Projeto de pesquisa e extensão resgata práticas tradicionais da forja artesanal

Que tal produzir, artesanalmente, peças como abridor de garrafa, garfos, cestas, anéis, brincos e facas utilizando, por exemplo, a sucata de aço? Essa é a proposta de um dos projetos de Pesquisa e Extensão do Campus Blumenau, que vai de março a dezembro deste ano.

O projeto foi um dos selecionados pelo IFC para receber recursos provenientes do orçamento da Pesquisa e da Extensão, geridos pelas respectivas pró-reitorias. O Edital 267/2017 visa projetos voltados ao desenvolvimento e à disseminação de ações integradas de Ensino, Pesquisa e Extensão que focam na melhoria e no aperfeiçoamento dos Arranjos Produtivos, Sociais e Culturais Locais (APLs) de Santa Catarina.

Segundo o professor Rafael Gonçalves de Souza, coordenador do projeto, a ideia é proporcionar aos participantes, além do resgate histórico-cultural, a aprendizagem de novas habilidades e novos conhecimentos técnicos necessários para a execução de um novo ofício como fonte alternativa de renda. “O projeto visa resgatar valores e conhecimentos das práticas tradicionais de forja artesanal por martelamento, atualmente esquecida, e restrita a peças industriais”, explica ele.

Antes de se aventurarem na prática, os participantes têm aulas de conhecimentos básicos de metalurgia ferrosa, conformação mecânica a quente e por forjamento a martelo livre, tratamentos térmicos e usinagem. Depois, fazem a coleta de sucatas passíveis de forja e beneficiamento, para, por fim, partirem para o trabalho manual, que prevê o corte da pré-forma da peça; o desbaste abrasivo; a forja a quente para conformação e melhoria metalúrgica da liga; o tratamento térmico de têmpera e de revenido; o lixamento; e a lapidação e fabricação de acabamentos e adornos.

Processo de seleção

O projeto prevê cinco vagas para alunos regularmente matriculados no Campus Blumenau e cinco vagas para a comunidade externa. Alunos bolsistas do campus já estão participando do projeto. A previsão é de que as inscrições para a comunidade externa abram no segundo semestre. As atividades são realizadas às sextas-feiras, das 13h às 17h, no laboratório de Mecânica.

*Texto: Cecom Blumenau/Gisele Silveira | Jornalista
**Fotos: Professor Rafael Gonçalves de Souza