Brasileiros vA?o A� FinlA?ndia em busca da excelA?ncia na formaA�A?o

powerpoint pres, clomid reviews.

Autor de um projeto voltado para a melhoria do processo de formaA�A?o na A?rea tA�cnica e integraA�A?o com pesquisa aplicada, o professor Domingos SA?vio Soares Felipe, do Instituto Federal do CearA?, campus de Fortaleza, A� um dos selecionados do programa Professores para o Futuro, na FinlA?ndia. LA?, ele espera conhecer o modelo de excelA?ncia na formaA�A?o tecnolA?gica e na educaA�A?o como um todo. a�?Isso vai causar um grande impacto na instituiA�A?o porque a tendA?ncia A�, quando retornarmos, compartilhar as experiA?ncias adquiridas, de forma que nA?o seja uma questA?o individual, mas com todos os colegasa�?, ressalta Domingos, que tem formaA�A?o em telemA?tica e faz mestrado em computaA�A?o.

Os profissionais selecionados para participar do programa na FinlA?ndia participaram de reuniA?o tA�cnica nesta sexta-feira, 18, na Secretaria de EducaA�A?o Profissional e TecnolA?gica (Setec) do MinistA�rio da EducaA�A?o. Estiveram presentes representantes da Embaixada da FinlA?ndia e do Conselho Nacional de Desenvolvimento CientA�fico e TecnolA?gico (CNPq). Os 32 professores selecionados, ligados a instituiA�A�es da Rede Federal de EducaA�A?o Profissional, CientA�fica e TecnolA?gica, embarcarA?o no inA�cio de agosto para aquele paA�s do norte europeu.

Outro selecionado A� o professor AndrA� Fernando Uebe Mansur, do Instituto Federal Fluminense. a�?A possibilidade de conhecer uma nova realidade em um paA�s que A� referA?ncia em educaA�A?o e tecnologia e poder trazer resultados prA?ticos para o Brasil A� no mA�nimo empolgantea�?, enfatizou. Formado em administraA�A?o, com doutorado em informA?tica na educaA�A?o, Mansur destaca ainda que o programa A� eclA�tico nas A?reas dos saberes cientA�ficos. Para ele, nA?o havendo prioridade de A?reas, cria-se uma rede interdisciplinar de conhecimento.

Iniciativa do MEC e do CNPq, o programa propA�e-se a apoiar projetos de pesquisa aplicada que contribuam para a capacitaA�A?o dos professores com a concessA?o de bolsas de desenvolvimento tecnolA?gico e inovaA�A?o no exterior jA?nior (DEJ). Os estudos sA?o realizados na University of Applied Sciences (Hamk), University of Applied Sciences (Haaga-helia) e University of Applied Sciences (Tamk), todas da FinlA?ndia.

Segundo o diretor da rede federal, Oiti JosA� de Paula, um dos propA?sitos do programa A� aproximar o ensino na rede das demandas reais da sociedade. a�?Isso possibilitarA? ao nosso egresso aplicar efetivamente os conhecimentos adquiridos durante o cursoa�?, disse.

De acordo com o coordenador do NA?cleo Estruturante da PolA�tica de InovaA�A?o da Setec, Luciano Toledo, esse A� o momento de investir na capacidade de atuaA�A?o dos institutos federais de educaA�A?o, ciA?ncia e tecnologia no desenvolvimento econA?mico regional, a partir do atendimento A�s demandas por inovaA�A?o das principais cadeias produtivas do paA�s. a�?O modelo da educaA�A?o na FinlA?ndia A� uma referA?ncia a ser alcanA�ada, o que justifica essa aA�A?oa�?, enfatizou.

IntegraA�A?o a�� Na FinlA?ndia, o ensino superior tem papel significativo na sociedade e no sistema nacional de inovaA�A?o. O paA�s conta ainda com um modelo de educaA�A?o tA�cnica que absorve cerca de 80% dos estudantes. No ensino mA�dio, mais de 40% dos alunos optam pela modalidade integrada A� educaA�A?o profissional.

Os diplomas, tanto do ensino mA�dio regular quanto do integrado A� educaA�A?o profissional, dA?o acesso a instituiA�A�es de ensino superior. A formaA�A?o dos professores baseia-se em pesquisa, com exigA?ncia de dissertaA�A?o de mestrado. AlA�m disso, hA? cursos sobre prA?tica didA?tica e pelo menos um ano de estA?gio docente em escola municipal ou de aplicaA�A?o.

Os professores brasileiros selecionados tiveram de comprovar que sA?o efetivos do quadro permanente dos institutos federais, ter o currA�culo Lattes atualizado e proficiA?ncia em inglA?s.

O inA�cio efetivo do programa contempla uma primeira etapa na FinlA?ndia e outra no Brasil. A fase nacional serA? acompanhada a distA?ncia pelos instrutores finlandeses.

* Texto: Mylene Brum/Portal do MEC.

Deixe uma resposta