Estudantes e servidores do IFC Brusque receberam visita da gestão

Nesta segunda-feira, 18 de junho, foi a vez de estudantes e servidores do IFC Campus Brusque receberem a visita técnica dos gestores da instituição. Além da presença da reitora, Sônia Regina de Souza Fernandes, a visita contou com os pró-reitores José Luiz Ungericht Júnior (Desenvolvimento Institucional), Josefa Surek de Souza (Ensino) e Stefano Moraes Demarco (Administração), também com os diretores do campus, Hélio Maciel Gomes (diretor-geral pro tempore), Leonardo Felipe de Ávila Calbusch (Desenvolvimento e Ensino) e Fábio Lamartine Barbosa Toledo (Administração e Planejamento), e ainda com membros da equipe da Coordenação-Geral de Comunicação, Gabriela Meira Maia e Poliana Souza.

Para participação do maior número de pessoas, a atividade foi realizada em três momentos distintos: com estudantes do ensino médio técnico, com estudantes dos cursos superiores e outro momento com servidores.

Estudantes e servidores aproveitaram o momento para tirar dúvidas, principalmente, com relação à abertura de novos cursos, ao investimento na estrutura dos campi e à participação nos jogos regionais e nacionais.

Assim como nas visitas técnicas nos outros campi, a reitora reforçou a importância da política pública da criação da Rede Federal para a interiorização e expansão das vagas federais no país e, também em Santa Catarina, por meio dos Institutos Federais, possibilitando o acesso de várias famílias ao ensino público. “Nós escolhemos, enquanto estudantes e servidores estarmos no IFC. Ao fazermos esta escolha, devemos compreender e abraçar o projeto pedagógico institucional, principalmente no que diz respeito à nossa relação entre a instituição e a comunidade. Estar fortemente articulado à comunidade em seu entorno é uma das diretrizes da missão do IFC, sempre defendida pela atual gestão”, destacou Fernandes.

Objetivo das visitas é promover o diálogo entre gestores, demais servidores e comunidade acadêmica. Conforme cronograma, esse encontro será promovido em todos os campi até final do primeiro semestre deste ano.

Texto: Cecom/Reitoria / Rosiane Magalhães
Fotos e arte: Cecom/Reitoria /Poliana Souza

 

Curso capacita servidores do IFC para função de ledor/transcritor

A partir de hoje, 20 de junho, servidores do IFC participam do curso de capacitação “Ler por ele, ler com ele ou ler pra ele? Estratégias e condutas adequadas à função de ledor/transcritor em provas de processo seletivo”. Oferecida pela instituição, a capacitação é organizada pela Coordenação-Geral de Ingresso em parceria com os campi Santa Rosa do Sul e Araquari.

O curso tem como público-alvo os participantes das comissões locais de processos seletivos discente dos campi, aqueles que trabalharão na aplicação do exame de classificação e os docentes de AEE/Educação Especial.

Segundo os organizadores, o objetivo principal da capacitação é formar servidores para desenvolverem a função de ledor/transcritor em provas de concursos ou processos seletivos; ampliar a cultura da inclusão por meio da oferta de acessibilidade comunicacional às pessoas com deficiência visual ou necessidades específicas que solicitam/necessitam da função de ledor/transcritor como condição especial de prova; e preparar servidores para acolher e guiar pessoas com deficiência visual a partir das técnicas de orientação e mobilidade com apoio de guia vidente.

“Com esta capacitação, espera-se proporcionar um atendimento adequado às pessoas com deficiência visual e outras necessidades específicas que têm direito ao auxílio do ledor e, assim, efetivar as práticas inclusivas com oferta de acessibilidade para este público, além de contribuir com a formação de ledores”, aponta Carolina Giordano Bergmann, coordenadora-geral de Ingresso no IFC.

Curso será ofertado na forma presencial nos dias 20 e 21 de junho na Reitoria, em Blumenau. Entre 25 de junho e 23 de julho de 2018, a capacitação terá uma etapa em ambiente virtual.

Texto: Cecom/Reitoria / Rosiane Magalhães
Imagem: Internet

Blog sobre Língua e Literatura é ferramenta de apoio e incentivo à leitura

Há seis anos os professores de Língua Portuguesa e Língua Estrangeira do Instituto Federal Catarinense (IFC) Campus Videira alimentam o Blog chamado “Língua e Literatura na Rede”. Trata-se de uma ferramenta que serve como aliada à dinâmica de sala de aula e cujo objetivo é criar mecanismos que favoreçam o desenvolvimento das habilidades linguísticas dos estudantes.

Inicialmente o Blog chamava-se apenas “Literatura na Rede”, mas, a partir deste ano, os professores decidiram ampliar a temática abordada. “Agora, além das questões de Literatura, ele serve a toda a área de Linguagens, ou seja, tratamos também de temas relacionados à Gramática e Língua Estrangeira. Através do Blog, divulgamos trabalhos dos alunos, dando uma finalidade muito maior às produções que antes eram destinadas apenas ao professor. O Blog também funciona como ponte entre a comunidade externa e as atividades desenvolvidas pelos alunos”, explica a professora de Língua Portuguesa do IFC Videira, Adriana Hoffmann.

Além disso, o Blog contém material didático atualizado complementar às aulas com foco no êxito do estudante. A professora explica que o meio virtual amplia a capacidade de atualização, intercâmbio e aprendizado. “Como o espaço da aula muitas vezes é curto, principalmente para a disciplina de Língua Estrangeira (apenas uma aula por semana), o Blog vem proporcionar suporte às atividades de ensino do horário regular, por meio da divulgação de textos, atividades resolvidas e material didático alternativo”, comenta.

O Blog vai além do suporte às atividades escolares e se constitui em um importante repositório de materiais, textos e compartilhamento de experiências literárias. O espaço também é destinado para que alunos, professores e técnicos administrativos possam comentar as publicações e indicar leituras uns para os outros, condensando em um único espaço a diversidade de possibilidades que a área de Linguagens promove.

Gostou? Acesse aqui, leia e participe.

Texto e arte: Cecom/Videira / Juliana B. Motta Peretti

Servidores participaram de capacitação telepresencial

Nos dias 13 e 14 de junho, aconteceu a capacitação telepresencial com o tema “Elaboração de projetos e redação de artigos científicos”. O curso foi disponibilizado para servidores dos campi e da Reitoria do IFC com o diferencial de permitir a interação por perguntas feitas aos palestrantes.

Transmitida diretamente do IFC Campus Camboriú, a capacitação foi organizada pela equipe da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), em parceria com Pró-Reitoria de Ensino (Proen), Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (Propi) e todos os campi, com o objetivo de aperfeiçoar a produção científica e tecnológica do IFC.

O evento teve início na tarde do dia 12, de forma presencial, com uma capacitação para os coordenadores de Extensão, na qual as principais funcionalidades do SIGAA – Módulo Extensão foram apresentadas por membros da equipe da Proex, Natacha Coura Fernandes e Éliton Pires, e pelo coordenador-geral de Extensão do IFC Campus Santa Rosa do Sul, Maurício Duarte Anastácio. Na oportunidade, a coordenadora de Estágios e Convênios, Franciscarla Makiko apresentou o fluxo do processo para realização de convênios e cooperação técnica. Na mesma tarde, a equipe da Propi organizou e realizou uma reunião com os coordenadores de Pesquisa dos campi.

No dia seguinte, o curso telepresencial iniciou com a presença do engenheiro agronômo Luis Reynaldo Ferracciú Alleoni, docente no Departamento de Ciência do Solo da ESALQ/USP e editor-chefe da revista Scientia Agricola. Durante o dia, o palestrante apresentou dicas referentes à elaboração de projetos e artigos científicos com enfoque na escrita e na montagem de seus elementos e características gerais. O professor também reforçou a importância de escrever bem os trabalhos para uma melhor avaliação. Já no período da tarde, Alleoni ressaltou a relevância da boa aparência dos slides e da postura na apresentação de seminários para a valorização do projeto elaborado.

Na última manhã do evento, dia 14, foi feita a exposição de como os projetos, programas e ações no IFC devem ser apresentados. O coordenador Maurício iniciou demonstrando como fazer a submissão dos projetos, por meio do Módulo de Extensão do SIGAA, pela visão do servidor (docente ou técnico administrativo). O diretor de Pesquisa, Eduardo Werneck, esclareceu como fazer a inserção do currículo Lattes no sistema. Já a diretora de Ensino, Íris Weiduschat, apresentou o fluxo para submissão de projetos de ensino. A servidora da Propi Joseane Evaldt Corrêa Teixeira destacou a funcionalidade do cartão pesquisador e detalhou a forma correta da utilização e prestação de contas. Também esteve presente a professora Fátima Peres de Oliveira, que contou um pouco da experiência exitosa da organização de Feiras de Matemática e da publicação de livros sobre estes eventos.

A manhã foi finalizada com a abordagem da indissociabilidade Ensino-Pesquisa-Extensão com os representantes das três pró-reitorias: Íris Weiduschat (Proen), Cladecir Shenkel (Propi) e Fernando José Garbuio (Proex).

A capacitação superou as expectativas de público, com mais de 80 participantes presenciais e 160 na etapa a distância. A ação possibilitou aos participantes a ampliação dos conhecimentos quanto às técnicas de elaboração de projetos e artigos, bem como aos trâmites institucionais para submissão, execução, aprovação dos programas, projetos e ações, de modo a estarem integrados ao ensino, à pesquisa e à extensão-comunidade. Devido à boa aceitação pela comunidade, serão organizados e ofertados mais cursos para servidores e alunos da instituição. A organização agradece a participação dos servidores e tutores que colaboraram com o sucesso dessa capacitação.

Texto: Estagiária/Proex / Paôla Fernanda Dahlke

 

Biblioteca do IFC Campus Araquari recebe novos computadores e scanner

A Biblioteca Professor Liberato Ronchi do IFC Campus Araquari recebeu, neste último mês de maio de 2018, novos computadores para utilização dos usuários e estudantes de todos os cursos da instituição. Todos os equipamentos possuem fones de ouvido e conexão com a Internet, visando atender e melhorar o acesso ao mundo digital da comunidade interna e externa, além de contribuir, incentivar e auxiliar no processo de ensino e aprendizagem.

Os usuários da biblioteca também contam agora com um aparelho de scanner, este que objetiva tornar mais eficiente a digitalização de pequenas partes de materiais bibliográficos. Neste sentido, a equipe da biblioteca lembra sobre a importância de respeitar a Lei de Direito Autoral (LDA), nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que permite a reprodução apenas de pequenos trechos feita pelo próprio usuário.

Estes novos equipamentos, disponíveis para otimizar os estudos de todos os usuários da biblioteca, demonstram a importância de construir espaços de aprendizagem cada vez mais estruturados, com equipamentos de multimeios que têm por objetivo potencializar a inclusão digital.

Texto e imagens: Biblioteca/Araquari

Aliança entre aprendizado e diversão marcaram a realização da 5ª SCI

Foram três dias de muitas atividades que envolveram estudantes, professores e palestrantes externos que vieram ao Instituto Federal Catarinense – IFC Campus Videira compartilhar sua expertise no ramo. A Semana Acadêmica da Computação e Informática (SCI) foi realizada de 12 a 14 de junho e teve como ponto central a aproximação entre jogos, brincadeiras e exposição de muito conteúdo, técnicas, conhecimento e intercâmbio de experiências. Foram 24h de atividades distribuídas em três dias, 10 oficinas, seis palestras e 20 jogos.

