Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Napne informa: Jogos Paralímpicos Rio 2016

rio2016Os preparativos para o Jogos Paralímpicos Rio 2016 estão a todo vapor. O evento desportivo, que será sediado na cidade do Rio de Janeiro, de 07 a 18 de setembro de 2016, é constituído por competições entre atletas, de alto nível, que apresentam algum tipo de deficiência.

Para atender à demanda das delegações dos 176 países participantes, a acessibilidade e logística são questões essenciais. Meios de transporte adaptados para cadeirantes; arsenal para cadeiras de rodas; cardápios em Braille ou com sistema de áudio; voluntários para orientar atletas e sinalização de dependências com pisos táteis são apenas alguns dos itens pensados para o sucesso do evento. A manutenção dos equipamentos de competição e de uso diário também é planejada. Os serviços técnicos são feitos em um centro principal de reparos, além de 14 locais de competição e uma unidade móvel.

São 23 modalidades em disputa no Rio 2016, com um total de 4.350 atletas. Os esportes que fazem parte do quadro de disputa paraolímpico são:

  • Atletismo: composto por provas de corridas, saltos, lançamentos e arremessos, cujos atletas participantes possuem deficiências físicas ou visuais;

  • Basquetebol em cadeira de rodas: esporte disputado nas categorias feminino e masculino. É disputado desde a primeira Paraolimpíada;

  • Bocha: É disputado por pessoas com paralisia cerebral severa, que usa cadeira de rodas. As competições ocorrem segmentadas entre os sexos, e nas categorias individual e dupla;

  • Canoagem Velocidade: Atletas disputam a bordo de caiaques seis provas valendo medalhas – três masculinas e três femininas, fazendo no menor tempo possível um trajeto de 200 metros em linha reta em águas calmas. A sede é o Estádio da Lagoa;

  • Ciclismo de estrada e Ciclismo de pista: Disputado por pessoas de ambos os sexos com paralisia cerebral, deficiência visual, amputações e lesões medulares;

  • Esgrima em cadeira de rodas: Esporte restrito apenas às pessoas com dificuldade de locomoção;

  • Futebol de 5: Disputado por homens com deficiência visual;

  • Futebol de 7: Restrito a homens com paralisia cerebral;

  • Goalball: Esporte desenvolvido especialmente para pessoas com deficiência visual;

  • Halterofilismo: Mulheres e homens com amputações, sendo limitações mínimas. Pessoas com paralisia cerebral e com lesão de medula espinhal competem nessa modalidade;

  • Hipismo: É praticado por pessoas de ambos os sexos e abarca diversos tipos de deficiência;

  • Judô: Com disputas masculinas e femininas, esse esporte é restrito às pessoas com deficiência visual;

  • Natação: Os nadadores que podem participar das provas são aqueles com limitações motoras e físicas, com deficiência visual e mental;

  • Remo: Contempla diferentes tipos de deficiência;

  • Rugby de cadeira de rodas: Nessa modalidade, homens e mulheres podem pertencer a uma mesma equipe. Participam pessoas com tetraplegia;

  • Tênis de Mesa: As disputas são feitas de modo individual e por equipe. Participam atletas que usam cadeira de rodas, andantes e pessoas com deficiência mental.

Além dessas modalidades, também pertencem à competição o tênis em cadeira de rodas, o tiro com arco, o tiro esportivo, o triatlo, a vela e o voleibol sentado.

Garra, força e velocidade 

Faltando menos de 100 dias para o evento, confira no link 10 vídeos para entrar no clima dos Jogos Paralímpicos: https://www.rio2016.com/paralimpiadas/noticias/10-videos-para-entrar-no-clima-dos-jogos-paralimpicos.

Texto: Napne/Reitoria.

Imagem: Divulgação.

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na quarta-feira, 8 de junho de 2016, às 13:09 pela Coordenação-Geral de Comunicação (Cecom).

Últimas notícias: