IFC abre processo seletivo para Mestrado acadêmico em Educação

Está aberto o edital para o processo seletivo do Mestrado Acadêmico em Educação do Instituto Federal Catarinense (IFC). As inscrições iniciam no dia 29 de julho e terminam em 19 de agosto de 2019. O curso é totalmente gratuito e presencial. As aulas são ministradas semanalmente, nas segundas e terças-feiras, no período diurno, no Instituto Federal Catarinense (IFC) – Campus Camboriú. O ingresso será realizado em março de 2020.

Ao todo são ofertadas 20 (vinte) vagas, sendo divididas em duas linhas de pesquisa: 1) Processos Formativos e Políticas Educacionais (12 vagas) e 2) Processos educativos e inclusão (08 vagas).

Confira mais informações sobre as linhas de pesquisa:

1) Processos formativos e políticas educacionais: A Linha estuda os processos formativos e as políticas educacionais, tendo por base os fundamentos epistemológicos do campo educacional, nos diferentes períodos, contextos sócio-históricos e práticas sociais. Discute as políticas educacionais, consideradas como forças sociais em disputa, bem como suas interfaces com os processos formativos e com a gestão educacional. Problematiza a educação em e para os direitos humanos, envolvendo questões, temas e problemas contemporâneos em contextos formais e não formais. Investiga os processos de formação de professores e demais profissionais da educação, considerando as especificidades desses processos, seus níveis e modalidades de ensino, em espaços formais e não formais.

2) Processos educativos e inclusão: A linha Processos Educativos e Inclusão tem como objetos de estudo os processos educativos e as políticas de inclusão relacionados com os campos de interrogação epistemológica que problematizam a diferença, a diversidade, a desigualdade sociocultural e as formas históricas de manifestação do poder e dos contra-poderes. A educação, nesta perspectiva, é entendida como prática social comprometida com uma sociedade mais justa. Problematiza os processos que engendram a opressão e a exclusão compreendendo a sociedade como espaço de disputas de poder que geram as desigualdades. Atua na perspectiva teórico-metodológica com diferentes temas do campo educacional, tais como: direitos humanos, movimentos sociais, inclusão digital e recursos tecnológicos na aprendizagem, educação especial, educação profissional e tecnológica, educação do campo, capital social e cultural, conceitos de classe, raça, etnia, povos indígenas e populações tradicionais no contexto brasileiro e latino-americano.

O processo seletivo é composto por três etapas: 1) análise do projeto, 2) prova escrita e 3) arguição e análise do currículo lattes. Todas as etapas são de caráter eliminatório e classificatório, com valor de 100 (cem) pontos cada, com nota mínima de aprovação de 70 (setenta) pontos para cada uma delas.  Podem participar do processo os candidatos com diploma de graduação emitido por instituições de ensino brasileiras reconhecidas pelo Ministério da Educação, ou por instituições estrangeiras, desde que reconhecidas no Brasil, conforme legislação vigente.

As inscrições são realizadas unicamente por via eletrônica, de 29/07 a 19/08, pelo site:

 https://sig.ifc.edu.br/sigaa/public/processo_seletivo/lista.jsf?aba=p-processo&nivel=S.

Os candidatos que não tiverem acesso à internet podem utilizar os computadores do Instituto Federal Catarinense – Campus Camboriú durante o período de inscrição. Serão disponibilizados equipamentos com acesso à internet na Secretaria do Programa, no Bloco F, sala F-104, nos seguintes dias e horários: de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h30 e das 13h30 às 15h30.

Mais informações e inscrições em: http://ppge.ifc.edu.br/editais/

Fonte: Cecom/Camboriú/Marília Massochin