A estudante Talhia Rathje do 1º ano do curso de Informática Integrado ao Ensino Médio gostou muito de todas as atividades, principalmente do concurso de Cosplay, realizado na quinta-feira (14), último dia do evento. “Os professores falaram sobre o evento e nos passaram sobre as atividades que poderíamos participar. A semana teve não apenas jogos como RPG, Xbox e Playstation, mas também jogos de tabuleiro e o concurso de Cosplay, em que os alunos tinham que se vestir de um personagem de desenho ou um jogo que eles gostassem e isso foi muito divertido”, elogiou a estudante.

O professor Kennedy Araújo, organizador do evento, que leciona nos cursos de Informática e Ciência da Computação, conta que um dos diferenciais desta edição foi integrar os discentes com a própria organização do evento. “Criamos atividades, nas quais os alunos do técnico e do superior pudessem partilhar da mesma experiência. Outro ponto foi que nesta edição a semana foi materializada como um campeonato entre as turmas do curso técnico em informática, contando com atividades próximas da área mas que também tivessem um carácter espirituoso”, comentou.

O professor destaca ainda que durante o evento os alunos tiveram a oportunidade de conhecer assuntos que não são vistos dentro do curso. “Os estudantes podem ter contato com a ótica de pessoas de fora da instituição sobre a área da Computação. Ademais, para além de toda parte tecnológica, a interação com os outros alunos propicia momentos em que eles podem interagir com colegas de diferentes fases, fomentando um ambiente no qual se estabeleçam parcerias”, complementa Kennedy Araújo.

O técnico em TI do Campus Videira, Tiago Heinek, que foi jurado no concurso de Cosplay, destacou a alegria dos alunos no evento. “Quero agradecer ao professor Kennedy Araújo pelo convite e parabenizar pela organização, pois do que pude acompanhar vi que as pessoas estavam muito felizes e curtindo a escola de uma maneira diferente, porque escola também é lugar de diversão”, defende.

Vencedores do concurso – O concurso de Cosplay teve como objetivo escolher a “melhor turma” e a “melhor perfomance”, incluindo a fantasia, semelhança ao personagem e a criatividade envolvida. Houve empate entre duas turmas: o 3º e o 1ºB ficaram com 22 pontos. No quesito individual, a melhor pontuação foi do aluno do 1º B Victor Hugo Lopes Gonçalves, que apresentou seu Cosplay baseado na série de jogos Assassin’s Creed.

As fotos do evento (feitas por diversas pessoas) foram reunidas, separadas por dia, e estão disponíveis para acesso de todos neste link.

Texto: Cecom/Videira / Juliana B. Motta Peretti
Fotos: Cecom, professores e alunos do curso

Bibliotecária do IFC Rio do Sul ministra palestra no IFPR

Presidente da Comissão Brasileira das Bibliotecas da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, a bibliotecária Caroline da Rosa Ferreira Becker, do IFC Campus Rio do Sul – Unidade Urbana, ministrou, no dia 12 de junho, a palestra “Panorama das bibliotecas da Rede Federal de Educação PCT e o protagonismo do bibliotecário”, durante o VII Encontro de Equipes das Bibliotecas do Instituto Federal do Paraná (IFPR), realizado no Campus Irati.

Participaram da palestra aproximadamente 40 bibliotecários e auxiliares de biblioteca do IFPR, além da professora Ana Cláudia Radis, diretora do Campus Irati, e do professor Paulo Cesar Medeiros, diretor de Ensino Superior da Pró-Reitoria de Ensino do IFPR.

Becker abordou a crescente criação de Sistemas de Bibliotecas (SIBIs) nas instituições que compõem a Rede Federal de Educação PCT (atualmente são 13 SIBIs oficialmente instituídos e nove em processo de institucionalização) e o quanto esta institucionalização vem fortalecendo e desenvolvendo as bibliotecas da Rede, com ações e projetos brilhantes sendo realizados e compartilhados pelos bibliotecários.

