Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Camboriú contrata gêneros alimentícios da agricultura familiar

Agricultura-familiarA partir de 2016, o refeitório do Instituto Federal Catarinense (IFC) – Campus Camboriú passa a oferecer hortifrutigranjeiros e filé de tilápia, provenientes da agricultura familiar. A contratação foi realizada em Chamada Pública no final de novembro. “O valor total da compra foi de R$141.082,51, sendo R$75.182,51 de grupos informais e R$ 65.900,00 de grupo formal (Cooperativa) da agricultura familiar”, ressaltou o Diretor de Administração e Planejamento (DAP), Marcel Amaral Daoud.

De acordo com Daoud, a obtenção de gêneros alimentícios da Agricultura Familiar, do Empreendedor Familiar Rural ou das organizações proporciona uma melhoria na qualidade da alimentação nas Instituições Educacionais. “Além disso, oportuniza a geração de renda em benefício às famílias, estimula a permanência do agricultor no campo e valoriza a produção sustentável local/regional”, destacou Marcel.

Sobre a aquisição

A aquisição de gêneros alimentícios por Chamada Pública, com a contratação direta de Cooperativas e/ou Associações, está de acordo com as diretrizes estabelecidas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento à Educação (FNDE). O total de recursos financeiros repassados pelo Fundo, no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), deve ser utilizado – no mínimo de 30% – na aquisição de gêneros alimentícios diretamente da Agricultura Familiar, do Empreendedor Familiar Rural ou das organizações.

Segundo o Diretor de Administração e Planejamento, entre os princípios da aquisição, estão: o emprego de uma alimentação saudável e adequada, com o uso de alimentos variados, seguros e que respeitem a cultura, as tradições e os hábitos alimentares locais, além do apoio ao desenvolvimento sustentável produzido localmente e, de preferência, da agricultura familiar.

“Agradecemos também o apoio do professor Luis Ivan Souto e do Odirlei Anshau, da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI), que fomentaram o diálogo com os agricultores familiares da região”, finalizou Marcel.

Confira o resultado da Chamada Pública

Grupos informais de agricultores familiares

Nome: Fabio Luiz Felício
Valor total: R$19.860,01

Nome: José Agostinho Felicio
Valor: R$17.195,00

Nome: Marlene Lucia Boratti Felício
Valor: R$19.766,92

Nome: Sebastião Felício
Valor: R$18.360,58

Valor total do grupo informal: R$75.182,51

Grupo formal de agricultores familiares
Nome: Cooperativa Mista Agrícola de Piscicultores – COOMAPEIXE
Valor total: R$65.900,00

*Texto e foto: CECOM/Camboriú.

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na quarta-feira, 9 de dezembro de 2015, às 17:27 pela Coordenação-Geral de Comunicação (Cecom).

Últimas notícias: