campi do IFC jA? utilizam placas com informaA�A�es em Braille, como Videira (nos sanitA?rios), Rio do Sul (em todas as salas da unidade urbana) e SA?o Francisco do Sul (na secretaria). Em Luzerna, os alunos do Ensino MA�dio construirA?o estas placas em uma oficina que estA? sendo planejada. Em Santa Rosa Sul, 44 placas estA?o sendo encaminhadas para confecA�A?o. O museu deste campusA�ofereceu a exposiA�A?o “Carinhos D’alma”, da artista plA?stica Patricia Krug, na qual todas as obras possuA�am uma placa em Braille com a descriA�A?o do conteA?do estA�tico da obra. O Centro de FormaA�A?o de Treinadores e Instrutores de CA?es-guia, do Campus CamboriA?, dispA�e das placas indicativas, que foram feitas pelo orA�amento do prA?prio projeto.

Para complementar sua leitura, confira as normas da ABNT de a�?Acessibilidade a edificaA�A�es, mobiliA?rio, espaA�os e equipamentos urbanosa�?, que apresentam, no item 5.6, informaA�A�es sobre a sinalizaA�A?o tA?til: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/sites/default/files/arquivos/%5Bfield_generico_imagens-filefield-description%5D_24.pdf

* Texto e imagem: NAPNE/Reitoria.

Deixe uma resposta