Aula inaugural dá início às atividades da segunda turma do Mestrado ProfEPT

A segunda turma do Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica em Rede Nacional (ProfEPT), do Instituto Federal Catarinense (IFC), com polo no Campus Blumenau, participou da aula inaugural em 15 de agosto, com a palestra Situação Atual e Perspectivas da Educação Superior no Brasil, ministrada pelo professor e pesquisador Gabriel Grabowski.

O palestrante iniciou a apresentação abordando a educação superior, perpassando o cenário da educação nos últimos anos. “Ele demonstrou que vem ocorrendo a desconstrução do futuro da juventude brasileira ao se diminuírem as condições de oferta de uma educação pública de qualidade e, com isso, acabou abrangendo todos os níveis de ensino”, observou a coordenadora do curso, professora Inge Suhr.

Para o mestrando Bruno Tomio, Grabowski trouxe questões pertinentes de serem estudadas e aprofundadas, que irão refletir tanto na formação dos mestrandos quanto na formação profissional brasileira. “Ele trouxe um histórico da formação de algumas políticas públicas de incentivo à educação profissional e tecnológica nas últimas duas décadas, e abordou a falta de perspectiva de continuidade desses programas, e até de retrocessos em relação ao que se avançou, como a redução de bolsas de estudos em programas científicos. Trouxe também a realidade que afeta diretamente os jovens, em um país que está cada vez menos oferecendo possibilidades de estudo e, principalmente, condições materiais de emprego”, refletiu Tomio.

Além da coordenadora do curso e do palestrante, fizeram parte da mesa de honra durante a solenidade de abertura, a diretora-geral, Marilane Wolff Paim, a diretora de ensino, Rita de Cássia da Silveira Cordeiro, e o pró-reitor de pesquisa, pós-graduação e inovação, Cladecir Schenkel.

Sobre o ProfEPT

O ProfEPT é um programa de Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica em rede nacional, da área de Ensino, reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), do Ministério da Educação. O curso tem como objetivo proporcionar formação para os profissionais da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e também para os demais profissionais que atuam e/ou pesquisam a Educação Profissional e Tecnológica. O ProfEPT visa a produção de conhecimento e o desenvolvimento de produtos, por meio da realização de pesquisas que integrem os saberes inerentes ao mundo do trabalho e ao conhecimento sistematizado.

Texto: Cecom/Campus Blumenau/Gisele Silveira
Fotos: divulgação Mestrado

Mestrados do IFC estão com inscrições abertas

O Instituto Federal Catarinense está com inscrições abertas para dois de seus programas de Mestrado: o Mestrado Profissional em Tecnologia e Ambiente e o Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica em Rede Nacional (ProfEPT).

– Pós-Graduação em Tecnologia e Ambiente – Mestrado Profissional em Tecnologia e Ambiente (PPGTA) – Campus Araquari
  Inscrições abertas até 22/03/2019

O Mestrado Profissional em Tecnologia e Ambiente é interdisciplinar e destina-se a profissionais com graduação em Ciências Agrárias, Ciências Biológicas, Ciências da Saúde, Ciências Exatas e da Terra, Ciências Humanas, Ciências Sociais Aplicadas, Engenharias e áreas afins. São ofertadas as linhas de pesquisa em Desenvolvimento Rural e Sustentável e Tecnologias Ambientais.

O curso oferta 25 vagas anuais, é público e totalmente gratuito. O formulário de inscrição e o Edital de seleção estão disponíveis neste link.


– Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica em Rede Nacional (ProfEPT) – Campus Blumenau
Inscrições abertas até 07/03/2019

O ProfEPT é um programa de pós-graduação em Educação Profissional e Tecnológica, com um mestrado profissional em Educação Profissional e Tecnológica em rede nacional, da área de Ensino, reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). São oferecidas 18 vagas, sendo nove para servidores da rede federal e nove para o público externo – que tenham diploma de curso superior ou declaração de conclusão de curso superior, reconhecido (ou revalidado) pelo Ministério da Educação.

O Edital de seleção e o link para as inscrições online estão disponíveis aqui.

Texto: Cecom/Reitoria/Thomás Müller

“Meu Primeiro Invento”: inscrições para edital de fomento prorrogadas até sexta (15)

As inscrições para o edital de fomento “Meu Primeiro Invento”, que seleciona propostas voltadas para Inovação, foram prorrogadas até a próxima sexta-feira (15/02). Outras datas também foram alteradas – com a divulgação do resultado final, que agora está marcada para o dia 20/02. Confira aqui o edital de retificação com os novos prazos.