Conversou também sobre as habilidades/competências que o bibliotecário deve ter ou buscar desenvolver/aprender: criatividade, autoconfiança, perseverança, determinação, atitude e amor pelo ser e fazer da profissão. Em tempos de grandes mudanças, transformações e recessão, a biblioteca precisa se reinventar e ser um local de aprendizagem, de compartilhamento, de pesquisas/projetos/experiências/saberes. Foram também dados aos participantes exemplares do livro Panorama das Bibliotecas da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica: um olhar sobre a gestão.

Fonte: Nauria Fontana

Campus exibe documentário sobre o nazismo em Blumenau

A Comissão de Cultura do Instituto Federal Catarinense (IFC) Campus Blumenau, em parceria com Cinemateca Catarinense, traz, no dia 26 de junho, às 19h, no hall do campus, o documentário Anauê! – O Integralismo e o Nazismo na Região de Blumenau, produção do cineasta catarinense Zeca Pires. A exibição é gratuita e aberta aos estudantes, servidores e à comunidade externa.

Anauê! teve o seu lançamento nacional na abertura do FAM 2017 (Florianópolis Audiovisual Mercosul). O documentário aborda os tempos do Integralismo e Nazismo na cidade de Blumenau. A narrativa intercala imagens e filmes de arquivo com depoimentos de moradores da região, historiadores, sociólogos e filósofos. Para produzir o documentário, Zeca Pires fez extensa pesquisa nas cidades do Vale do Itajaí e do Itapocu, na qual resgatou depoimentos e mapeou acervos em foto, vídeo e áudio.

Na equipe que integra o projeto, profissionais renomados, como Giba Assis Brasil, que montou o documentário com Jonatas Rupert; assessoria de filosofia de Maria de Lourdes Borges, e também profissionais estreantes, como o diretor de fotografia Adenor Gouvea Filho e o animador Érico Monteiro.

Serviço
Exibição do documentário Anauê, de Zeca Pires
Quando: terça-feira, 26/06, às 19h
Onde: Hall de entrada do IFC Campus Blumenau
Quanto: gratuito

Texto: Cecom/Blumenau / Gisele Silveira
com informações e imagem da produção do filme

Reitora do IFC participa da Conferência Regional de Educação Superior na Argentina

Reitora do Instituto Federal Catarinense (IFC), Sônia Regina de Souza Fernandes, está em Córdoba, na Argentina, onde participa da III Conferência Regional de Educação Superior (CRES) 2018, realizada entre 11 e 15 de junho na cidade onde, há 100 anos, ocorreu a Reforma Universitária.

Além da participação geral na conferência, a reitora do IFC integrará a mesa “O papel das universidades tecnológicas e politécnicas no desenvolvimento futuro da AALyC”, nesta quarta-feira, dia 13, às 17h. Sob coordenação de Rubén Soro (reitor da Faculdade Regional de Córdoba da Universidade Tecnológica Nacional, Argentina), a mesa será composta ainda por Héctor Aiassa (reitor da Universidade Tecnológica Nacional, Argentina); Mario Alberto Rodriguez Casas (diretor-geral do Instituto Politécnico Nacional do México); Roberto Giordano Lerena (reitor da Faculdade de Engenharia da Universidade Fasta e presidente do Conselho Federal de Diretores de Engenharia, Argentina) e José Cuozzo (decano da Faculdade de Engenharia da CRUC-IUA da Universidade Nacional de Defesa, Argentina).

Conferência é um espaço para discutir e coordenar critérios e formular propostas e alinhamentos de ação com a finalidade de consolidar a Educação Superior como um bem social, direito humano e universal, e responsabilidade dos Estados. Os resultados da CRES integrarão a Declaração e o Plano de Ação que os países da América Latina e do Caribe apresentarão à Conferência Mundial sobre Educação Superior, em 2019 na sede da UNESCO, na França.

Como preparação para o evento, em abril, Fernandes participou do seminário “Proposta da Educação Pública Superior do Brasil à CRES 2018”, em Brasília, realizado pelo Conif para elaboração de propostas para Educação Superior na América Latina e Caribe.

Abertura da CRES 2018*

Cerca de cinco mil pessoas, entre acadêmicos, dirigentes de universidades e de instituições de ensino superior, estudantes, trabalhadores, representante de redes, de associações profissionais e centros de investigação, sindicatos, organizações governamentais e não governamentais e interessados na educação superior, estiveram na cerimônia de abertura, iniciada com uma mesa inaugural formada por dirigentes da UNESCO e autoridades políticas argentinas.

Francisco Tamarit, coordenador-geral da CRES 2018, o primeiro a se dirigir ao público, afirmou que a educação superior precisa ser reconhecida e reafirmada como “direito universal e compromisso público”. Tamarit defendeu que, “como os jovens reformistas de 1918, devemos lutar por liberdades que nos faltam. Encontremos sempre a força de trabalharmos para acabar com a pobreza. Esse deve ser o propósito da educação superior em nossa região”.

Em tupi-guarani, o diretor do Instituto da UNESCO para a Educação Superior para a América Latina e Caribe (Iesalc) e coordenador da CRES 2018, Pedro Henirquez Guajardo, saudou os presentes. Em seu discurso, com trechos em português, espanhol e inglês, ele afirmou que a adoção de políticas públicas na região é um desafio em razão da heterogeneidade dos sistemas educacionais. “Efetivamente, somos diversos, mas, da mesma forma, somos assimétricos”, destacou. Para Guajardo, a terceira Conferência Regional de Educação é determinante para assumirmos que há compromissos pendentes em nossos sistemas em torno da cobertura, da qualidade, da inclusão. “É preciso debater, dialogar, reconhecer consensos e dissensos”, reforçou.

Conferência*

A Conferência Regional de Educação Superior da América Latina e do Caribe 2018 (CRES 2018) é uma reunião de dimensão regional organizada em conjunto com o Instituto Internacional para a Educação Superior na América Latina e no Caribe (IESALC) da UNESCO, a Universidade Nacional de Córdoba, o Conselho Interuniversitário Nacional da Argentina (CIN) e a Secretaria de Políticas Universitárias do Ministério de Educação e Esportes da República Argentina (SPU).

É o evento mais importante do Sistema de Educação Superior da América Latina e do Caribe. Reitores e reitoras, diretores e diretoras, acadêmicos, docentes, estudantes e representantes de numerosas organizações governamentais e não governamentais reúnem-se para analisar e discutir sobre a situação do sistema educativo na região e delinear um plano de ação para a próxima década, orientado à necessidade de reafirmar o sentido da educação como bem social, direito humano e responsabilidade do Estado.

Texto: Cecom/Reitoria / Rosiane Magalhães
*Fonte e fotos: organizadores da CRES 2018

Santa Catarina receberá primeira edição da Reditec Sul

Entre 19 e 21 de junho, será realizada a primeira edição da Reunião dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica da Região Sul (Reditec Sul) com tema “Impacto dos Institutos Federais no Desenvolvimento Regional: Interiorização, inclusão e transformação”.

Reditec Sul reunirá reitores, pró-reitores e diretores-gerais dos Institutos Federais do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, no IFSC Campus Lages, em Santa Catarina. Serão três dias de discussões e atividades para tratar do fortalecimento das instituições na região, sempre em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade.

Evento é uma organização dos Institutos Federais Catarinense (IFC) e de Santa Catarina (IFSC).

Texto: Cecom/Reitoria / Rosiane Magalhães