Servidor do Campus Videira publica artigo em periódico internacional

O servidor Tiago Heineck, técnico em Tecnologia da Informação no Instituto Federal Catarinense (IFC) – Campus Videira, teve um artigo publicado no Journal of Systems and Software (Qualis A2). O trabalho é fruto de parceria desenvolvida em decorrência do mestrado profissional em Ciência da Computação, concluído pelo servidor em 2016 na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e oferecido pelo IFC através do MINTER. Tiago Heineck foi autor do trabalho em parceria com seu orientador, professor Jaelson Castro (UFPE), e os pesquisadores Enyo Gonçalves (UFCE) e João Araújo (Universidade Nova Lisboa).

O trabalho consiste em uma revisão de literatura sistemática a respeito do iStar, uma linguagem voltada à modelagem nas fases iniciais e finais do desenvolvimento do software. O artigo está disponível online e pode ser acessado pelo link: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0164121217302741.

Resumo do trabalho
iStar é uma linguagem de modelagem de propósito geral, utilizada para modelar requisitos nas fases iniciais e finais do desenvolvimento de software. Vem sendo utilizada em projetos da indústria e na academia. Frequentemente a linguagem é estendida para incorporar novos construtos relacionados a uma determinada área de aplicação. A linguagem está atualmente em padronização. Diversos estudos têm focado na análise dessas variações, identificando similaridades e definindo um core para iStar. Entretanto, acreditamos que continuará a ser estendida, por isso é necessário entender como se dá essa extensão. Este trabalho identifica e analisa as extensões existentes e seus construtos. Uma revisão sistemática da literatura foi conduzida para guiar este processo. Os resultados apontam para 96 artigos e 307 construtos propostos. As extensões e os construtos foram analisados em 3 dimensões: uma análise geral, uma análise baseada em model e a última baseada em clareza semiótica. A área de aplicação, alvo das extensões de iStar, e sua evolução são apresentadas como resultados de nossa análise. Os resultados apontam para a necessidade do desenvolvimento mais completo, consistente e cuidado das extensões de iStar. O artigo conclui com algumas discussões e direções futuras para o campo de pesquisa.

*Fonte: Cecom/Videira, com informações de Tiago Heineck.

Deixe uma resposta