O projeto, promovido pelo IFC por meio Núcleo de Inovação Tecnológica da Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (NIT/Propi), tem como público-alvo os estudantes de todos os campi do Instituto, que devem participar sob orientação de um servidor para coordenar o projeto.

As propostas devem ser enviadas em formato PDF para o e-mail nit@ifc.edu.br. O edital nº 156/2018 traz todos as informações referentes à seleção, como a documentação necessária, os critérios de elegibilidade, os compromissos assumidos pelos coordenadores e estudantes bolsistas e os deveres referentes à propriedade intelectual.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O EDITAL DE SELEÇÃO (E SUA RETIFICAÇÃO)

O “Meu Primeiro Invento” vai financiar 12 trabalhos. Para cada projeto aprovado, serão disponibilizados até R$ 10 mil em bolsa para alunos; até R$ 6,752,78 (via BB-Pesquisa) para custeio para material de consumo; e até R$ 3.333,00 (também via BB-Pesquisa) para aquisição de material permanente. O fomento total do programa é de cerca de R$ 240 mil.

A iniciativa tem como objetivo incentivar os servidores e alunos do IFC a criar soluções para problemas reais da sociedade. A expectativa é que a chamada resulte em pelo menos uma nova solicitação de pedido de proteção a Propriedade Intelectual junto ao NIT/Propi.

Este edital é o primeiro passo para que se estabeleça, em 2019, um programa institucional de fomento para o IFC, por meio do NIT. A seleção é de primeiro nível, com acesso facilitado, para incentivar a comunidade interna a desenvolver projetos e criar a cultura da inovação dentro do IFC.

O segundo nível planejado prevê editais que aderecem uma demanda induzida, com a participação de uma empresa ou associação, e que solicita uma solução prática para um problema real; esta fase deve financiar projetos de alunos e servidores já com certa experiência com o mercado de trabalho e a prática profissional. Já o terceiro nível do programa será voltado a projetos que já desenvolveram protótipos, já foram protegidas pelo IFC e que necessitem de aprimoramento para facilitar a chegada da tecnologia ao mercado.

Texto: Cecom/Reitoria/Thomás Müller

IFC São Bento do Sul recebe cerca de mil pessoas durante três dias da Micti e do IFCultura

Cerca de mil pessoas participaram das atividades da XI Mostra Nacional de Iniciação Científica e Tecnológica Interdisciplinar (Micti) e do IV IFCultura, no IFC São Bento do Sul, de 6 a 8 de novembro. Durante esses dias, na Micti foram apresentadas 248 produções. Entre elas, 29 projetos de extensão e 27 de pesquisa na modalidade ampla concorrência. Outros 83 projetos de pesquisa subsidiados pelo CNPq, além de 51 trabalhos de extensão e 58 de pesquisa, indicados pelos campi, fizeram parte da Mostra. No IFCultura, foram apresentadas 50 produções artísticas: sete de dança, quatro peças de teatro, 16 números musicais, dez poesias e 13 peças de artes visuais.

Ranúzy Borges Neves, coordenadora do evento, conta que sediar a XI Micti e o IV IFCultura foi extremamente desafiador para o campus. “Apesar de reduzida, a equipe que compôs a comissão organizadora foi muito comprometida e dessa forma conseguimos superar diversas limitações. Depois de tanto empenho e trabalho e de tudo que experimentamos nesses três dias de evento, só podemos agradecer à equipe, composta por servidores e alunos, aos grupos e artistas que se apresentaram na abertura e aos palestrantes que reforçaram a mensagem que o campus quis passar durante esses três dias: de que o caminho para as mudanças e melhorias na condição de vida no Brasil passa pela valorização da educação, da ciência e da cultura. Nosso maior desejo é o de que, como instituição, sejamos cada vez mais fomentadores de projetos de ensino, pesquisa, extensão e cultura, comprometidos com a ética e o respeito, no intuito de sermos pessoas melhores para a sociedade em que vivemos”, declarou a coordenadora.

Confira como foram as atividades:

IFC São Bento do Sul recebeu cerca de mil pessoas durante três dias da Micti e do IFCultura

Apresentações dos trabalhos dos estudantes na Micti foram feitas em banner e comunicação oral

Estudantes de todo o IFC mostram seus talentos artísticos no IV IFCultura

Abertura da Micti e do IFCultura é marcada por apresentações culturais e palestra de professora com pós-doutorado pela Harvard

Textos: Cecom/Reitoria – Rosiane Magalhães e Thomás Müller
Fotos: Cecom/Reitoria – Paôla F Dahlke, Rosiane Magalhães e Thomás Müller

Três editais estão com inscrições abertas no IFC

Até 25 de novembro, estão abertas as submissões para três editais no IFC. Dois deles são originários da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), e um integrado pelas Pró-Reitorias de Extensão (Proex), Ensino (Proen) e de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (Propi). Todos estão disponíveis aqui.

Edital nº 130/2018: tem como objetivo selecionar propostas que contribuam para o desenvolvimento e a disseminação de projetos integrados de Ensino, Pesquisa e Extensão que visem à melhoria e ao aperfeiçoamento dos arranjos produtivos, culturais e sociais locais (APLs) do estado de Santa Catarina. O edital prevê aplicação de recursos financeiros, não reembolsáveis, no valor R$ 481.500,00, e pagamento de bolsas. Período de submissão: 18/10/2018 a 25/11/2018.

Edital nº 135/2018: tem como objetivo apoiar propostas de continuidade e renovação de ações de extensão, que estejam inseridas na modalidade Programas, bem como novas propostas de programas de extensão a serem executadas, no exercício de 2019 e 2020, no âmbito da IFC. Período de submissão: 31/10/2018 a 25/11/2018.

Edital n° 136/2018: tem como objetivo apoiar a realização de projetos de promoção e/ou inovação social, realizados nos campi do IFC, a serem executadas no ano de 2019. O apoio se dará por meio de concessão de bolsas a estudantes de ensino médio ou superior, com recursos da Pró-Reitoria de Extensão. Período de submissão: 31/10/2018 a 25/11/2018.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Texto e artes : Proex/IFC

Inscrições abertas para a XI Micti e o IV IFCultura

Estão abertas as inscrições para a XI Mostra de Iniciação Científica e Tecnológica Interdisciplinar – Micti – e para o IV IFCultura. Neste ano, os dois eventos serão realizados no Campus São Bento do Sul nos dias 6, 7 e 8 de novembro.

As datas para as inscrições podem ser conferidas abaixo:

Até 14 de setembro: Trabalhos de pesquisa (Programa Institucional de Bolsas do CNPq e ampla concorrência); trabalhos de extensão (ampla concorrência); apresentações do IFCultura.
De 17 de setembro a 5 de outubro: Trabalhos de pesquisa e de extensão indicados pelos campi do IFC.
Até 29 de outubro: Inscrições na categoria ouvinte.

Micti

Serão disponibilizadas 250 vagas (125 para o ensino médio e 125 para o ensino superior) para trabalhos a serem apresentados na Micti, contemplando projetos de pesquisa e de extensão. Serão aceitas produções nas seguintes áreas:

Ciências Agrárias;
Ciências Biológicas;
Ciências da Saúde;
Ciências Exatas e da Terra;
Ciências Humanas;
Ciências Sociais Aplicadas;
Engenharias;
Linguística, Letras e Artes;
Outros.

As inscrições de trabalhos para a Micti deverão ser realizadas via sistema, neste link, e de ouvintes por meio do formulário online.

IFCultura

Para o IFCultura, haverá 150 vagas, nas modalidades dança, música, teatro, artes visuais e poesia, exclusivas para alunos do Ensino Médio Integrado do IFC. Para participação no IFCultura, os servidores do IFC deverão realizar as inscrições dos estudantes via formulário online.

A página oficial do evento pode ser acessada aqui, e o regulamento está disponível em Regulamento XI Micti/IV IFCultura.

Texto e imagem: Cecom/SBS

Publicado edital para apoio institucional de tradução/revisão de textos

Já está disponível o Edital 111/2018, relativo a apoio institucional de tradução/revisão de textos para melhoria da visibilidade e internacionalização da produção científica do IFC. Objetivo é oferecer aos autores de artigos, cadastrados no Cnpq e certificados pelo IFC, a tradução, do Português para o Inglês, ou a revisão dos textos em língua inglesa.

As submissões serão aceitas entre 26 de julho e 1º de novembro de 2018 pelo e-mail da Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (Propi): propi@ifc.edu.br

Clique aqui e confira todas as informações sobre como participar.

Texto: Cecom/Reitoria / Rosiane Magalhães

Estão abertas as inscrições para Prêmio Jovem Cientista

Até 31 de julho, estão abertas as inscrições para o Prêmio Jovem Cientista que nesta edição tem como tema “Inovações para Conservação da Natureza e Transformação Social”. O prêmio tem categorias para inscrições de professores (mestres e doutores), estudantes de doutorado, mestrado, graduação e ensino médio. A divulgação dos resultados será feita em outubro de 2018.

