Campus Rio do Sul realiza XXI Fetec em formato virtual

Teve início nesta segunda-feira (26), no Campus Rio do Sul, a XXI Feira do Conhecimento Tecnológico e Científico (Fetec). O evento, que segue até o dia 30, tem como objetivo socializar resultados de programas, projetos de ensino, pesquisa e extensão e experimentos desenvolvidos no campus e promover a integração e a troca de experiências entre a comunidade acadêmica e a sociedade em geral.

Este ano, em razão da suspensão das atividades presenciais no IFC devido à pandemia de COVID-19, a Fetec é realizada em modalidade virtual, via internet, com número reduzido de trabalhos. As transmissões serão realizadas por meio do canal oficial da Fetec no YouTube e na página oficial no Facebook do Campus.

As inscrições para participar da Feira ocorrem em tempo real durante a programação. Para mais informações, acesse o site oficial do evento.

Confira abaixo a programação completa:

Texto: Cecom/Reitoria/Thomás Müller, com informações da Cecom Rio do Sul
Imagem: Divulgação

Sequência de Oficinas para implementação do Plano de Contingência do IFC tem início dia 13/10

O Instituto Federal Catarinense, dá início na próxima terça-feira (13), às 14h, ao processo de formação dos Sistemas de Comando Operacionais (SCOs) dos campi e da Reitoria, em conformidade com o Plano de Contingência criado pela instituição para preparar o eventual retorno às atividades presenciais após o fim da pandemia do coronavírus, ainda sem previsão . Para tanto, será organizada uma série de 18 oficinas, ministradas em formato de live e transmitidas pelo do canal oficial do IFC no YouTube.

A oficina de abertura terá como tema “Retomada das aulas e o novo normal”, e contará com uma mensagem de boas vindas da reitora do IFC, professora Sônia Regina Fernandes, e com uma palestra com o consultor da Associação Brasileira de Pesquisa Cientifica, Tecnológica e Inovação em Redução de Riscos e Desastres, professor Mário Cardoso Freitas.

As demais oficinas serão transmitidas semanalmente, sempre às segundas-feiras, até a primeira metade dezembro. Confira aqui a programação completa.

A formação dos SCOs é uma parte importante do Plano de Contingência — documento que contém todas as estratégias e ações a serem adotadas pelo Instituto para que o futuro retorno da quarentena seja o mais seguro possível. São os integrantes dos SCOs os responsáveis pela condução destas ações (saiba mais sobre o Plano de Contingência aqui).

As oficinas tratarão de diversos aspectos importantes para a formação dos SCOs e a realização dos Procedimentos Operacionais Padronizados (POPs, também previstos no Plano de Contingência): aulas e outras atividades escolares, serviços de alimentação e moradia estudantil, gestão de pessoal e de infraestrutura e medidas de saúde e higiene, entre outros. “Esta atividades vão apresentar aos envolvidos a real dimensão da responsabilidade das SCOs, que é planejar organizar e preparar o ambiente escolar para o retorno às aulas com a devida segurança”, explica a diretora de Desenvolvimento Institucional do IFC, Bárbarah Sorgetz — que coordena o Grupo de Trabalho que elaborou o Plano de Contingência.

Texto: Cecom/Reitoria/Thomás Müller

Edital seleciona projetos para cadastro de reserva de apoio a ações sociais

O Instituto Federal Catarinense deu início nesta quinta (1) a processo de seleção para cadastro de reserva de programa de apoio a projetos de Ação Social desenvolvidos pelos campi. A submissão de propostas deve ser feita pelo Sistema SIGAA – Módulo Extensão até o dia 30 de outubro. Podem participar servidores do IFC com a titulação mínima de mestre, com currículo Lattes atualizado em 2020, e que estejam adimplentes com a Pró-Reitoria de Extensão (Proex) e Coordenações de Extensão dos campi.

As propostas devem delinear projetos de Promoção e/ou Inovação Social a serem executados no ano de 2021. O apoio será efetuado por meio de bolsas concedidas a estudantes de ensino médio ou graduação, com recursos provenientes da Proex. O limite por projeto é de R$400 mensais; as propostas deverão ter prazo de execução de nove meses.

O apoio é regido pelo Edital Nº63/2020, que contém todas as informações sobre o processo seletivo – como as definições estipuladas para “Promoção Social” e “Inovação Social”, o cronograma das atividades e os detalhes sobre a implantação dos projetos aprovados, entre outras. A íntegra do documento está disponível no link abaixo:

CLIQUE AQUI E ACESSE O EDITAL Nº 63/2020

A iniciativa tem como objetivo apoiar e incentivar atividades ou ações continuadas que promovam a melhoria da qualidade de vida da sociedade e promover o envolvimento e a cooperação de servidores e estudantes em atividades de extensão com a troca de saberes acadêmicos e populares, fortalecendo a integração entre o Instituto e as comunidades nas quais ele está presente.

