NAPNE informa: Pesquisa sobre pessoas com necessidades especA�ficas no IFC

No desenvolvimento de suas atribuiA�A�es, o NAPNE/Reitoria identificou a necessidade de realizar um levantamento de dados a respeito do trabalho desenvolvido pelos NAPNEs dos campi, com o objetivo de conhecer a realidade de cada um, delinear metas para 2016 e adequar o planejamento ao cenA?rio existente no IFC, em prol do melhor atendimento A�s pessoas com deficiA?ncias e/ou necessidades especA�ficas.

Sucintamente, destaca-se que a pesquisa foi desenvolvida em todos os campi slides presentations, buy clomid online. por meio de um questionA?rio com questA�es objetivas e descritivas referentes ao primeiro semestre de 2015, a partir do qual cada campus teve a oportunidade de apresentar as necessidades de seu contexto, bem como sugerir medidas para a melhoria de suas aA�A�es.

De acordo com os dados coletados pelo NAPNE/Reitoria, o nA?mero de pessoas com necessidades especA�ficas no IFC corresponde a 134 indivA�duos, o que representa 1,25% do total da populaA�A?o (servidores e estudantes) do IFC. No que se refere aos estudantes, o Instituto possui 1,36%, ou seja, 125 pessoas com necessidades especA�ficas. Dessas, 69 tiveram algum tipo de atendimento ou acompanhamento pelas equipes dos NAPNEs.

As deficiA?ncias e/ou necessidades especA�ficas de maior ocorrA?ncia no IFC sA?o o deficit de atenA�A?o/hiperatividade/TDAH (23 indivA�duos) e a baixa visA?o (19 indivA�duos). TambA�m foi relatada a existA?ncia de pessoas com deficiA?ncia auditiva, deficiA?ncia fA�sica/motora, deficiA?ncia intelectual, dislexia e transtornos/dificuldade de aprendizagem.

Observa-se a necessidade de ampliar os atendimentos do NAPNE para todos aqueles com necessidades especA�ficas. Uma das propostas A� atender, inicialmente, os estudantes, com vistas a verificar e providenciar as adequaA�A�es necessA?rias para suas atividades nos campi e, posteriormente, acompanhar e avaliar a eficiA?ncia dos recursos utilizados (por exemplo, as tecnologias assistivas, os materiais pedagA?gicos acessA�veis, as adaptaA�A�es arquitetA?nicas, entre outros). Essas e outras percepA�A�es do NAPNE, bem como os dados obtidos por meio da pesquisa, geraram um relatA?rio que pode ser acessado na A�ntegra atravA�s do link http://ifc.edu.br/wp-content/uploads/2014/05/Relat%C3%B3rio-NAPNE-Final.pdf.

Texto: NAPNE/Reitoria.

Deixe uma resposta