Projeto de produA�A?o integrada da cebola A� reconhecimento pela FAO

imagem-manualO IFC – thesis statements for research papers, dapoxetine without prescription. Campus Rio do Sul faz parte do projeto de produA�A?o integrada da cebola, aprovado pela Fapesc, em conjunto com a EstaA�A?o Experimental de Ituporanga da Epagri. O projeto A� reconhecido pela OrganizaA�A?o das NaA�A�es Unidas para a AlimentaA�A?o e a Agricultura (FAO), conforme a Plataforma de Boas PrA?ticas para o Desenvolvimento SustentA?vel. Confira AQUI.

Recentemente, foram realizadas quatro publicaA�A�es de livros sobre o assunto. Confira abaixo as sA�ries disponA�veis:

Sistema de produA�A?o integrada de cebola (Sispic): caderno de campo do tA�cnico
Sistema de produA�A?o integrada de cebola (Sispic): caderno de campo do produtor
Sistema de produA�A?o integrada de cebola (Sispic): caderno de campo do auditor

Esses cadernos sA?o os critA�rios de rastreabilidade no sistema produtivo e garantem a certificaA�A?o do produto. Cabe a cada ator uma responsabilidade: o produtor farA? as anotaA�A�es do sistema produtivo; o tA�cnico farA? o que estA? recomendando; o auditor avaliarA?A�se o sistema estA? sendo produzido dentro das regras de sustentabilidade da cultura.

OA�pesquisador e professor, do IFC A�- Campus Rio do Sul, Leandro Luiz Marcuzzo atuou na organizaA�A?o e como autor nos capA�tulos:A�Manejo de doenA�as eA�Tecnologia de aplicaA�A?o de agrotA?xicos na produA�A?o integrada de cebola.

 

Saiba mais sobre aA�produA�A?o integrada

A ProduA�A?o Integrada AgropecuA?ria (PI Brasil) estA? focada na adequaA�A?o de sistemas produtivos para geraA�A?o de alimentos e outros produtos agropecuA?rios de alta qualidade e seguros, mediante a aplicaA�A?o de recursos naturais e regulaA�A?o de mecanismos para a substituiA�A?o de insumos poluentes, garantindo a sustentabilidade e viabilizando a rastreabilidade da produA�A?o agropecuA?ria.

Trata-se de um processo de certificaA�A?o voluntA?ria, no qual o produtor interessado tem um conjunto de normas tA�cnicas especA�ficas (NTE) a seguir, as quais sA?o auditadas nas propriedades rurais por certificadoras acreditadas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Ao certificar, os produtores rurais tA?m o selo no produto com a chancela oficial, do MAPA e do Inmetro, de que seus produtos estA?o de acordo com prA?ticas sustentA?veis de produA�A?o e, consequentemente, de que sA?o mais saudA?veis para o consumo, garantindo ainda menor impacto ambiental do que produtos convencionais e a valorizaA�A?o da mA?o de obra rural.

*texto: Cecom/Reitoria.

**Imagem: DivugaA�A?o/Boas PrA?ticas.

Deixe uma resposta