Texto: Cecom/Reitoria/Thomás Müller

Abertas inscrições para Reditec 2020

Já estão abertas as inscrições para a 44ª Reunião Anual dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec 2020). Pela primeira vez, o evento será realizado em formato totalmente virtual. As atividades acontecem entre os dias 05 e 08 de outubro.

As inscrições, que seguem até o dia 04 de outubro, são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.even3.com.br/reditec2020/. Além de gestores, também podem se inscrever no evento, estudantes e servidores da Rede Federal, como também o público externo. 

Com o tema “Contribuições, perspectivas e transformações da Rede Federal para os contextos de pandemia e pós-pandemia”, a Reditec 2020 terá em sua programação palestras e mesas redondas envolvendo as temáticas de Educação, Gestão e Trabalho, e Internacionalização. O evento é organizado pelo Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif).

Conforme explica o presidente do Conif e reitor do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), Jadir José Pela, a Reditec 2020 será um momento para que a comunidade, servidores e estudantes possam conhecer um pouco mais sobre o trabalho desenvolvido pelas instituições que integram a Rede Federal.

“Há mais de 40 anos realizamos a Reditec, ampliando as discussões sobre a gestão das nossas instituições. Mesmo vivenciando esse momento de pandemia, não poderíamos deixar de realizar o evento, visto a importância de discutirmos as temáticas sobre Educação, Internacionalização, Gestão e Trabalho. Além de ser uma edição inédita, devido ao seu formato digital, também será um momento de marcarmos os 111 anos da Rede Federal”, destacou Jadir José Pela.

Reditec – Realizada desde 1976, a Reunião Anual dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec) tem como foco a gestão da Rede Federal, além de ampliar as discussões envolvendo as áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão.

Acesse aqui a programação da Reditec 2020.

Veja como se inscrever!

Texto: Instituto Federal do Acre (Ifac)/
Diretoria de Comunicação/Lisânia Ghisi
Imagem: Conif/Divulgação

Seleção para cadastro de reserva de Edital de Apoio a Projetos Integrados começa nesta quinta (1)

Tem início nesta quinta-feira (1) o processo seletivo de propostas — com fim de compor cadastro de reserva  — para o Edital de Apoio a Projetos Integrados de ensino, pesquisa e extensão aplicados aos Arranjos Produtivos, Culturais e Sociais Locais nos campi do IFC. A submissão de projetos será realizada por meio do sistema SIGAA até o dia 8 de dezembro de 2020, e é aberta a servidores com titulação mínima de mestre e currículo Lattes atualizado em 2020, entre outros pré-requisitos (ver edital abaixo). 

O valor máximo do auxílio a ser previsto em cada proposta é de R$ 5 mil para despesas de custeio e R$ 3,6 mil para concessão de bolsa. O Edital de apoio completo, com todas as informações sobre o processo seletivo – como os pormenores para elaboração de propostas, o cronograma das atividades e os detalhes sobre a implantação dos projetos aprovados, está disponível no link abaixo:

CLIQUE AQUI E ACESSE O EDITAL Nº 61/2020

A iniciativa tem como objetivo apoiar projetos integrados de Ensino, de Pesquisa e Inovação e de Extensão, que visem contribuir significativamente para o desenvolvimento e a disseminação de ações para a melhoria e o aperfeiçoamento dos Arranjos Produtivos, Culturais e Sociais Locais (APL) do estado de Santa Catarina, nas áreas de abrangência dos campi do IFC. O edital é uma realização conjunta das Pró-Reitorias de Extensão (PROEX), de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PROPI) e de Ensino (PROEN).

Texto: Cecom/Reitoria/Thomás Müller

Campus São Francisco do Sul promove VIII Fepex

O Campus São Francisco do Sul realizou, nos dias 15 e 16 de setembro, a VIII Feira de Ensino, Pesquisa e Extensão – Fepex. O evento, que teve como tema “Inteligência Artificial”,  contou com mais de 30 trabalhos inscritos, superando as expectativas da organização. Ao todo, foram aprovados e apresentados  três trabalhos na modalidade Ensino, nove na modalidade Extensão e 20 trabalhos na modalidade Pesquisa.  Confira aqui a lista de trabalhos aprovados 

Este ano, a Fepex foi 100% online, aberta ao público interno e externo e exibida, ao vivo, na plataforma Conferência Web. Além da apresentação em si, os participantes desenvolveram ainda um resumo em vídeo de seus trabalhos. Todo este conteúdo está disponível, na íntegra, no canal do evento no YouTube. A repercussão foi bastante positiva e o canal já conta com mais de 8.000 visualizações. 

A abertura oficial contou com a participação do diretor-geral do campus, professor Adalto Aires Parada; do diretor de Ensino, Pesquisa e Extensão, professor Severino Mirandola; da coordenadora geral de Ensino, professora Adriana da Igreja; do coordenador de Extensão, professor Sandro Augusto Rhoden; e da coordenadora de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do campus e coordenadora geral do da VIII FEPEX, professora Patrícia Devantier Neuenfeldt.

Após a abertura, foram exibidos dois TED Talks abordando o tema da feira, “Inteligência Artificial”, seguidos de discussão calorosa. A proposta foi bastante elogiada por todos os participantes.

De acordo com a organização do evento, foi de fundamental importância que os estudantes de todos os níveis (incluindo os de pós-graduação, que tiveram sua primeira participação) contribuíssem com seus conhecimentos e pesquisas. Todos os trabalhos foram de excelência e podem cooperar muito com o desenvolvimento do município de São Francisco do Sul, bem como para o Estado de Santa Catarina.]

Os trabalhos premiados foram os seguintes:

Modalidade: Pesquisa / Nível Médio
CONTROLE DE ACESSO UTILIZANDO ARDUINO UNO E TECNOLOGIA RFID

Modalidade: Extensão / Nível Médio
TRILHANDO SÃO FRANCISCO DO SUL: EDUCAÇÃO, ESPORTE E QUALIDADE DE VIDA, SEGUNDA EDIÇÃO

Modalidade: Ensino / Nível Médio
LITERANDO 2GT- LITERATURA EM TEMPOS DE PANDEMIA

Modalidade: Pesquisa/ Nível Superior
ROTEIRIZAÇÃO EM DELIVERY DE ALIMENTOS EM SÃO FRANCISCO DO SUL

Modalidade: Extensão / Nível Superior
MONITORAMENTO EM REAL TIME DA QUALIDADE DA ÁGUA NA BAÍA DA BABITONGA

Modalidade: Ensino / Nível Superior
MONITORIA DE FÍSICA I PARA O CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA ELÉTRICA

Modalidade: Pesquisa / Nível Pós-Graduação
ANÁLISE BROMATOLÓGICA DE RIZOMAS DE LÍRIO-DO-BREJO COLETADOS EM SÃO FRANCISCO DO SUL

Texto: Cecom/Sâo Francisco do Sul/Ana Paula Voss
Imagem: Divulgação

Estudante do IFC integra o Parlamento Jovem Brasileiro 2020

A estudante do IFC Daniela Gonçalves Flores, do terceiro ano do curso técnico em Agropecuária integrado ao Ensino Médio ministrado no campus Santa Rosa do Sul, é uma das duas selecionadas para representar  Santa Catarina no Programa Parlamento Jovem Brasileiro 2020 (PJB). Após passar por um processo seletivo com outros 49 candidatos, ela toma posse de seu mandato como deputada jovem no dia 22 de outubro.

O Parlamento Jovem Brasileiro é um programa de Educação para a Democracia criado em 2003 pela Câmara dos Deputados, no qual estudantes do ensino médio de todo o território nacional simulam a jornada de trabalho de um parlamentar. O objetivo é estimular os participantes, desde o processo seletivo nas escolas até o exercício do mandato, a aprender mais sobre suas realidades, formulando soluções para as questões de suas regiões, e promover o entendimento das responsabilidades de governos, organizações e cidadãos.

“O PJB é muito importante porque ele dá voz aos jovens. É isso que a gente sempre pediu: que a nossa opinião seja escutada em todos os âmbitos”, conta Daniela, que conheceu o programa por intermédio de um amigo que também participou da seleção. “As minhas expectativas são conhecer melhor o modo de trabalho dos deputados e deputadas e aprender mais sobre o feitio de leis, uma vez que pretendo destinar parte da minha vida ao trabalho público no futuro, com o objetivo de valorizar os jovens e as cooperativas agrícolas e agropecuárias”.

De acordo com a estudante, natural de Três Forquilhas-RS, o projeto criado por ela para o processo seletivo foi inspirado na cooperativa agrícola da sua região, a Coomafitt, da qual ela participa ativamente. Em sua atuação no meio, Daniela observou que, apesar de todas as cooperativas possuírem, por força de lei, um Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social (Fates), os recursos acabam beneficiando poucos projetos, que raramente se revertem em programas para a juventude. “A minha proposta determina, então,  que 15% do Fates de toda cooperativa seja destinado para formação e qualificação profissional de jovens do campo.  Existe um conceito errado de que o jovem não deve permanecer na área rural, de que não dá futuro; com a garantia de qualificação profissional oferecida pelo meu projeto, a juventude vai perceber que há, sim, emprego no campo, que há renda”, ressalta.

Depois da posse, Daniela passa a exercer seu mandato por meio de uma série de reuniões procedimentos online, incluindo a distribuição de projetos, formação de Comissões Técnicas, redação de pareceres e outras atividades análogas às dos deputados da Câmara Federal. O cronograma culmina com uma semana de sessões plenárias em Brasília, previstas para maio de 2021.

Texto: Cecom/Reitoria/Thomás Müller
Foto: Arquivo Pessoal/Allan Fernandes Souza

Servidores do IFC organizam livro eletrônico sobre desafios do ensino na pandemia

A Editora IFC publicou, no último dia 16, o e-bookDesafios de Ensinar, Aprender e Avaliar em Tempos de Pandemia“, organizado pelos servidores Carolina Giordano Bergmann, Daniel Fernando Anderle, Denise Danielle Pagno, Marilane Maria Wolff Paim, Sara Nunes e Vanderlei Freitas Junior. O volume é composto por relatos sobre as Atividades Remotas de Ensino (AER) desempenhadas no instituto na primeira temporada de oferta, de 26/03 a 16/04 deste ano.

“A proposta do livro é que que cada autor apresente sua experiência em relação as atividades — os pressupostos da oferta, as ferramentas e metodologias empregadas etc. — para que outros servidores, ao ter acesso a esse conhecimento, pudessem se inspirar e construir suas próprias estratégias”, explica Freitas, que é professor na área de Tecnologia no Campus Avançado Sombrio.

De acordo com o docente, a ideia de organizar a obra surgiu no Grupo de Trabalho constituído pelo Instituto para analisar as Atividades Remotas. “Já que receberíamos relatos formais dos colegas sobre as AER, pensamos que seria oportuno transformar o material numa publicação acadêmica, já que isso traria mais visibilidade e alcance para os trabalhos”.

Freitas ressalta que a produção conhecimento científico sobre Educação em meio a um quadro de pandemia mundial representa uma grande contribuição do IFC para o país. “Vivemos hoje um momento muito atípico; para alguns especialistas, o maior desafio da nossa geração. A instituição abraçou este desafio e se movimentou, mesmo sem ter, inicialmente, o tempo e as condições técnicas ideais para a empreitada. Como resultado, tivemos muitas experiências exitosas e boas práticas que, com o lançamento do livro, temos agora condições de compartilhar com colegas do Brasil inteiro”.

Texto: Cecom/Reitoria/Thomás Müller
Imagem: Reprodução

IFC libera permissão de assinatura eletrônica em documentos para estudantes

Nova funcionalidade no Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos (Sipac) permite que estudantes assinem documentos online sem a necessidade de ir às unidades do IFC. Esse opção tem sido utilizada inclusive para efetivar as colações online neste período de pandemia do Covid-19.

Disponibilizada pela equipe de Tecnologia da Informação do IFC, a ferramenta está liberada para todos os estudantes matriculados no sistema SIGAA. Para ter acesso, um servidor do IFC precisa criar o documento e incluir o estudante assinante, assim como já é feito entre servidores.

Estudantes devem acessar o tutorial, disponível na página da Diretoria de Tecnologia da Informação, para se informarem sobre como assinar os documentos.

Essa nova funcionalidade permitirá agilizar os trâmites institucionais, reduzir o uso de papel e todos os benefícios inerentes, além de evitar a ida pessoalmente ao campus.

Texto: Cecom/Reitoria/Rosiane Magalhães
Imagem: Sipac

Servidores do IFC participaram de curso online de Laravel

Servidores da área de Tecnologia da Informação (TI) do IFC, lotados na Reitoria e nos campi em Camboriú, Fraiburgo, Ibirama, Luzerna e São Bento do Sul, participaram do curso online de Laravel, framework PHP, ministrado por Tiago Heineck, técnico em TI do Campus Videira.

“Como essa tecnologia foi utilizada no sistema seletivo, desenvolvido de forma remota, agora temos mais servidores que podem ajudar na manutenção desse sistema e mesmo desenvolver outro”, explica Emerson Saldanha, analista de TI que atuou no desenvolvimento do software destinado ao gerenciamento dos processos seletivos da Instituição.

Nesta etapa, foram capacitados 10 servidores, entre 18 e 29 de maio, mas existe a previsão de realizar uma segunda turma com outros servidores e, também, de criar um curso avançado com os servidores que fizeram esse curso.

Texto: Cecom/Reitoria/Rosiane Magalhães
Imagem: Internet