Todas as informações sobre como participar estão disponíveis aqui no site do Prêmio. No site há também o Guia do Jovem Científico e um conjunto de webaulas que apoiarão os alunos e professores que quiserem participar do Prêmio. O material pode ser utilizado individualmente ou em conjunto pelo professor em suas aulas, incentivando que cada aluno participe com uma ideia.

Sobre o prêmio

Prêmio Jovem Cientista foi instituído pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em 1981, com o objetivo de estimular novos talentos da ciência, investindo em estudantes e pesquisadores que buscam soluções para os grandes desafios brasileiros. Premia em diferentes categorias do ensino superior e também no ensino médio, e tem como foco principal estimular os jovens a fazer ciência e contribuir com o entendimento do que é fazer um trabalho científico com metodologia e rigor, preparando o caminho para a universidade.

A 29ª edição do Prêmio Jovem Cientista conta com a parceria da Fundação Roberto Marinho, da Fundação Grupo Boticário e do Banco do Brasil, tendo como tema Inovações para Conservação da Natureza e Transformação Social.

Texto: Cecom/Reitoria / Rosiane Magalhães,
com informações da Propi IFC

Dois pedidos de patente foram assinados em maio

Reitora do Instituto Federal Catarinense (IFC), Sônia Regina de Souza Fernandes, e o pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (Propi), Cladecir Alberto Schenkel, assinaram a autorização do sexto e sétimo pedido de patente do IFC, por meio do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) e da Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (Propi), no dia 10 de maio. Os pedidos foram requeridos respectivamente por meio do Protocolo (BR 10 2018 011180 9) e (BR 20 2018 010995 8) ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

“A pesquisa aplicada é um dos nossos objetivos previsto na lei de criação do Instituto. A proteção de tecnologia é de suma importância para atingirmos esse objetivo, com intuito de beneficiar a comunidade com soluções novas para nossos problemas cotidianos”, acrescentou o Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, Cladecir Alberto Schenkel.

“IFC tem compromisso na dimensão tecnológica e inovadora inclusive com a transferência de tecnologia. Assim, estas ações da Propi são importantes para avanço nessas áreas”, destacou a reitora.

O sexto pedido de patente foi desenvolvido no IFC Campus Concórdia. A invenção é resultado de um projeto de pesquisa fomentado pelo Programa de Iniciação de Desenvolvimento Tecnológica e de Inovação – PIBITI, Edital nº023/PROPI/IFC/2016, desenvolvido pelos professores Alessandra Farias Milezzi e Hewerton Enes de Oliveira e os estudantes Taciara Penno do Amaral, Karine Dalla Costa e Vanessa Schuh. Intitulada “Óleo Essencial de Cymbopogon Contra Salmonella Typhimirium” e trata-se de um óleo composto de Cymbopogon que é um gênero botânico pertencente à família Poaceane, subfamília Panicoideae, tribo Andropogoneae e que é usado como antibacteriano contra a bactéria Salmonella Typhimirium.

O sétimo pedido de Patente foi desenvolvido no IFC Campus São Francisco do Sul, o modelo de utilidade é resultado da pesquisa desenvolvida pelo professor Eduardo Augusto Werneck Ribeiro, intitulado: “Aparelho Medidor de Arquitetura de Copa de Árvore” e trata-se de um equipamento que faz a medição da arquitetura de uma árvore, através do uso de imagem a laser, possuindo informações horizontais, verticais e altimétricas.

Outras informações sobre registro de patentes podem ser solicitadas para a equipe do NIT por meio do e-mail nit@ifc.edu.br

Texto: Cecom Reitoria / Rosiane Magalhães

Estudantes e servidores do IFC Campus Avançado de Sombrio participaram de palestras sobre o NIT

Nos dias 22 e 23 de maio, estudantes dos cursos técnicos em Hospedagem e em Informática (integrados ao Ensino Médio) e dos superiores de licenciatura em Matemática e de tecnologia em Gestão do Turismo e em Redes de Computadores, do IFC Campus Avançado de Sombrio, participaram de palestras sobre o Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) do IFC, com Rafael Paes de Barros, coordenador do Núcleo.

Além das atividades com estudantes, foram realizadas também reuniões internas com professores e técnicos acerca dos procedimentos operacionais acerca do NIT/IFC no IFC Campus Avançado de Sombrio.

“A Propi, por meio do NIT, segue desenvolvendo ações nos campi do IFC. A previsão é realizar ações em todas as unidades até o final de 2018. Esta é a 7ª ação pactuada pelo IFC no Pacto pela Inovação assinado neste ano pela instituição”, relata Barros.

Texto: Cecom Reitoria / Rosiane Magalhães