IFC São Bento do Sul recebe cerca de mil pessoas durante três dias da Micti e do IFCultura

Cerca de mil pessoas participaram das atividades da XI Mostra Nacional de Iniciação Científica e Tecnológica Interdisciplinar (Micti) e do IV IFCultura, no IFC São Bento do Sul, de 6 a 8 de novembro. Durante esses dias, na Micti foram apresentadas 248 produções. Entre elas, 29 projetos de extensão e 27 de pesquisa na modalidade ampla concorrência. Outros 83 projetos de pesquisa subsidiados pelo CNPq, além de 51 trabalhos de extensão e 58 de pesquisa, indicados pelos campi, fizeram parte da Mostra. No IFCultura, foram apresentadas 50 produções artísticas: sete de dança, quatro peças de teatro, 16 números musicais, dez poesias e 13 peças de artes visuais.

Ranúzy Borges Neves, coordenadora do evento, conta que sediar a XI Micti e o IV IFCultura foi extremamente desafiador para o campus. “Apesar de reduzida, a equipe que compôs a comissão organizadora foi muito comprometida e dessa forma conseguimos superar diversas limitações. Depois de tanto empenho e trabalho e de tudo que experimentamos nesses três dias de evento, só podemos agradecer à equipe, composta por servidores e alunos, aos grupos e artistas que se apresentaram na abertura e aos palestrantes que reforçaram a mensagem que o campus quis passar durante esses três dias: de que o caminho para as mudanças e melhorias na condição de vida no Brasil passa pela valorização da educação, da ciência e da cultura. Nosso maior desejo é o de que, como instituição, sejamos cada vez mais fomentadores de projetos de ensino, pesquisa, extensão e cultura, comprometidos com a ética e o respeito, no intuito de sermos pessoas melhores para a sociedade em que vivemos”, declarou a coordenadora.

Confira como foram as atividades:

IFC São Bento do Sul recebeu cerca de mil pessoas durante três dias da Micti e do IFCultura

Apresentações dos trabalhos dos estudantes na Micti foram feitas em banner e comunicação oral

Estudantes de todo o IFC mostram seus talentos artísticos no IV IFCultura

Abertura da Micti e do IFCultura é marcada por apresentações culturais e palestra de professora com pós-doutorado pela Harvard

Textos: Cecom/Reitoria – Rosiane Magalhães e Thomás Müller
Fotos: Cecom/Reitoria – Paôla F Dahlke, Rosiane Magalhães e Thomás Müller

Estudantes do IFC concorrem a vagas do Parlamento Juvenil do Mercosul

Estudantes de todo país concorrem a vagas de representantes brasileiros no Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM). São 27 vagas (uma por Estado) para estudantes do 1º ou do 2º ano do ensino médio regular ou do ensino técnico integrado de todas as escolas públicas. Após a análise das propostas enviadas em setembro, a comissão organizadora selecionou até quatro estudantes por Estado.

Entre os candidatos para representar Santa Catarina, três são alunos do Instituto Federal Catarinense (IFC): Pedro Augusto Canteli (Araquari), Vinicius Franke da Silva (Blumenau) e Eduardo Biffi Agazzi (Concórdia). Além deles, a estudante Elís Regina Alchieri dos Santos (Concórdia) concorre a vaga do PMJ pelo Rio Grande do Sul.

Todos os selecionados seguem em campanha até 18 de novembro. A escolha dos representantes será por votação online, na página do PJM, entre 19 e 23 de novembro de 2018.

Atualmente, o Estado de Santa Catarina é representado no PJM pela estudante do IFC Ibirama, Aymee Agnes de Andrade Sinn. Em 2016, Aymee foi selecionada com o projeto “Imigração Haitiana no Brasil, inclusão e diversidade de raça”.

Conheça os representantes do IFC

Conforme regulamento, o projeto apresentado deveria contemplar a realidade local do estudante e propor ações que estimulem a participação juvenil no ambiente escolar, priorizando o desenvolvimento de um trabalho coletivo e cooperativo.

Canteli foi selecionado com o projeto ‘Papo Vai, Papo Vem: a criação de uma sociedade de debates como ferramenta de protagonismo juvenil’, escrito sob a orientação da professora Luci Schmoeller. “O objetivo é ampliar ainda mais as discussões a respeito de assuntos atuais e importantes para a juventude, contribuindo para a criação de um olhar mais crítico e capaz de entender as perspectivas envolvidas em um argumento”, explica o estudante do IFC Araquari.

Silva, do IFC Blumenau, propôs a criação de um portal que possibilite ao empregador acessar os perfis de jovens em busca do primeiro emprego, ao mesmo tempo em que divulga vagas de trabalho: ‘Portal de Oportunidades: uma janela de solidariedade para jovens estudantes em busca do primeiro emprego’. “Trata-se de uma plataforma online, pública, gratuita e de livre acesso, na qual os jovens e as empresas possam criar perfis que possibilite uma relação entre contratado e contratante”, explica o estudante, que tem como orientador o professor Cloves Alexandre de Castro.

Com o projeto ‘Roda de conversa para eliminar os preconceitos de gênero no ambiente escolar’, Agazzi é o representante do IFC Concórdia, sob orientação da professora Liamara Teresinha Fornari. “Projeto propõe a discussão das diferenças de gênero, suas formas de discriminações e exclusão social, por meio da realização de rodas de conversa com alunos e servidores do campus, tendo como objetivo a conscientização em relação às questões de gênero e diversidade”, apresenta o estudante.

Aluna do IFC Concórdia, mas residente no Rio Grande do Sul, Elís Regina Alchieri dos Santos concorre a vaga pelo Estado gaúcho, com o projeto ‘Jovens: Anseios, medos e dúvidas que problematizam a escolha de uma profissão’, também orientada pela professora Liamara Teresinha Fornari. “Objetivo do projeto é auxiliar o jovem a decidir a área com que se identifica e direcioná-lo, propondo a inserção de programas de orientação profissional no âmbito escolar”, apresenta.

Estudantes e projetos selecionados

Pedro Augusto Canteli (Araquari)
Projeto: Papo Vai, Papo Vem: a criação de uma sociedade de debates como ferramenta de protagonismo juvenil
Professora orientadora: Luci Schmoeller

 

Vinicius Franke da Silva (Blumenau) 
Projeto: Portal de Oportunidades: uma janela de solidariedade para jovens estudantes em busca do primeiro emprego
Professor orientador: Cloves Alexandre de Castro

 

Eduardo Biffi Agazzi (Concórdia) 
Projeto: Roda de conversa para eliminar os preconceitos de gênero no ambiente escolar
Professora orientadora: Liamara Teresinha Fornari

Elís Regina Alchieri dos Santos (Concórdia) – concorre pelo Rio Grande do Sul
Projeto: Jovens: Anseios, medos e dúvidas que problematizam a escolha de uma profissão
Professora orientadora: Liamara Teresinha Fornari

Texto: Cecom/Reitoria
Rosiane Magalhães | Jornalista / JP 12.715/MG
com apoio das Cecoms dos campi

Simulado das Nações Unidas: educação, cultura e processos de decisão são temas de evento interdisciplinar

No próximo dia 21 de novembro, acontecerá, no auditório institucional, o 1º Simulado das Nações Unidas do IFC Araquari. O evento acontecerá entre as 8h e as 12h, com a participação de sete turmas do 2º ano do Técnico Integrado ao Ensino Médio. A ideia do evento é incentivar os jovens a conhecerem mais sobre educação, cultura e processos de tomada de decisão em grandes organizações internacionais.

Este é um projeto que já ocorre em outros campi da instituição, como em Fraiburgo e Camboriú, por exemplo, com a iniciativa do professor Marcelo Silva. O intuito dos professores de Geografia envolvidos na atividade, em todas as unidades do IFC, é preparar os estudantes para, no ano de 2019, promover um Simulado Geral do IF, entre as melhores equipes de cada campus.

O Simulado, no Campus Araquari, está sendo organizado pelos docentes Edvanderson Ramalho dos Santos, Daniel Freitas, Luiz Antônio da Rocha Andrade, Alessandra Klug e Clarice Lemos, contando ainda com a colaboração de docentes das disciplinas de Língua Portuguesa, Filosofia, Matemática e Artes.

Para participar do evento, as turmas são orientadas com conhecimentos específicos, que englobam oratória, produção textual, atualidades, história, geografia e ética. Além disso, entre os discursos haverá apresentações culturais dos países representados. Apesar de a interdisciplinaridade estar presente no cotidiano dos estudantes do Instituto Federal, esta é uma nova abordagem e possui objetivos diferenciados.

Até este momento de organização, as turmas já foram sorteadas. As sete turmas, com aproximadamente 200 alunos envolvidos, foram divididas em 15 países e mais um grupo de organização das Nações Unidas. Os países que serão representados pelos alunos são:

– Brasil (fará o discurso de abertura sobre a necessidade de reformas no Conselho de Segurança);
– Síria, Alemanha, Hungria, Papua Nova Guiné e Austrália (debaterão sobre imigrações);
– Japão, Argentina, Noruega e África do Sul (debaterão sobre caça às baleias);
– Cuba, Irã, Israel, Coréia do Norte e Coreia do Sul (debaterão sobre sanções econômicas).

Por fim, 5 professores representarão os membros permanentes e com poder de veto do Conselho de Segurança das Nações Unidas (EUA, Rússia, China, Inglaterra e França), órgão responsável por decisões vinculantes a todos os países membros.

Organização das Nações Unidas

Organização das Nações Unidas (ONU), ou simplesmente Nações Unidas, é uma organização intergovernamental criada para promover a cooperação internacional. Uma substituição à Liga das Nações, a organização foi estabelecida em 24 de outubro de 1945, após o término da Segunda Guerra Mundial, com a intenção de impedir outro conflito como aquele. Na altura de sua fundação, a ONU tinha 51 estados-membros; hoje são 193. A sua sede está localizada em Manhattan, Nova York, e possui extraterritorialidade. Outros escritórios situam-se em Genebra, Nairóbi e Viena. A organização é financiada com contribuições avaliadas e voluntárias dos países-membros. Os seus objetivos incluem manter a segurança e a paz mundial, promover os direitos humanos, auxiliar no desenvolvimento econômico e no progresso social, proteger o meio ambiente e prover ajuda humanitária em casos de fome, desastres naturais e conflitos armados.

Texto: Cecom/Araquari – Raquel Rybandt
Foto: Edvanderson Ramalho dos Santos

IFC realiza Seminário Regional de Agroecologia e III Seminário de Segurança Alimentar e Nutricional de Rio do Sul

O Instituto Federal Catarinense – Campus Rio do Sul realizou, nos dias 18 e 19 de setembro de 2018, o Seminário Regional de Agroecologia e III Seminário de Segurança Alimentar e Nutricional de Rio do Sul. Os alunos do curso técnico em Agroecologia Integrado ao Ensino Médio do IFC participaram na recepção e orientações aos visitantes.

O evento foi realizado na Unidade Urbana e na sede do IFC Rio do Sul, com palestras, relatos de agricultores que sobrevivem da agroecologia, troca de sementes, diversas oficinas que abordaram temas das mais variadas escolas de agricultura alternativa, e também, a Plenária do Fórum Catarinense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos.

O seminário teve o objetivo alcançado, segundo a organização, pois aproximadamente 400 pessoas participaram do evento. O IFC agradece aos parceiros, Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí (AMAVI), Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI), Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (APREMAVI), Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (COMSEA), Centro de Motivação Ecológica e Alternativas Rurais (CEMEAR), pastoral da saúde, Cresol e Prefeitura de Rio do Sul, que contribuíram para que o seminário acontecesse.

No encerramento do seminário, dirigentes das instituições receberam dos organizadores do evento uma carta com reivindicações para fortalecer a atividade agroecológica na região, promovendo a integração de entidades públicas, agricultores, associações e organizações não governamentais que trabalham em prol do desenvolvimento e da difusão do movimento agroecológico.

Texto e foto: Cecom/Rio do Sul – Edemir Oliveira

Inscrições abertas para a XI Micti e o IV IFCultura

Estão abertas as inscrições para a XI Mostra de Iniciação Científica e Tecnológica Interdisciplinar – Micti – e para o IV IFCultura. Neste ano, os dois eventos serão realizados no Campus São Bento do Sul nos dias 6, 7 e 8 de novembro.

As datas para as inscrições podem ser conferidas abaixo:

Até 14 de setembro: Trabalhos de pesquisa (Programa Institucional de Bolsas do CNPq e ampla concorrência); trabalhos de extensão (ampla concorrência); apresentações do IFCultura.
De 17 de setembro a 5 de outubro: Trabalhos de pesquisa e de extensão indicados pelos campi do IFC.
Até 29 de outubro: Inscrições na categoria ouvinte.

Micti

Serão disponibilizadas 250 vagas (125 para o ensino médio e 125 para o ensino superior) para trabalhos a serem apresentados na Micti, contemplando projetos de pesquisa e de extensão. Serão aceitas produções nas seguintes áreas:

Ciências Agrárias;
Ciências Biológicas;
Ciências da Saúde;
Ciências Exatas e da Terra;
Ciências Humanas;
Ciências Sociais Aplicadas;
Engenharias;
Linguística, Letras e Artes;
Outros.

As inscrições de trabalhos para a Micti deverão ser realizadas via sistema, neste link, e de ouvintes por meio do formulário online.

IFCultura

Para o IFCultura, haverá 150 vagas, nas modalidades dança, música, teatro, artes visuais e poesia, exclusivas para alunos do Ensino Médio Integrado do IFC. Para participação no IFCultura, os servidores do IFC deverão realizar as inscrições dos estudantes via formulário online.

A página oficial do evento pode ser acessada aqui, e o regulamento está disponível em Regulamento XI Micti/IV IFCultura.

Texto e imagem: Cecom/SBS