Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

VII MICTI: espaço de conhecimento, descoberta e troca

abertura-Micti 2014 (2)Durante os dois dias da VII Mostra Nacional de Iniciação Científica e Tecnológica Interdisciplinar (MICTI) 200 estudantes de cursos médio/técnicos e superiores puderam apresentar para professores, avaliadores e a comunidade em geral suas pesquisas. Promovida pelo Instituto Federal Catarinense (IFC), a MICTI iniciou em 2006 no Colégio Agrícola de Camboriú e este ano realizou nos dias 12 e 13 de novembro, no Câmpus Araquari, a sua sétima edição.

Durante a solenidade de abertura, na tarde do dia 12/11/14, o diretor-geral do Câmpus Araquari e anfitrião da Mostra, Jonas Espíndola, frisou que a MICTI é uma oportunidade única de divulgar Pesquisa e Extensão, além de desenvolver instituições de ensino públicas e privadas de ensino médio e superior. “Agradecemos a todos que se deslocaram até o Câmpus Araquari e desejamos um bom evento”.

Para o pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PROPI), Romano Valicheski, a pesquisa é um dos pilares do ensino no Brasil. “A MICTI dissemina o resultado de suas pesquisas e contribui para o processo de ensino e aprendizagem. A pesquisa é fundamental para inovarmos e gerarmos conhecimento com foco no desenvolvimento humano, econômico e social”, disse. O coordenador de Extensão, Mauro dos Santos, ressaltou que eventos como a MICTI são atividades de comunicação e extensão promovendo a interação entre autores numa comunicação científica e tecnológica.

abertura-Micti 2014-joseteRepresentando o reitor Francisco Sobral, a pró-reitora de Ensino Josete Pereira enfatizou a importância da MICTI na promoção do envolvimento entre alunos e professores. “Meninos, meninas, vocês estão aqui para pensar, investigar, estudar e têm a pesquisa como um princípio educativo. A interdisciplinaridade é o fazer diferente em sala de aula com foco na melhoria do ensino brasileiro. Desejo boas-vindas a todos, que troquem experiência e se divirtam. Declaro aberta a VII MICTI”, encerrou ela.

Ao todo foram recebidos 300 trabalhos científicos, num total de 200 selecionados, sendo 110 do Ensino Médio/Técnico em apresentação de pôster e 90 do ensino superior em apresentação oral.

MAIS

Para encerrar a solenidade de abertura os alunos da educação infantil da Escola Municipal Amaro Coelho, de Araquari, realizam uma apresentação cultural. Em seguida, o professor Anderson José Guisolph ministrou a palestra “Os 50 anos de Ditadura Militar”. Guisolph é mestre em História pela Universidade de Passo Fundo (2013), possui graduação em História e especialização em Arqueologia. Segundo o palestrante, História é uma das disciplinas mais dinâmicas, pois novos fatos podem surgir e mudar o que estava como verdade.

O servidor do IFC Câmpus Rio do Sul, Gilberto Mazoco Jubini, proferiu a palestra “A vida em equilíbrio e o Equilíbrio da vida”, uma reflexão sobre as nossas escolhas, a sobrecarga de trabalho entre outros fatores que podem desencadear problemas doentios.

A MICTI acontece todos os anos e é um evento científico e tecnológico com abrangência multidisciplinar promovido pelo Instituto Federal Catarinense (IFC). Mais informações em http://eventos.ifc.edu.br/micti/

Confira a reportagem sobre os trabalhos em http://noticias.ifc.edu.br/2014/11/17/200-trabalhos-sao-apresentados-durante-a-vii-micti/

Aproveite e confira os Trabalhos Premiados durante a VII MICTI

alunos-apresentacao-oral Hiago Vinícius Piovesan e Lucas Koch Ernzen telhado-verde abertura-Micti 2014 (14) abertura-Micti 2014 (13) abertura-Micti 2014 (11) abertura-Micti 2014 (4)

* Texto e fotos: CECOM/Reitoria.

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter

Esta notícia foi editada na quarta-feira, 19 de novembro de 2014, às 13:53 por Nicole Trevisol.

Últimas notícias: