Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Incentivo à qualificação: 10,5% dos servidores do IFC estão atrelados a um programa

IMG_5503Uma instituição de ensino é voltada à formação de estudantes, porém o seu processo de construção e consolidação passa, necessariamente, pelo seu corpo de servidores. No Instituto Federal Catarinense (IFC), docentes e técnico-administrativos em educação caminham juntos em direção ao desenvolvimento do Ensino, Pesquisa, Extensão e Gestão.

Neste processo de gerenciar as atividades de desenvolvimento e capacitação dos servidores atua a Pró-reitoria de Desenvolvimento Humano e Social (PRODHS), um setor estratégico que observa as necessidades dos servidores e implanta mecanismos de melhoria e aperfeiçoamento interno. Atualmente, o IFC conta com 1.586 servidores, sendo 814 docentes e 772 TAEs. Deste universo, 79,2% dos docentes possuem mestrado/doutorado e 47,5% dos TAEs possuem especialização/mestrado. Confira o percentual completo abaixo.

Cinco programas são realizados no IFC para incrementar o desenvolvimento do humano no aspecto incentivo à qualificação. São eles: 1) Afastamento Integral para Pós-graduação Stricto Sensu; 2) Mestrados e Doutorados Interinstitucionais; 3) Programa de Bolsa de Incentivo à Qualificação dos Servidores do IFC (PROBIQ); 4) Programa Institucional de Qualificação de Servidores (PIQIFC); e 5) Programa de Formação Doutoral Docente (Prodoutoral).

De acordo com Cristiane Tagliari, coordenadora de Desenvolvimento Humano e Social, cada um dos programas correspondem a diferentes formas de incentivo: “No Dinter, os servidores são liberados de suas atividades diárias para frequentar as aulas e realizar as pesquisas, e o Prodoutoral concede bolsas para docentes em afastamento integral. Já os incentivos PROBIQ e o PIQIFC são iniciativas do IFC que visam à concessão de bolsas e a flexibilidade de horário ao servidor-estudante. Temos ainda o Mestrado em Administração realizado em parceria com a FURB, voltado exclusivamente aos servidores do IFC”, explica.

Segundo dados da PRODHS, o IFC conta com 167 servidores contemplados com algum dos programas. “Uma instituição de ensino precisa estar, sempre, com os servidores atualizados. Por isso, é fundamental investir no servidor por meio de ações de qualificação e desenvolvimento. Ao desenvolver o servidor, automaticamente desenvolveremos a instituição”, salienta Neri Golynski, pró-reitor de Desenvolvimento Humano e Social.

Por outro lado, a qualificação não é pensada somente do ponto de vista de fortalecer e fazer crescer o IFC, mas também como forma de proporcionar o desenvolvimento integral do servidor. “É preciso atender a necessidade do servidor como pessoa, proporcionando o seu crescimento individual que, consequentemente, será refletido no aprimoramento das suas atribuições”, esclarece Golynski.

NOVIDADES

IMG_5500No início deste ano, o Colegiado de Dirigentes (Codir) aprovou 1% do orçamento do IFC a ser destinado às capacitações dos servidores. A partir disso, A PRODHS propôs a Política de Capacitação dos Servidores do IFC (verifique o site AQUI), que visa delinear uma estratégia coletiva e democrática de planejamento e decisão de prioridades e necessidades de desenvolvimento humano no IFC.

A minuta da Política de Capacitação e do Plano Anual de Capacitação foram disponibilizados em consulta pública para implementação a partir de 2016. “A consulta pública deu legitimidade ao processo e permitiu ao servidor construir junto com o IFC a política de capacitação”, diz Cristiane.

Para Golynski, é fundamental que o servidor se sinta protagonista dentro do IFC. “Além de proporcionar a qualificação dos nossos servidores, queremos reter este talento, por isso estamos criando mecanismos para que o docente e o TAE sintam-se parte do IFC. Além disso, desejamos que o servidor se empodere do conhecimento, pois uma instituição é tão forte como o conhecimento das pessoas que a compõe”, finaliza ele.

Conheça o nível de Qualificação dos nossos servidores

Docentes: Total 814

Graduação 65 (8%)

Especialização 104 (12,8%)

Mestrado 458 (56,2%)

Doutorado 187 (23%)

TAEs: Total 772

Fundamental ou Médio 47 (19%)

Graduação 258 (33,5%)

Especialização 276 (35,7%)

Mestrado 91 (11,8%)

Doutorado 0

Programas de Incentivo à Qualificação

1) Afastamento Integral para Pós-graduação Stricto Sensu (Art. 96-A da Lei nº 8.112/90 e art. 16 da Resolução nº 009-CONSUPER/2013)

O servidor poderá, no interesse da Administração, e desde que a participação não possa ocorrer simultaneamente com o exercício do cargo ou mediante compensação de horário, afastar-se integralmente do exercício do cargo efetivo, com a respectiva remuneração, para participar em programa de pós-graduação stricto sensu em instituição de ensino superior no País ou no exterior. São abertos, pelos câmpus e pela Reitoria, 02 (dois) editais por ano para seleção de candidatos ao afastamento integral para pós-graduação stricto sensu.

Participação atual

Docentes

Mestrado – 05

Doutorado – 43

Pós-Doutorado – 02

TAE

Mestrado – 16

Doutorado – 04

Pós-Doutorado – 00

2) Mestrados e Doutorados Interinstitucionais (Resolução nº 008-CONSUPER/2013)

Cursos ofertados pela Instituição, em parceria com universidades, nos quais os servidores que estão matriculados são dispensados do ponto de frequência e das atividades no Instituto nos períodos de aulas presenciais e nos estágios obrigatórios.

Dinter: 10

Mestrado Interinstitucional em Administração – FURB: 25

3) Programa de Bolsa de Incentivo à Qualificação dos Servidores do IFC (PROBIQ/IFC) (Resolução 049/2014)

O Programa de Bolsa de Incentivo à Qualificação dos Servidores do Instituto Federal Catarinense – PROBIQ/IFC tem por objetivo ampliar as oportunidades de desenvolvimento profissional dos servidores, através de um auxílio financeiro temporário para a participação do servidor em programas de Mestrado e Doutorado. São abertos, pelos câmpus e pela Reitoria, 02 (dois) editais por ano para seleção de servidores para participação no Programa de Bolsa de Incentivo à Qualificação – PROBIQ/IFC, segundo as normas e critérios estabelecidos na RESOLUÇÃO Nº 049 – CONSUPER/2014, de maneira a viabilizar a permanência nos cursos de qualificação e o desenvolvimento individual e institucional.

Participação atual:

Araquari – 02

Blumenau – 03

Camboriú – 03

Concórdia – 03

Fraiburgo – 01

Ibirama – 01

Rio do Sul – 05

Sombrio/Santa Rosa do Sul – 04

Videira – 03

Reitoria – 01

4) Programa Institucional de Qualificação de Servidores (PIQIFC) (Resolução nº 031-CONSUPER/2012)

Os servidores poderão solicitar a adequação de sua jornada semanal de trabalho para fins de participação em programa de pós-graduação stricto sensu. São abertos, pelos câmpus e pela Reitoria, 02 (dois) editais por ano para seleção de candidatos ao Programa Institucional de Qualificação dos Servidores do Instituto Federal Catarinense – PIQIFC.

Participação atual:

Docentes

Mestrado – 09

Doutorado – 11

Pós-Doutorado – 01

TAE

Mestrado – 09

Doutorado – 03

5) Programa de Formação Doutoral Docente (Prodoutoral) (Portaria 140/CAPES de 02 de outubro de 2013)

O objetivo geral deste programa é promover a qualificação em nível de doutorado dos docentes do IFC que atuam ou que possam vir a atuar nos cursos de graduação e pós-graduação, bem como possibilitar a formação de grupos de pesquisas em áreas estratégicas e prioritárias, consolidar grupos de pesquisas já existentes, fomentar a cooperação acadêmica, consolidar os cursos de pós-graduação já existentes e criar novos cursos de mestrado acadêmico, mestrado profissional e, futuramente, de doutorado.

A fim de atender essas demandas Institucionais, foi elaborado o Plano Institucional de Formação de Quadros Docentes do Instituto Federal Catarinense (PLANFOR). Esse plano foi submetido e aprovado pela Capes, a qual concedeu 3 bolsas e 3 auxílios-moradia para docentes do IFC com afastamento integral para Doutorado.

IMG_5505

* Texto e foto: CECOM/Reitoria.

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na quarta-feira, 3 de junho de 2015, às 14:31 pela Coordenação-Geral de Comunicação (Cecom).

Últimas notícias: