Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Servidor apresenta experiência de atividade realizada no Canadá

canada-IFCO servidor  da Reitoria, José Décio de Alencar, esteve no Canadá – juntamente com outros pesquisadores da Rede Federal – representando o Instituto Federal Catarinense (IFC) com o objetivo de trocar experiências relacionados à gestão e à organização de pesquisas aplicadas articuladas com o setor produtivo. Eles realizaram atividades em 19 colleges canadenses e conheceram projetos e processos voltados ao atendimento da demanda de mercado nas áreas tecnológicas. Abaixo o relato do servidor José Décio sobre essa experiência.

“Os Institutos Federais, são uma proposta arrojada e inovadora para preencher a lacuna entre educação média e superior e, também, a lacuna entre a educação para a sapiência, que só leva em conta a realização pessoal do educando e a educação para o trabalho, que considera as necessidades da comunidade na qual a escola está inserida. Essa visão promove a interação plena entre o mundo acadêmico e o mundo do trabalho.

Surgiu no Canadá a figura do Servidor Pesquisador Inovador, para realizar a fusão plena e harmônica entre: Escola e Comunidade, Educação e Trabalho e Ciência e Produto Tecnológico, na qual a escola comum, liderada e assistida pelos IFs, cumprem seu papel mais nobre: de produzir respostas satisfatórias aos anseios de sua própria comunidade.

Na condição de egresso do projeto Canadá e ciente de que já existe no IFC uma proposta nova para o ensino de idiomas e, que existem demandas por capacitação em idiomas de empresas indústrias situadas na região, da Ciência sem Fronteiras e, do setor turístico para a copa e olimpíadas, sugiro que surpreendamos o mercado, com um projeto-piloto que aplique estratégias didáticas realmente inovadoras para atendermos tais demandas.

Desta forma, o IFC poderá cumprir o objetivo deste projeto em particular e também, atender a proposta inicial de sua criação, de oferecer soluções inovadoras em educação, ciência e tecnologia ás comunidades adjacentes aos Institutos Federais.

É vital para o desfecho do projeto de capacitação de servidores dos IFs em pesquisa aplicada no Canadá, aplicar efetivamente em nosso Instituto, a experiência técnica, educacional e cultural adquirida, que requereu mudanças tanto em nossa visão e atitude, como em nossos processos de planejamento, execução e gestão de tarefas e metas.

Todo servidor que tenha qualquer ideia nova para solução de questões tecnológicas ou conceituais da comunidade, pode participar dos editais e chamadas públicas do CNPq/MEC/SETEC ou procurar diretamente a PROPI (Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-graduação) confiante de que suas boas ideias, quando implementadas com sucesso, engrandecem tanto a nossa Instituição como a própria imagem do servidor público.”

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na quarta-feira, 9 de julho de 2014, às 17:29 pela Coordenação-Geral de Comunicação (Cecom).

Últimas notícias: