Reitoria do IFC recebe seA�A�es sindicais para tratar da reposiA�A?o de horas e atividades

IMG_1376A equipe de gestA?o do Instituto Federal Catarinense (IFC), por meio da reitora SA?nia Fernandes, recebeu, na tarde de quinta-feira (09/02), representantes de quatro seA�A�es sindicais que atuam no IFC: SeA�A?o ConcA?rdia, SeA�A?o Sinasefe Litoral (Reitoria/Araquari/Blumenau/Brusque/CamboriA?/SA?o Bento do Sul/SA?o Francisco do Sul), SeA�A?o Santa Rosa do Sul/Sombrio e SeA�A?o Fraiburgo/Luzerna/Videira. O objetivo do encontro, que aconteceu na Reitoria (Blumenau), foi deliberar sobre uma determinaA�A?o, enviada pela PresidA?ncia da RepA?blica, para que as horas e as atividades dos servidores em greve e/ou em paralisaA�A?o em 2016 sejam repostas neste ano.

De acordo com a reitora do IFC, a reuniA?o discorreu de maneira tranquila, sendo possA�vel dialogar e estabelecer um acordo. a�?Nesse momento os representantes das seA�A�es retornam aos seus campi e, em 20 de fevereiro, teremos uma nova reuniA?o para tratar dos encaminhamentosa�?, diz SA?nia.

Segundo Antonio Marcos Maragoni, da SeA�A?o Santa Rosa do Sul/Sombrio, as atividades letivas de 2016 foram desenvolvidas, e os dias letivos, cumpridos em todo o IFC. a�?NA?o tivemos perda dos dias letivos. Assim, avaliamos que os estudantes nA?o foram prejudicados com a paralisaA�A?o de servidoresa�?.

Para SA?nia, as seA�A�es devem apresentar A� Reitoria documentos que formalizem a informaA�A?o de que as atividades institucionais foram desenvolvidas. a�?Entendemos a paralisaA�A?o e a greve como movimentos grevistas legA�timos e de luta, uma vez que se constitui uma etapa importante para a garantia dos direitos dos trabalhadores em EducaA�A?o. Entretanto, A� preciso voltar aos campi e conversar com os gestores locais para verificar a realidade de cada unidadea�?, coloca a reitora.

Conforme Frederico Andres Bazana, da SeA�A?o Sinasefe Litoral, discussA�es como essa sA?o comuns, junto aos trabalhadores, apA?s uma paralisaA�A?o ou greve. a�?A� habitual que, apA?s um movimento paredista dos servidores, estesA�sejam chamados a conversar para que as atividades nA?o realizadas sejam recuperadas. Dessa forma foi feito em 2015, porA�m, no final de 2016, houve um novo entendimento por parte do Governo Federal, que, mesmo com o movimento tendo iniciado na metade de 2016, solicitou o corte de ponto para que a negociaA�A?o fosse feita quando a paralisaA�A?o encerrasse. Ou seja, entendemos que a mudanA�a pretendia desarticular as reaA�A�es da categoria e a classe trabalhadora contra as contrarreformas que estA?o sendo impostas A� sociedadea�?, frisa ele.

Para a reuniA?o do dia 20 de fevereiro, estA? prevista a assinatura do termo de acordo entre a GestA?o do IFC e as seA�A�es sindicais que representam os servidores do IFC.

delta seating assignment, buy zithromax. *Texto e fotos: Cecom/Reitoria.

Deixe uma resposta