Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Prorrogadas inscrições para a seleção nacional do Parlamento Juvenil

parlamentoForam prorrogadas, até o dia 09/09, sexta-feira, as inscrições para a etapa de seleção nacional do Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM) 2016-2018. Para isso, o IFC lançou um edital específico, disponível em http://editais.ifc.edu.br/2016/09/05/edital-n-1252016-parlamento-juvenil-do-mercosul/. A seleção é coordenada pelo Ministério da Educação (MEC) e visa selecionar alunos do IFC que desejam participar dessa experiência junto ao PJM. Até o momento, segundo informações da Pró-Reitoria de Ensino (Proen), o IFC conta com três inscrições de projetos.

A inscrição ocorre por meio de envio de um projeto para o endereço eletrônico assuntos.estudantis@ifc.edu.br. Ficha de inscrição e edital AQUI.

Para fazer a inscrição o estudante deve:

1. Preencher a ficha de inscrição (Anexo II);

2. Anexar os seguintes documentos à ficha de inscrição: a) Projeto de Protagonismo Juvenil pelo estudante-candidato; b) Cópia de documento de identidade válido e legível; c) Termo de Ciência e Autorização (Anexo III), devidamente assinado pelo responsável, caso o estudante tenha menos de 18 anos; d) Autorização de Cessão de Imagem e Som e Propriedade Intelectual (Anexo IV) assinada pelo estudante ou pelo responsável, caso o candidato tenha menos de 18 anos; e) Declaração de Matrícula; f) Carta de recomendação de um professor.

3. O estudante deverá manter uma cópia de todos os documentos enviados, incluindo o projeto.

A divulgação dos candidatos pré-selecionados acontece no dia 15 de setembro, e as eleições ocorrem entre os dias 17 e 21 de outubro.

Mais informações:

Coordenação-Geral de Políticas e Programas Estudantis da Reitoria do IFC

Telefones: (47) 3331-7800/3331-7818/3331-7845

E-mail: assuntos.estudantis@ifc.edu.br

Edital de Seleção Nacional AQUI.

O que é o Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM)?

O PJM busca promover o protagonismo juvenil, contribuindo para a integração regional dos jovens parlamentares que, após discussões conjuntas, acordam e recomendam a adoção de políticas educativas que promovam uma cidadania regional e uma cultura de paz e respeito à democracia, aos direitos humanos e ao meio ambiente.

O jovem eleito para representar sua Unidade da Federação e o Brasil no PJM tem mandato de dois anos e, durante esse período, participa ativamente do processo de elaboração e divulgação da Declaração do Parlamento Juvenil, documento produzido pelo coletivo do PJM, composto pelos parlamentares juvenis de todos os países-membros e associados.

O principal objetivo do projeto é favorecer e promover o protagonismo juvenil, abrindo espaço para diálogos e discussões acerca de temas vinculados à educação, como: inclusão educativa, participação cidadã, direitos humanos, diversidade de raça, etnia e gênero, integração regional e trabalho. Assim, voltados para o tema principal – “O ensino médio que queremos” –, os jovens elaboram propostas que abordam as necessidades e anseios comuns ao Mercosul.

*Texto: Cecom/Reitoria, com informações do Parlamento Juvenil Mercosul.

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na terça-feira, 6 de setembro de 2016, às 20:09 pela Coordenação-Geral de Comunicação (Cecom).

Últimas notícias: